terça-feira, 30 de setembro de 2014

יהוה Iehouah Elohim ilumine os repórteres no seu sórdido antissemitismo. Bibi disse? Fatos não tem espaço pra isso.







http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2014-09-29/premie-de-israel-compara-o-hamas-ao-estado-islamico-em-discurso-na-onu.html



Premiê de Israel compara o Hamas ao Estado Islâmico em discurso na ONU
Benjamin Netanyahu também comparou sua ofensiva em Gaza com o bombardeio liderado pelos EUA contra o grupo sunita
iG São Paulo | 29/09/2014 15:43:35

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu comparou seu recente bombardeio na Faixa de Gaza com a ação liderada pelos EUA contra militantes na Síria e Iraque, dizendo que o Hamas e o Estado Islâmico compartilham o mesmo objetivo de dominar o mundo.


Foto: AP
Benjamin Netanyahu%2C premiê de Israel%2C mostra imagem de um suposto lançador de foguetes do Hamas cercado por crianças na cúpula da ONU em NY


Dirigindo-se à Assembleia Geral da ONU nesta segunda-feira (29), Netanyahu acusou o Hamas de cometer "crimes de guerra de verdade" em Gaza usando civis palestinos como escudos humanos.

A afirmação foi uma resposta irritada ao discurso do líder palestino Mahmoud Abbas na última semana da ONU, que acusou Israel de conduzir uma "guerra de genocídio" em Gaza.

Netanyahu protestou contra os líderes mundiais que condenaram Israel por sua guerra contra o Hamas e elogiaram o presidente Barack Obama por atacar militantes do Estado Islâmico e outros extremistas na Síria e no Iraque.

Eles "evidentemente não entendem que o EI e o Hamas são ramos da mesma árvore venenosa", disse o primeiro-ministro israelense, referindo-se ao grupo Estado Islâmico por um dos seus acrônimos.

Netanyahu disse que os líderes do Hamas e do grupo sunita compartilham o mesmo objetivo de impor o islamismo militante no mundo.

"O objetivo imediato do Hamas é destruir Israel, mas eles têm um objetivo mais amplo", disse ele. "Quando se trata de seus objetivos finais, o Hamas é o EI, e o EI é o Hamas."

E voltando-se para um outro rival regional, Netanyahu disse que a preocupação do Irã sobre a propagação do terrorismo é "uma das maiores demonstrações de contradição da história."

Ele criticou os esforços das seis potências mundiais para chegar a um acordo nuclear com o Irã, dizendo que "para derrotar o EI e deixar o Irã como um potencial de energia nuclear é ganhar a batalha e perder a guerra."

Na última guerra em Gaza, Netanyahu questionou como Israel pode ser acusado de genocídio quando deu aviso prévio para os civis de Gaza antes dos ataques aos bairros. Segurando a imagem do que ele disse ser um lançador de foguetes do Hamas com crianças por perto, ele disse que o Hamas escondeu foguetes em escolas e residências, usando civis ​​como escudos humanos.