domingo, 27 de julho de 2014

http://noticias.gospelprime.com.br/robo-escriba-reproduz-tora/

Robô-escriba reproduz Torá com perfeição

Tecnologia permite cópia do texto sagrado sem erros humanos

por Jarbas Aragão

Durante séculos os escribas judeus reproduziam manualmente o texto da Tanach, livros sagrados para os judeus que formam o que chamamos de Antigo Testamento. A Torá é a parte mais importante, com os 5 primeiros livros, chamados de Escritos de Moisés.

Agora a tecnologia permite que um robô faça o mesmo trabalho sem ter de lidar com os erros humanos. Nesta quinta (10) ele começou a escrever o texto integral da Torá em hebraico antigo no Museu Judeu de Berlim. Empunhando uma pluma especial, o braço do robô escreve durante dez horas por dia na mesma velocidade que um homem faria. Ele foi programado para manter o estilo original dos escribas, chamados de sofers.

Cilly Kugelmann, diretora do museu alemão, anunciou o robô com destaque durante a exposição “Die Erschaffung der Welt” [A criação do mundo]. O Museu Judeu de Berlim hospedará a mostra da maior coleção privada do mundo de manuscritos judaicos.

Segundo foi divulgado, o robô terminará de escrever todas as 304.805 letras que formam a Torá “em apenas três meses”. Um escriba experiente não conseguiria fazê-lo em menos de nove. O rabino Reuven Jaacobov elogiou a iniciativa, dizendo que além de ser “muito lindo” servirá para divulgar melhor esta tarefa que há milhares de anos é tradição entre os judeus. Mas ele ressalta que para uma Torá ser santa, é preciso que sejam feitas orações enquanto se escreve o texto, para lhe dar o sentido espiritual.

Jan Zappe, um dos criadores do programa, explica que a tinta é abastecida uma vez por semana e o rolo de pergaminho terá 80 metros no término do trabalho. Seu robô foi apresentado pela primeira vez em 2007 e fez demonstrações parecidas em outros lugares do mundo, escrevendo em espanhol, português e alemão. Em 2012 transcreveu o conteúdo da Bíblia toda usando uma caneta. Ao total, foram nove meses para escrever em mais de 2.000 páginas as cerca de cinco milhões de letras e sinais do texto sagrado.Com informações de Huffington Post