segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ISSO BIBI! ASSIM VOCÊ SEDUZ O SANTO DE ISRAEL# NÃO ESQUEÇA QUE O TSAHAL PRECISA DE SATÉLITES PRÓPRIOS DE TECNOLOGIA EXCLUSIVO PARA SONDAR AS PROFUNDEZAS DE GAZA, CISJORDÂNIA E TODA NAÇÃO OU COMUNIDADE QUE POSSA VIR TENTAR FERIR ISRAEL. NÃO ESTÁ LONGE, APENAS TENHA FOCO E SEJA FORTE. IGUALMENTE AS ATUAIS NAVES ESPIÃS DEVEM SER CONSTRUÍDAS NANOTECNOLOGICAMENTE E AS FASES MAIS AVANÇADAS NÃO PODEM SER COMERCIALIZADAS. QUANTO AO CONTIGENTE HUMANO, DEVE SER VIGIADO DE DENTRO E CASO NECESSÁRIO ASSIM DETIDO.







http://m.terra.com.br/noticia?n=8b3c1cb547998410VgnCLD200000b1bf46d0RCRD

Tecnologia
21 de setembro de 2014 • 15h44
Israel aprova criação de autoridade nacional de defesa cibernética

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou neste domingo sua intenção de criar uma agência estatal destinada à defesa cibernética nacional, informou seu gabinete em comunicado.

A nova autoridade terá como objetivo "defender a esfera civil de ameaças cibernéticas", assim como "construir e preservar a força nacional de Israel como líder internacional neste campo", diz a nota.

"Na semana passada, decidi desenvolver uma autoridade nacional sobre a questão cibernética para organizar e defender todo o Estado de Israel", comunicou hoje Netanyahu a seu gabinete de governo durante sua reunião semanal.

"Isto é, defender não só as instalações importantes e agências de segurança dos ataques, mas também os cidadãos israelenses", afirmou o primeiro-ministro.

Após solicitar assessoria sobre a questão, Netanyahu identificou a necessidade de estabelecer um órgão designado a vincular as esferas civis e de segurança, coordenar os principais especialistas no campo e dirigir a atividade defensiva geral do país.

Essas tarefas serão realizadas em paralelo com a de estabelecer uma visão no longo prazo das ameaças cibernéticas atuais e potenciais, informou a nota.

A constituição da agência citada será assessorada pelo Escritório Cibernético Nacional de Israel e envolverá a criação de uma nova força de defesa.

"Estamos em um novo mundo e nos preparamos com novas forças. Isto tem grande importância para a defesa do Estado de Israel no futuro", explicou Netanyahu para sua equipe de governo.