quinta-feira, 14 de agosto de 2014

CABULOSO.XPJ.UOL.COM.BR - COMENTÁRIO PERTINENTE SOBRE A MORTE DO NOBRE EDUARDO CAMPOS, DESCANSE EM SHALOM - RECOMENDA-SE AÉCIO PARA PRESIDENTE

SÃO PAULO-BRASIL O candidato à Presidência da República Eduardo Henrique Accioly Campos,49 anos, (PSB-PE) morreu na manhã desta quarta-feira 13/08/2014, vítima de um acidente aéreo em Santos.O presidenciável do PSB morreu no mesmo dia que o seu avô, Miguel Arraes – 13 de agosto. Eduardo Campos seguia do Rio de Janeiro para Santos para cumprir agendaeleitoral, mas o avião arremeteu por conta do mau tempo no litoral paulista. Ao menos cinco imóveis foram atingidos na queda da aeronave. Marina Silva, vice de Eduardo Campos, não estava no avião. A ex-senadora, que embarcaria na mesma aeronave de Campos, decidiu mudar a rota na última hora e embarcar em um avião de carreira com assessores. O avião pertencia a Eduardo e foi comprada a um mês de um particular (AF Andrade Empreendimentos e Participações Ltda.) e está com a documentação em dia. “Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.Antes da aeronave cair ela já estava em chamas em ambas as turbinas,o caso é muito estranho e ao invés de um acidente pode ter sido uma sabotagem,uma vez que nos bastidores do poder temos comunistas que são capazes de tudo,a aeronave é ano 2011. Biografia Eduardo Henrique Accioly Campos nasceu em Recife, em 10 de agosto de 1965 e deixa a esposa, Renata Campos, e cinco filhos: Maria Eduarda, João Henrique, Pedro Henrique, José Henrique e Miguel. Era filho do poeta e cronista Maximiano Campos e neto do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes. Campos formou-se em economia pela Universidade Federal de Pernambuco em 1985. Participou da campanha de Miguel Arraes ao governo de Pernambuco em 1986 e, com a vitória do avô, passou a atuar como chefe de gabinete e organizou a criação da primeira Secretaria de Ciência e Tecnologia do estado. Filiou-se ao PSB em 1990 e foi eleito deputado estadual no mesmo ano. Disputou sua primeira eleição majoritária em 1992 para prefeitura de Recife, ficando em quinto lugar. Foi deputado federal por Pernambuco por três mandatos consecutivos, entre 1994 e 2007. Em 2004, foi nomeado ministro da Ciência e Tecnologia no primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006). Em 2005, assumiu a presidência nacional do PSB. Foi governador de Pernambuco por dois mandatos consecutivos (2007-2014). Foi reeleito com 82% dos votos em 2010. Em setembro do ano passado, liderou o afastamento do PSB do governo Dilma, com a entrega de todos os cargos na gestão. Deixou o governo do estado em abril deste ano, para disputar a presidência da República, tendo como vice a ex-senadora Marina Silva, da Rede Sustentabilidade.