terça-feira, 22 de julho de 2014

Por יהוה Iehouah - A Verdadeira Razão De Ser Do Sionismo - e pela memória dos 13 Golani, nada que se oponha à segurança de Israel pode operar de Gaza até Cisjordânia e do Golan até o Sinai, bem como forças distantes devem ter sua imobilização ou anulação previamente calculada, estimado todo prejuízo possível, pois a um só tempo duas realidades se somam pelo bem-estar de todos: 'Assuma Israel ou Suma de Israel' e 'Pelos 13 Golani'

http://expresso.sapo.pt/escritorios-da-al-jazeera-atacados-em-gaza-agencia-responsabiliza-israel=f882501

Escritórios da Al-Jazeera atacados em Gaza. Agência responsabiliza Israel

Israel lançou uma ofensiva contra o prédio da Al-Jazeera na Faixa de Gaza, obrigando os funcionários a fugir. O ataque não causou vítimas.
5
Expresso |15:52 Terça, 22 de Julho de 2014

O ataque ao edifício da Al Jazeera em Gaza ocorreu um dia depois do Ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman (na foto), dizer que Israel tenciona fechar as transmissões da emissora no país / FOTO ABIR SULTAN/EPA

Um dia depois de o ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, dizer que pretende fechar a Al-Jazeera em Israel, o escritório da maior emissora de televisão jornalística do Qatar foi alvo de um ataque.

"Foram disparados dois tiros muito precisos para o nosso prédio", disse a jornalista da estação, Stefanie Dekker, a partir de Gaza. "Estamos num prédio muito alto, portanto temos um ponto de vantagem sobre a área. Mas, infelizmente, fomos obrigado a sair do edifício", adianta. O escritório da Al-Jazeera está situado numa área residencial da cidade de Gaza.

"O nosso prédio também tem muitos apartamentos residenciais. As pessoas estão em pânico. A agência de notícias AP também foi evacuada", acrescentou. Os tiros causaram o pânico entre os funcionários e os civis que vivem no mesmo prédio, mas a ocorrência não provocou vítimas.

Já um porta-voz da estação adiantou que os comentários do ministro das Relações Exteriores de Israel sobre a Al-Jazeera "eram uma ameaça direta contra nós e parece que foram tomadas com um sinal verde para o atacar os nossos jornalistas em Gaza."

"Nós responsabilizamos totalmente as autoridades israelitas", adiantou o porta-voz. "Eles colocaram a vida de jornalistas em perigo."

Os tiros foram disparados no 11.º andar do escritório do canal de TV mas os funcionários da agência de notícias da Associated Press, que se localiza no mesmo prédio, também foram evacuados.

A notícia foi partilhada por vários jornalistas no Twitter. Stefanie Dekker, uma repórter da agência, não foi exceção e tweetou "dois tiros de advertência diretamente para os escritórios da Al-Jazeera. Estamos a abandonar o edifício."

Nos últimos dias Israel tem advertido os jornalistas estrangeiros de que o país não será responsável pela sua segurança ao cobrir o conflito.

Acusações de Israel

O ataque aos escritórios da agência ocorreu um dia depois de o ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, citado pela imprensa local, dizer que Israel está a trabalhar para proibir a transmissão da Al-Jazeera no país.

Em declarações à imprensa local, o ministro disse que a agência "não é vista como uma organização de notícias de confiança, devido às transmissões sobre Gaza, ao incitamento anti-israelita, às mentiras e ao encorajamento dos terroristas."

A estação, que tem vindo a cobrir a ofensiva israelita na Faixa de Gaza desde o primeiro dia (8 de julho), tem provocado o desagrado de Avigdor Lieberman, que vê a estação como um aparelho de propaganda do Hamas.

"Todas as grandes redes operam em Israel. Algumas delas não são exatamente pró-sionistas, e mesmo assim, como um Estado democrático, nós permitimos-lhes operar aqui. No caso da Al-Jazeera não é uma questão de liberdade de imprensa, mas de uma ala terrorista que atualmente luta contra Israel ", ressaltou o ministro, citado pelo International Business Times.

Este é o 15.º dia de ofensiva israelita na Faixa de Gaza numa campanha que se tem intensificado no enclave palestino.



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/escritorios-da-al-jazeera-atacados-em-gaza-agencia-responsabiliza-israel=f882501#ixzz38DVH4d5I