terça-feira, 12 de agosto de 2014

As Únicas Pessoas Ridicularizadas pelas Desculpas do Presidente de Israel são os improdutivos antissemitas que desfilam indesculpável ignorância na rede mundial e sistemas de informação, pois a desculpa foi por como se conduziu uma pessoa retaliando toda nação como se se fosse responsável pelo verme diplomático em que o Brasil é transformado através do PT, Dilma, Esquerda Em Geral e parasitas como 247, PML e outros. Liberte-se destas gangues, Brasil.




PML: DESCULPAS DE ISRAEL RIDICULARIZAM VIRA-LATAS

Quando o porta-voz da chancelaria israelense Yigal Palmor classificou o Brasil como "anão diplomático", ganhou o inusitado apoio de colunistas neoconservadores como Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino e Demétrio Magnoli; agora, depois que o presidente de Israel, Reuven Rivlin, pediu desculpas ao Brasil e à presidente Dilma Rousseff pela grosseria, o episódio revela como são ridículos os nossos vira-latas; leia a análise de Paulo Moreira Leite sobre o episódio

12 DE AGOSTO DE 2014 ÀS 09:13

247 - E agora? Depois que o presidente de Israel, Reuven Rivllin, pediu desculpas ao Brasil pela grosseria de um porta-voz, Yigal Palmor, que rotulou o País como "anão diplomático", o que dirão colunistas neoconservadores que, naquele momento, saíram em defesa de Israel (leia aqui as posições de Reinaldo Azevedo e Rodrigo Constantino e aqui a de Demétrio Magnoli)?

Para Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, o episódio ridiculariza os nossos vira-latas. Leia abaixo:

DESCULPAS DE ISRAEL RIDICULARIZAM VIRA-LATAS BRASILEIROS

Por Paulo Moreira Leite

Depois que o próprio Reuven Riulin, o novo presidente de Israel, telefonou para Dilma Rousseff para pedir desculpas, não custa recordar a reação dos adversários do governo brasileiro, que há duas semanas se alinharam com o porta-voz da chancelaria israelense que definiu o Brasil como “anão diplomático.”