domingo, 3 de agosto de 2014

http://palestinalivree.blogspot.com.br/

s
exta-feira, 1 de agosto de 2014

Quão confiável é o número de mortos no atual conflito?

A al-Jazira, assim como todos os outros órgãos de imprensa, publica o número de mortos que lhe é repassado por Ashraf al-Qedra, porta-voz do Ministério da Saúde de Gaza, que é controlado pelo... Hamas.

Um blogueiro australiano-israelense resolveu checar os nomes das vítimas, que até o momento eram 625, e acabou encontrando pessoas que morreram mais de uma vez -- algumas até três vezes! Até aquele momento, a lista do Ministério da Saúde do Hamas tinha 33 nomes repetidos.
Depois que os erros foram trazidos a público a al-Jazira atualizou a lista, mudando os nomes repetidos, mas sem mencionar o fato ou explicá-lo.

Sabendo que o mesmo Hamas instrui a população a mentir sobre a identidade dos mortos e aservir de escudo humano para o grupo, dá para confiar em uma simples listagem de nomes oferecida por eles?

Segue a lista da al-Jazira/Hamas, com destaque para os que morreram mais de uma vez:












O mesmo blogueiro chama a atenção para o fato de que outras listas contém mais repetições e discrepâncias -- neste caso ele traz o exemplo de duas meninas de 4 anos chamadas Mona Rami al-Kharwat/Mona Rami Al Kharwat.

No fim de seu comentário sobre o caso ele traz uma questão pertinente: Sabendo que o Hamas mente/exige que a população de Gaza minta de forma deliberada, como podemos confiar nesta lista? Quem pode ter certeza de que estas pessoas realmente estão mortas? Se morreram, quem garante que elas foram mortas por Israel? Ou pior, quem pode ter certeza de que elas realmente existiram?

Estas são perguntas importantíssimas, mas que a imprensa internacional não parece ter o interesse em fazer. Não seria tão fácil quanto simplesmente repetir números de uma organização terrorista que exige publicamente que cidadãos sob seu controle mintam para jornalistas e amigos estrangeiros...




Postado por Palestina Livre às 21:14