domingo, 27 de julho de 2014

http://shalom-israel-shalom.blogspot.com.br/2014/07/governo-israelita-rejeita-condicoes-de.html

O míssil que matou este soldado israelita foi comprovadamente disparado de perto de uma das escolas geridas pelas Nações Unidas...


HAMAS ESTÁ A PERDER FORÇA A CADA DIA QUE PASSA
Segundo declarações prestadas pelo comandante das Forças de Defesa de Israel para o sul do país, os terroristas de Gaza estão a perder força física e moral "em todos os seus parâmetros", embora os israelitas precisem de mais algum tempo para destruir todos os túneis de Gaza que dão ligação a Israel.
"O espírito dos terroristas do Hamas está a enfraquecer" - afirma o major-general Sami Tugerman, acrescentando: "Vejo terroristas acabrunhados, abandonados pelos seus superiores que os largaram nas frentes e recuaram."
Segundo este general, cerca de metade dos túneis já terão sido destruídos.
Segundo fontes palestinianas, o número total de mortos é de 848, com um número elevado de crianças, mulheres e idosos.
O Hamas é o único responsável por estas mortes, uma vez que impede e ameaça de morte famílias inteiras para que fiquem nas casas e locais que Israel vai atacar. O exército de Israel lança sempre alertas e avisos à população local antes de qualquer ataque, mas os pérfidos dirigentes locais do Hamas, que não revelam qualquer amor nem respeito pela vida humana, aproveitam estas mortes para vender ao mundo uma imagem de um Israel cruel e autor de "um genocídio palestiniano." Essa é a imagem conveniente para os palestinianos e na qual infelizmente o mundo dos ignorantes e imbecilizados pela comunicação social acredita...

ISRAEL PERDE O SEU 35º SOLDADO
Durante os combates do dia de hoje, mais um soldado israelita perdeu a vida na defesa heróica do seu país. 
O míssil que matou este soldado israelita foi comprovadamente disparado de perto de uma das escolas geridas pelas Nações Unidas...
6 soldados israelitas estão a ser tratados em hospitais, todos eles em estado grave.  

COMPANHIAS AÉREAS RETOMAM VOOS PARA TEL AVIV
Após a irracional, injustifica e apressada decisão dos norte-americanos de não permitir que as suas companhias aéreas voassem para Israel, logo seguidos por algumas das maiores companhias de aviação europeias, o impedimento foi já entretanto levantado tanto pelos norte-americanos como pelos europeus, estando praticamente todas as empresas de aviação a retomar os seus voos para Tel Aviv, cujo aeroporto é considerado um dos mais seguros do mundo. 
Este impedimento norte-americano foi uma autêntica "prenda" dada aos terroristas do Hamas, um gesto de subordinação às ameaças terroristas, que os americanos deveriam rejeitar... 
A alemã Lufthansa recomeçará amanhã de manhã os seus voos regulares para Tel Aviv. Outras companhias ligadas ao mesmo grupo seguirão o exemplo (Germanwings, Austrian Airlines, SwissBrussels Airlines).
Air France recomeçará os seus voos ainda esta noite.
A britânica British Airways está de parabéns por não ter cedido a esta decisão, tendo continuado os seus voos ininterruptamente para Tel Aviv. Para não falar das companhias israelitas EL AL eSundor, que mantiveram os seus voos regulares de e para Tel Aviv.

Shalom, Israel!