quinta-feira, 24 de julho de 2014

Por Iehouah Que Vive - Crianças Não Merecen Morrer, mas uma Civilização como a de Israel tem como imposição atacar com toda força necessária à sua segurança, custe o que custar.

Compreensível. Isso já está na gênese das guerras na nossa história humana. Toda morte, mesmo do assassino ou estuprador é horrível. Crianças não são nada disso ou aquilo. Não mesmo! Mas e quando usadas ou mesmo orientadas para as maiores atrocidades? Os atuais assassinos hediondos do Hamas e muitos outros palestinos já não foram crianças? Os pais deles fizeram exatamente o que os pais dos de hoje fazem. E os pais deles que torturaram, estupraram, massacraram e mataram judeus só por serem judeus também foram crianças, não foram? Conhece a Interpretação Geral do Islã pra todo palestino? O Estatuto do Hamas e a importância dele. Têm ciência que apenas a covardia impede ainda de Turquia-Irã-Síria-Palestinos (os mais de cinco milhões) promoverem o extermínio de judeus em Israel e todo oriente-médio? Sabe que o Hamas obriga a taxa de nascimentos ser altíssima como arma política, social e militar? Que eles prevê m a misericórdia cristã-judaica e a ignorância humanista-alienada? Iehouah - não peço que ninguém creia em nada - já ordenou o extermínio de civilizações inteiras com crianças e tudo mais. Deus cruel do velho testamento? O ultrapassado pela versão cristã mais comum igualado ao amor? O Nazareno pode ter proferido as palavras do Sermão do Monte como um ideal a ser alcançado, mas ele sabia -penso que saiba ainda - que se todo cristão ou judeu der a cara sempre acaba não sobrando nada, que naquele tempo o poder da casa de David estava fragmentado com muitas lideranças sem apoiar Jerusalém e outras contra. Israel voltou e nada vai mudar isso, embora já repita os erros administrativos narrados na Bíblia, entre tais erros tentar dar terras e dinheiro por paz, agradar lideranças mundiais incapazes no escopo destes assuntos que lhe são referentes, fazer trégua unilateral e dar ousadia pra outros parasitarem em sua área. Pensa que estes 'palestinos' são os descendentes da partilha de 1948? Não são. Tem material bom na www en blogues e sites vários. Historiadores judeus geralmente são neutros na exposição, buscando a diversidade e equilíbrio das informações. Neste blog tem boas informações. Crianças? Se fosse meu filho? O que fizeram os árabes israelenses?! Acha que vieram da onde? São covardes da ocupação sionista? Faria isso mesmo que detestasse judeus e cristãos e ajudaria a derrubar por todos os meios quem fosse contra, pois isso é amar a vida, sobrevivência, crianças e futuro. Iehouah - não precisa ser crido - jamais sumiu da história judaica ou humana. Misecordioso e Amor, concordemente justo e poderoso. Purissimo e Bom, também Guerreiro Poderoso De Israel e o 'Ser Supremo' Vingador. Não é guerra santa, isso fica pra Alá, simplesmente respeitar e deixar viver o povo de Israel e de sobra os judeus e hebraístas. Crianças não precisam e não devem morrer assim como a segurança de uma nação milenar não pode ser colocada em risco algum e portanto o ataque/defesa vai gerar vítimas causa-efeito, entre as quais crianças. Se os palestinos teimarem muito e conseguir atingir o objetivo de movimentar o mundo árabe e ocidental, Israel será obrigado a retaliar com armas tão letais quanto houverem.