segunda-feira, 29 de setembro de 2014

http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_09_27/ONU-de-religi-es-ter-um-futuro-2456/


Second Samuel 7 - Shemu'el Beit 7,
27 - For you, יהוה Iehouah of Armies, the Elohim of Israel, have revealed to your servant, saying, I will build you a house: therefore has your servant found in his heart to pray this prayer to you.
28 - Now, Adonai יהוה Iehouah, you are Elohim, and your words are truth, and you have promised this good thing to your servant:
29 - now therefore let it please you to bless the house of your servant, that it may continue forever before you; for you, Adonai יהוה Iehouah, have spoken it: and with your blessing let the house of your servant be blessed forever.

2 Samuel 7 - Shemu'el Beit 7,
27 - Pois tu, יהוה Iehouah Tseva'ot - יהוה Iehouah dos Exércitos, Elohim de Israel, fizeste uma revelação ao teu servo, dizendo: Edificar-te-ei uma casa. Por isso o teu servo se animou a fazer-te esta oração.
28 - Agora, pois, Adonai יהוה Iehouah, tu és Elohim, e as tuas palavras são verdade, e tens prometido a teu servo este bem.
29 - Sê, pois, agora servido de abençoar a casa do teu servo, para que subsista para sempre diante de ti; pois tu, ó Adonai יהוה Iehouah, o disseste; e com a tua bênção a casa do teu servo será, abençoada para sempre.

Baixe gratis aplicacao "Voz da Russia" em Google Play

Sonya Boskovich
7
27 Setembro, 13:00
A “ONU de religiões” terá futuro?

Foto: Voz da Rússia/Ekaterina Sinitsina Santoni
Foto de arquivo
No início de setembro, o ex-presidente de Israel, Shimon Peres, durante uma reunião com o Papa Francisco no Vaticano sugeriu ao pontífice encabeçar uma “ONU de religiões”. O objetivo da criação da organização é contribuir para acabar com as guerras desencadeadas por fanáticos religiosos.

O pontífice falou com o ex-líder de Israel durante 45 minutos e ouviu atentamente a sua proposta, mas não prometeu se encarregar de realizá-la.
Nos últimos quatro meses Peres já se encontrou com Francisco três vezes. Em junho, no Vaticano aconteceu um evento que já entrou na história: o encontro de oração pela paz na Terra Santa entre o Papa Francisco, o Patriarca de Constantinopla Bartolomeu I e os presidentes de Israel e da Palestina, Shimon Peres e Mahmoud Abbas.
O então presidente de Israel chamou o Papa Francisco de “construtor de pontes de fraternidade pacífica”, enfatizando a necessidade universal de cooperação em nome do estabelecimento da paz, mesmo à custa de autossacrifício e compromissos:
“É necessário buscar e alcançar esse objetivo, mesmo quando ele parece longe, para deixar a paz para nossos filhos, pois é o dever e a santa missão dos pais. Nós devemos pôr fim aos gritos, à violência e conflitos. Todos nós precisamos de paz, paz entre iguais”.
Segundo o ex-presidente de Israel, a “ONU de religiões” poderia ajudar a acabar com as guerras desencadeadas por fanáticos religiosos. Peres acha o Papa Francisco o chefe ideal da nova organização religiosa: “Nós precisamos de uma autoridade moral indiscutível que poderia dizer publicamente: não, Deus não quer e não permite isso [matar em nome de religião]!”.
O diálogo teológico entre o Islã e o Cristianismo está se desenvolvendo desde a Idade Média. Mas só a partir dos anos 50-60 do século passado ele começou a adquirir um conteúdo específico. Primeiro, o Papa João XXIII, em 1959, ordenou retirar das orações as acusações aos judeus de traição e assassinato de Jesus Cristo, e depois, em 1965, o segundo Congresso do Vaticano aprovou a declaração “Sobre a relação da Igreja com religiões não-cristãs”, a “Nostra Aetate”.
A declaração sublinha as características comuns que unem o Islã e o Cristianismo, e o monoteísmo, a crença na vida após a morte, os valores espirituais são definidos como as principais direções no diálogo inter-religioso. O primeiro resultado dessa campanha foi a criação em 1964 do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso do Vaticano. Desde então, em todo o mundo começaram a realizar-se eventos dedicados ao diálogo inter-religioso.
O Papa João Paulo II fez muito para a normalização das relações islâmico-católicas. Assim, ele pediu desculpas pelos crimes de católicos durante as Cruzadas, visitou uma mesquita em Damasco. O Vaticano estabeleceu um diálogo com o clero muçulmano e procurou evitar polêmicas públicas com figuras islâmicas, o que não se pode dizer de seu antecessor Bento XVI.
Durante o pontificado de Bento XVI houve uma mudança acentuada de curso. Em seu discurso de entronização ele se absteve de mencionar o Islã entre as principais religiões do mundo, e num discurso de 14 de maio de 2009 disse: “Mostra-me o que Maomé trouxe de novo, e lá encontrarás apenas algo mau e desumano, como sua ordem de espalhar a fé que pregava pela espada”. Estas palavras indignaram todo o mundo islâmico, mas o Papa nunca pediu desculpas.
No mundo islâmico também estão abrindo instituições que devem contribuir para o estabelecimento de relações inter-religiosas. Assim, em 2011, em Viena foi fundado o Centro Internacional para o Diálogo Inter-religioso e Intercultural do rei da Arábia Saudita Abdallah bin Abdul Aziz (KAICIID na sigla inglesa), a fim de promover o entendimento mútuo entre representantes de diferentes religiões e culturas, bem como promover ideias de justiça, paz e direitos humanos.
Entretanto, na Arábia Saudita não para a perseguição de outras religiões além da oficial. Há dias, agentes da “Comissão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício” saudita detiveram 28 cristãos por rezarem juntos em casa. O que prova que a teoria e a prática deste assunto são muito diferentes.
Em geral, verifica-se que são justamente os políticos que se ocupam tanto do desenvolvimento do diálogo inter-religioso como da alimentação do fanatismo. O Islã não tem nada a ver com isso. É absolutamente absurdo considerar o terrorismo um fenômeno especificamente muçulmano. Lembremos como na segunda metade do século XIX revolucionários bombistas aterrorizavam a Rússia minando edifícios e explodindo bombas nas ruas e praças.
Na altura acreditava-se que tais horrores só podiam ser perpetrados por ateus ímpios. Um século mais tarde, o mesmo pesadelo se repetiu na Europa Ocidental, onde se desenfrearam os católicos – o Exército Republicano Irlandês e os separatistas bascos.
Tensões inter-religiosas são estimuladas por políticos artificialmente e habilmente, e contra isso não vai ajudar nenhuma “ONU de religiões”. Não é segredo que muitas organizações terroristas foram estabelecidas por agências de inteligência do Ocidente e da própria Arábia Saudita, que supostamente aspira ao diálogo inter-religioso no Vaticano.
ONU, Israel, Religião, Vaticano, política, Papa Francisco, Internacional
Recomendar:

  

Comentários
#jose 27 Setembro, 15:25
A religião é uma conivência entre o malandro que a administra, o idiota que a segue e o oportunista que tira proveito de ambos.
#darwin 27 Setembro, 16:51
Uma ONU de religiões resultará numa nova OTAN de cruzadas!
#Ademir Mizinho 27 Setembro, 17:22
ao contrário do que foi falado,o papa bento xvi na aula em ratisbona,não disse:"“Mostra-me o que Maomé trouxe de novo, e lá encontrarás apenas algo mau e desumano, como sua ordem de espalhar a fé que pregava pela espada”.citou um diálogo de manuel ll paleólogo.numa aula o professor cita,sem necessáriamente concordar ou discordar.talvez por aquilo outro que tbm citado o foi:"Tensões inter-religiosas são estimuladas por políticos artificialmente e habilmente..."
#SancionemOImpério_BoicotemosSeusProdutos 27 Setembro, 17:25
Isso é uma armadilha. a religião que os EUA impor como preferida será a que irá prevalecer à força, gostando ou não o resto do mundo... Israel = Mini-Estados Unidos
#Luis Prenda Ontem, 03:32
Acredito numa ONU das religiões, pois todos tem liberdade religiosa e respeitam a mesma divindade. Sómente o fanatismo religioso é inaceitável.
#Roberto Alcântara Ontem, 06:47
Atenção, atenção, atenção: O Decreto Dominical está chegando. Quem tem ouvido que ouça o que o Espírito diz às igrejas.
#Sacura Ontem, 07:32
È verdade , a ideia da divulgação e para ver qual vai ser a aceitação da seita da besta que conserteza ja esta prontinha para ser implantada, e nessa não cabe nenhuma religião, so o culto a besta quer o povo queira ou não, e isso vai ter a mãozinhas do governo das tresvas e sus aliados neonazistas
#Benaiah Cabral Hoje, 23:51
Interessante como o fanatismo de supostos não religiosos iguala ou supera os mesmos. Se der certo pra todos ou melhorar por todos, ótimo. Jamais serei ecumenico, mas além de não lutar contra boas iniciativas, fica melhor apoia-las,
Benaiah Cabral
 E recomendar emFacebookTwitter
Leia também

Papa recebe líderes de Israel e Palestina para oração conjunta
8 Junho, 23:03
2

Nações Unidas retiram capacetes azuis do território sírio nas colinas de Golã
16 Setembro, 08:41

TV anuncia libertação de pacificadores capturados nas colinas de Golã
11 Setembro, 13:38

Conselho de Segurança da ONU vai discutir situação na Faixa de Gaza
28 Julho, 08:43
Em foco
Acidente do Boeing 777 na Ucrânia

Rússia apresenta perguntas ao Conselho de Segurança sobre queda do Boeing na Ucrânia
Inquérito do Boeing malaio torna-se cada vez mais emaranhado
Rússia interpela comissão de investigação sobre a queda do Boeing malaio
A encruzilhada da Ucrânia

Base de evidências contra Yanukovich e Azarov já foi recolhida
Zona de comércio livre entre Ucrânia e UE passará a ser formada desde 2016
Acordo de associação entrará em vigor em 1 de novembro, afirma Poroshenko
Escândalos de espionagem

Snowden acusa autoridades de Nova Zelândia de esconder dados sobre controle
Washington descontente com decisão da Suíça de conceder asilo a Snowden
Mídia: em 2009 os EUA planejaram ciberataques contra empresas da Rússia e da Índia
Cartas de Alexander Solzhenitsyn sobre a Ucrânia

Os acontecimentos na Ucrânia causam-me uma constante amargura e dor
Sejamos bons vizinhos
Deixem cada cultura crescer de forma natural
Armas da Rússia

Rússia desenvolveu novo helicóptero comercial Mi-171A2
Rearmamento do exército russo está acelerando
As armas mais poderosas da Rússia
"Os Inovadores"

Notícias
Facebook serve de termômetro nas eleições brasileiras 23:31
EUA apoiam "autonomia máxima" de Hong Kong 23:00
Putin: relações entre Rússia e Azerbaijão estão desenvolvendo ativamente 22:34
Base de evidências contra Yanukovich e Azarov já foi recolhida 22:12
Medvedev aprova plano de realização da política externa da Rússia até 2016 21:51
Rússia abre processo sobre genocídio contra falantes da língua russa em Donbass 21:35
Homem armado faz refém num hotel em Brasília 21:10
Merkel: por enquanto, não há possibilidade de anular sanções antirrussas 20:48
EUA atacam aeródromo militar sírio 20:21
Cúpula de Astrakhan: Quinteto do Cáspio faz declaração política importante 19:58
Todas as notícias
Fotogaleria

Manifestantes bloqueiam Hong Kong

Imagens fascinantes e assustadoras da erupção do vulcão Ontake

Na Rússia comemoraram o Dia de Tigre

Outono na região de Primorie

Em Moscou decorre ação de luto “Donetsk: as vítimas inocentes”
12345
Vídeos

Cientistas descobrem lugar de pouso de uma sonda sobre cometa Churyumov-Gerasimenko

Manobras estratégicas Vostok 2014 na Rússia

Os meninos cossacos estudam arte militar

Cineasta estadunidense revela verdade sobre a Crimeia

Serguei Lavrov responde às perguntas sobre BRICS (vídeo)
12345



Exército ucraniano usa trégua para reforçar poderio militar

China e Rússia podem superar o Ocidente

Rússia produz primeiro lote de combustível nuclear modernizado

Príncipe saudita e mulher dos EAU bombardeiam Estado Islâmico


E-mail: post_pt@ruvr.ru

© 2005—2014 Voz da Rússia
Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução completa ou parcial sem link a Voz da Rússia.
Arquivo
Quem somos
Busca
Nossos parceiros