Avatar

Fabio Farias3 horas atrás




caro alexsandro. sinceramente acho que seu pensamento um tanto equivocado!!

se o que fala tivesse logica, entao seria legitimo por exemplo que, o governo brasileiro, simplesmente, bombardeasse com o seu exercito uma comunidade carente onde o trafico comanda, sem se preocupar com a morte de civis e inocentes, principalmente as crinças. Pensemos....!!!








Responder

Compartilhar ›


















Jemima Fortes3 horas atrás




Peço que corrija "antissemita" para "antisionista". Semitas, Palestinos também são.








Responder

Compartilhar ›


















윤 Fran4 horas atrás




Não tiro o direito de Israel querer se defender de Hamas, mas até que ponto isso deixa de ser uma defesa e acaba se tornando um imenso massacre de civis?! Não temos que basear os fatos em acontecimentos passados, quando o povo veio do Egito fez isso e fez aquilo... Isso é passado, as pessoas que viviam ali já se foram e agora existem outras pessoas que não podem pagar pelos atos que já aconteceram! Um povo que pregava paz agora faz a guerra, algo meio contraditório. Precisamos sim, acreditar na paz, a culpa não é de religião, a culpa é do próprio homem que acaba utilizando dela para o extremo.








Responder

Compartilhar ›


















Alexsandro Vieira19 horas atrás




Engraçado né, quando o Hamas estava lançando seus misseis diariamente, e Israel não reagia, ninguém falava nada né,agora que estourou, pronto.

Neste Xadrez sangrento, o Hamas sufoca o povo palestino, usando-os como escudos.Sem esta de ir para o passado começando desde que Hagar e Ismael foram para o deserto.A coisa é muito mais embaixo.






1

Responder

Compartilhar ›


















Edison Carvalhoum dia atrás




E quem assistiu o última Programa do Conservador Sr. Waac, pode observar a sua desconfortável situacão frente às verdades proferidas (enquanto lhe foi permitido) pelo Prof. de Direito Internacional da FGV...........!!!!!!


Que Carta Capital convite este Professor para assinar uma coluna de assuntos sobre o Oriente Médio..........!!!!!!








Responder

Compartilhar ›


















Emilio Roberto Topel Konrathum dia atrás




Dizer que Israel é contra o extremismo é desconhecer a forma como o estado israelense foi estabelecido. Atentados, assassinatos (até de emissários da ONU), e todo tipo possível de terror.








Responder

Compartilhar ›


















Gilson Emilio Roberto Topel Konrath21 horas atrás




O Estado de Israel é sim contra o extremismo. Não confundir a figura do estado com a dos políticos de extrema direita. Mesmo estes exercendo extrema influencia na politica da nação, nada no seu código de leis ou constituição prega o extremismo. Não generalize.






3

Responder

Compartilhar ›


















OMAR BRASIL2 dias atrás




As vezes me pergunto...se o povo palestino não tem razão? Afinal quando Nóe saiu do Egito para a "terra nprometida", ao chegar até ela o povo de "deus" matou toda a população que ali havia para adentrar a cidade, somente escappou uma familia que foi quem traiu seu propio povo em prol dos invasores...e qual era o povo que estava ali? pela geografia tudo me leva a crer que era o povo palestino..., então...quem tem a verdade? quem são os viloes? e quais são os reais interesses na guerra?








Responder

Compartilhar ›


















Gilson OMAR BRASIL21 horas atrás




O "passado bíblico" é uma mera desculpa para os dois lados do conflito, ambos utilizam seus textos sagrados para justificar um "direito divino" a posse da região. Os palestinos não estão certos. Israel já foi fundada e nada vai mudar esse fato. Eles tem o mesmo direito de estar lá que qualquer cidadão do mundo. O problema está justamente no extremismo onde um povo acha que só ele tem direito de habitar e não buscam co-habitar juntos. Em épocas entre cruzadas, a própria Jerusalém prosperou por um tempo como um reinado misto. É necessário uma reforma política de ambos os lados, para se buscar a paz verdadeira na região.








Responder

Compartilhar ›


















Lucas Andrade2 dias atrás




Israel está sendo crucificado por defender seu povo e seu território, pela mídia antissemita mundial. Não esqueçam de dizer que FOI O HAMAS QUE NÃO ACEITOU O CESSAR FOGO. Se dependesse de Israel, a região estaria em paz. E no Hamas nunca houve 'moderados', Seu próprio Estatuto determina a destruição de Israel como objetivo. A política oficial do Hamas é usar civis com escudo humano, o que determina o enorme número de mortos civis. Do outro lado, Israel protege seu povo com o exército e o Iron Dome intercepta os ataques palestinos. Agora, não esperem que um país seja atacado até sua extinção, sem jamais se defender, mesmo que seja atacando.






20

Responder

Compartilhar ›


















Gilson Lucas Andradeum dia atrás




Lucas, uma coisa é se defender e outra é atacar. Israel e o Hamas não querem a paz. Se a politica em Gaza mudasse e procurasse a paz, Israel iria buscar ou inventar a mínima desculpa para continuar o conflito. O mesmo vale para o Hamas, se Israel buscar a paz, eles vão sempre buscar a guerra. Não é do interesse de nenhum dos grupos a PAZ.








Responder

Compartilhar ›


















Edison Carvalho Lucas Andradeum dia atrás




Estude a História........., e deixe de se guiar unilateralmente através da literatura fácil expedida pela Mídia Internacional e o Departamento de Estado............!!!!!!








Responder

Compartilhar ›


















Luciana Braga Lucas Andradeum dia atrás




Caro Lucas, creio que você está mal informado. Há indícios que o Hamas quis o cessar fogo, e que inclusive estava usando o Egito como intermediário. Houve até uma lista com alguns itens que eram exigidos. Nada absurdo, apenas melhores condições de vida, que as fronteiras sejam protegidas por forças da ONU, não de Israel nem do Hamas, direito a comércio,e coisas do tipo. O que se vê hoje na Palestina é uma massacre maior que o holocausto (que vale lembrar: não morreram só judeus, morreram também negros, homossexuais, ciganos, pessoas com deficiências, doentes mentais e etc). Lá as pessoas não tem o direito e ir e vir, a educação é quase nula, poucos recursos entram, material de construção é vetado pelo exército israelense, comida é regulada, até ajuda humanitária não pode entrar nas áreas destinadas aos palestinos porque Israel não permite. A desculpa que o Hamas usa civis como escudo humano chega a ser ridícula quando Israel ataca hospitais de Gaza, fora invasão do território palestino ao longo dos anos foi enorme. É genocídio e o mundo inteiro está apenas observando. E esse discurso de antissemitismo é falácia para justificar as atrocidades cometidas por Israel, ninguém quer que judeus morram ou coisas do tipo, o que se pede é um respeito ao povo palestino e dignidade. E caso ainda não tenha sido citada, a reação de Israel é completamente desproporcional, agride TODOS os direitos humanos e os números de mortos comprovam isso. Fora que a maioria dos mortos são civis. Recomendo assistir os vídeos do Norman Finkelstein e do George Galloway.






6

Responder

Compartilhar ›


















Luciano Luciana Braga20 horas atrás




Israel atacou um hospital porque existia uma base de lançamento de mísseis montada no terreno bem ao lado do hospital.

Só pra informar, o governo de Israel avisa com antecedência os locais que serão bombardeados, justamente para que as pessoas possam sair de suas casas, no entanto se alguém fizer isso será considerado um "inimigo aliado dos sionistas" pelo hamas (e morto).

O hamas usa escudos humanos sim, todo mundo sabe disso, e quem mais sofre com isso infelizmente é a população. A verdade é que para o hamas, quanto mais "mártires" melhor, (traduzindo quanto mais gente morrer melhor). Assim eles podem se passar por vítimas para o resto do mundo. Quem começou (mais) essa briga foi o hamas, e infelizmente quem paga a conta são os civis inocentes (só pra variar).






1

Responder

Compartilhar ›


















Roland Scialom Lucas Andrade2 dias atrás




É por aí. Alias, os antissemitas não conseguem analisar de forma honesta a razão de seu antissemitismo apesar de haver bastante literatura a respeito.








Responder

Compartilhar ›


















Edison Carvalho Roland Scialomum dia atrás




Vamos abstrair essa estória do antídoto do antissemitismo..........!!!!!








Responder

Compartilhar ›


















Henrique Lucas Andrade2 dias atrás




Apoiado






1

Responder

Compartilhar ›


















Paulo Anjos2 dias atrás




O maior componente neste conflito NÃO É religioso, como todos sabem. É a hipocrisia que se tornou quase que como uma prerrogativa em muitos aspectos das Relações Exteriores.






2

Responder

Compartilhar ›


















Paulo Anjos2 dias atrás




Muita coisa nesses nossos dias me fazem lembrar a canção "Rosa de Hiroshima". Será só isso mesmo, uma recordação incômoda? Porque, pessoalmente, penso que está só faltando a "bomba"...






1

Responder

Compartilhar ›


















Bruno Mf3 dias atrás




O mais incrível disso tudo é que há menos de 60 anos atrás esse mesmo povo estava saindo de campos de concentração e ouviam os mesmos cânticos "morte aos judeus"... não aprenderam nada mesmo...






18

Responder

Compartilhar ›


















Ricardo Miudo3 dias atrás




essa ação de Israel contra os Palestinos é totalmente desproporcional, Israel está violando várias leis internacionais para justificar sua vingança contra o Hamas e a Vingança o torna igual ao seu inimigo.


Como Cristão e Monarquista, a moral cristã e minha consciência me impedem de apoiar Israel






1

Responder

Compartilhar ›


















Guilherme Ferreira Ricardo Miudo2 dias atrás




Ricardo, você se diz cristão, mas não conhece a Bíblia... Deve ser católico... (ou "cristão não-praticante", pra ser mais exato...). Se estivesse com a leitura da Bíblia em dia, saberia que nos últimos tempos todo o mundo ímpio se voltará contra os israelenses, mas então Deus intervirá para salvar o remanescente de Israel, castigando as nações por terem expulsado os filhos de Israel da terra que Ele lhes deu, e por terem repartido a terra santa.






1

Responder

Compartilhar ›


















Gabriel F. Guilherme Ferreira2 dias atrás




Interessante, porque naquela região, antes dos últimos tempos, viviam os árabes, e de um tempo pra cá, todos no mundo os viam como terroristas. Além disto, foram expulsos de suas próprias terras pelo povo que eles acolheram. Hoje quem controla a terra santa (Jerusalém) é Israel, aliás, construíram uma muralha em volta dela. Talvez Deus venha a intervir pelos palestinos mesmo segundo o que está na bíblia.






6

Responder

Compartilhar ›


















Josh Dilson3 dias atrás




Conflito entre Israel e Palestina sempre existiu, mas nunca os Estados Unidos, permitiu que Israel, entrassem na Palestina para massacrar a população desarmada. Ontem vendo a entrevista do Barak Obama, vi no seu rosto a covardia estampada. O Joaquim foi na entrada, este está sendo na saída.






4

Responder

Compartilhar ›


















Francisco José Josh Dilson2 dias atrás




Cuidado com Ibama.








Responder

Compartilhar ›


















Bruno Mf Josh Dilson3 dias atrás




com o perdão da piadinha infame, mas o joaquim foi na entrada, no meio e agora na saída com a pseudo-aposentadoria....






1

Responder

Compartilhar ›


















Ricardo .L.3 dias atrás




O grupo palestino Hamas que controla Gaza alcançou o máximo de sua impopularidade entre os palestinos apos enriqueçer com a ajuda humanitária, estabelecer regras extremistas na região e reprimir as mulheres. A população apoiou em massa um cessar fogo acordado entre o Egito, Autoridade Palestina, Liga Arabe, ONU, Uniao Europeia e o Hamas rejeitou, mesmo fazendo parte da Autoridade Palestina. Parabens pela reportagem anti-palestina e pró-grupo extremista religioso cujo o povo palestino ja rejeita faz anos.








Responder

Compartilhar ›


















Bruno Mf Ricardo .L.3 dias atrás




Qual a fonte?






1

Responder

Compartilhar ›


















Rudríiigo Souza4 dias atrás




Esqueceu-se do novo alvo israelense: estradas vicinais, sob as quais passam os encanamentos de abastecimento de água do povo palestino.






2

Responder

Compartilhar ›


















Lenir Vicente4 dias atrás




Corrigindo, por favor; vingança.








Responder

Compartilhar ›


















Josh Dilson4 dias atrás




Só agora entendo porque o faraó, Ramsés ll expulsou os judeus do Egito.






8

Responder

Compartilhar ›


















Lenir Vicente4 dias atrás




Olha a censura camaradas!








Responder

Compartilhar ›


















Lenir Vicente4 dias atrás




O Barack Osama Obama já declarou que apoia o direito de Israel. se defender.Obama consegue ser mais cínico do que Bush. Aqueles super tanques pilotados pelos soldados israelenses são um "pequena" amostra das maquininhas americanas de matar gente que eles estão usando para se "defenderem" dos palestinos. As crianças e os jovens mortos , são apenas detalhes de uma guerra "santa" que alimenta a indústria bélica americana. Afinal, os americanos precisam trabalhar!






4

Responder

Compartilhar ›


















Kelvin4 dias atrás




Infelizmente trata-se de uma vingança...

uma vingança selvagem e sem escrupulos por envolver mulheres e crianças, a gente fica estarrecido de ver uma ação tão desproporcional de Israel contra o Povo Palestino ante o criminoso silêncio da imprensa internacional, da Europa e do EUA, se fosse alguma nação fora do eixo imperialista as tropas ocidentais já estariam preparadas para massacrar todo o país mas Israel é um enclave militar daquele eixo encravado no oriente médio.

pelo fim do genocídio do povo palestino!

pelo fim dos crimes contra a humanidade!

Dêem uma chance a PAZ !






21

Responder

Compartilhar ›


















Stannys Kelvin3 dias atrás




Os princípios do HAMAS são tão abomináveis que nem os árabes os apoiam, utilizar civis como escudos, colocar armas no meio de escolas, foram encontrados foguetes até mesmo na sede da ONU, a diferença que Israel tem um sistema de defesa moderno enquanto o "sistema de defesa" do HAMAS são pessoas cooptadas pela ideologia assassina fomentada pelo fanatismo Islâmico. Israel é uma democracia plena um exemplo para aquela região tem o direito de se defender qualquer país do mundo reagiria de tal forma.






15

Responder

Compartilhar ›


















Felipe Presser Stannys3 horas atrás




Por que tu isentas um Estado no qual já matou mais de 280 civis inocentes? Por que toda discussão tem de ser bipolarizada? Por que tu não abre essa tua cabeça e vê que tanto Israel (na minha opinião, muito mais cruel e assassino) quanto o Hamas estão errados? Israel é uma democracia plena? Estados não-seculares são democracias plenas? Sinceramente gostaria de um pequeno comentário sobre isso.








Responder

Compartilhar ›


















Kelvin Stannys3 dias atrás




pelo que me consta Israel já matou mais de 300 civis, em sua maioria mulheres e crianças, se isso não for vingança...






3

Responder

Compartilhar ›


















Edison Carvalho Kelvinum dia atrás




Companheiro,


Essa turma além de estar simplesmente reverberando as patranhas Israelenses e de seus aliados do Departamento de Estado e da Mídia Internacional................., fazem questão de desconsiderarem a História..........!!!!!! Por toda Resistência do Povo Palestino..........; digamos não aos Assentamentos na Cisjordânia...................; pelas Fronteiras de antes de 1967.............!!!!!!!








Responder

Compartilhar ›


















Guilherme Ferreira Kelvin2 dias atrás




Escudos humanos.






2

Responder

Compartilhar ›


















Lucas Andrade Kelvin2 dias atrás




Apenas porque a política oficial do Hamas é usar civis como escudo humano Os alvos não são os civis, mas os terroristas. Israel até avisa onde via jogar as bombas, mas o Hamas incita os civis a ficarem e morrerem. Se não morrem muitos civis israelenses é por causa da eficiência do Iron Dome.






6

Responder

Compartilhar ›


















Luciana Braga Lucas Andrade3 horas atrás




Como os alvos não são civis? Casas, hospitais, crianças na praia. Esses são os alvos. E não te assusta a desproporcionalidade do poder armamentista israelense? Nem exército o povo palestino tem.








Responder

Compartilhar ›


















Gilson Lucas Andrade21 horas atrás




O fato de serem escudos humanos justifica a morte deles? Eles deixam de serem seres humanos por estarem sendo manipulados por um sistema político? NADA justifica o massacre, seja ele qual for, de vidas humanas.








Responder

Compartilhar ›


















Kelvin Lucas Andradeum dia atrás




muito pior do que o Hamas usar inocentes como escudos humanos é Israel não ter a mínima sensibilidade e matar aqueles inocentes, e a contagem continua já são mais de 500, essa selvageria tem que parar. vamos dar uma chance para a Paz!








Responder

Compartilhar ›


















Stannys Kelvin4 dias atrás




Quem tem que dar uma chance para a paz é o Hamas, Israel já ofertou um cessar fogo eles não pararam. Simples assim.






10

Responder

Compartilhar ›


















Kelvin Stannys3 dias atrás




essa sua informação carece de fontes, procure se informar mais...

Precisamos acreditar na PAZ.






2

Responder

Compartilhar ›


















Guilherme Ferreira Kelvin2 dias atrás




Acho que você anda lendo muito pouco ultimamente...






1

Responder

Compartilhar ›


















Kelvin Guilherme Ferreiraum dia atrás




Acredito que sim pois a contagem de corpos de mulheres e crianças inocentes trucidados por Israel já passa de 500

Vamos acreditar na PAZ.








Responder

Compartilhar ›


















Felipe Presser4 dias atrás




A maior mentira contada por Israel (depois da tal "terra prometida") é a de que eles querem paz e os palestinos, guerra. Será que veremos um povo sumir da História sem, ao menos, interferir?






19

Responder

Compartilhar ›


















Guilherme Ferreira Felipe Presser2 dias atrás




Qual é a diferença entre um palestino e um árabe?








Responder

Compartilhar ›


















Marcos Schein Felipe Presser2 dias atrás




Vai pra Israel. Olha como os israelenses querem guerra, e se tiver suficiente humildade voltará aqui e retirará o que disse. É engraçado como a grande e imensa maioria das pessoas que vai pra Israel e vê a realidade com seus próprios olhos, e não com os olhos da mídia muda rápido de opinião. Talvez todos aqui se achem donos da verdade e todos que vão pra Israel de férias conseguem magicamente passar por uma lavagem cerebral. Uma unica vez que vocês tiverem embaixo de um ataque de misseis será suficiente. Quando é nossa própria vida e dos nossos familiares em risco, as coisas mudam. Falar do outro lado do mundo é fácil, e quase hipócrita.