quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Segurança Global. IEHOUAH cuida de ISRAEL, ISRAEL cuida dos ESTADOS UNIDOS e ESTADOS UNIDOS cuida do seu MUNDO. Desde quando foi o contrário? Se Israel assumir definitivamente Gaza e Cisjordânia, após eliminação total da satânico terrorismo que criança morrerá? Na negativa, de um jeito ou de outro elas morrem de todos os lados enquanto o vesgo do Wall Street Journal fica brincando de tentar fazer notícia.







http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/08/pentagono-enviou-armas-israel-sem-aprovacao-da-casa-branca-diz-jornal.html

Pentágono enviou armas a Israel sem aprovação da Casa Branca, diz jornal
Segundo o 'Wall Street Journal', o envio ocorreu no mês passado. Presidente Obama ajustou controles sobre remessas.
14/08/2014 08h46 - Atualizado em 14/08/2014 08h46
Da France Presse
Israel recebeu munição do Pentágono no mês passado sem a aprovação da Casa Branca ou do Departamento de Estado, afirma a edição desta quinta-feira (14) do "Wall Street Journal".
Altos funcionários foram surpreendidos em sua tentativa de limitar a ofensiva israelense em Gaza, depois que o presidente Barack Obama ajustou os controles sobre envios de armas a Israel, afirma o jornal, que cita fontes americanas e israelenses.
O caso mostra que a Casa Branca e o Departamento de Estado têm pouca influência sobre o governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, segundo o WSJ, que menciona altos funcionários dos governos dos dois países.
O jornal afirma que os diplomatas americanos, ao invés de atuar como mediadores, agora se limitam a observar os confrontos entre as forças israelenses e o Hamas.
Na quarta-feira, de acordo com o WSJ, Obama e Netanyahu tiveram uma conversa telefônica particularmente tensa.
Netanyahu "deixou de lado o governo", mas deseja que os Estados Unidos concedam a Israel garantias de segurança em troca da concretização de um acordo a longo prazo com o Hamas, afirma o jornal financeiro.
Israel e Hamas respeitam uma trégua nesta quinta-feira, depois que um novo cessar-fogo começou com lançamentos de foguetes palestinos e ataques aéreos israelenses durante a noite de quarta-feira.