sábado, 11 de outubro de 2014

IEHOUAH DENUNCIA TANTO AUSÊNCIA DE INTELIGÊNCIA COMO USO CRIMINOSO DA MESMA DA PARTE DO ANTISSEMITISMO GLOBAL, POIS TENTAR NEGAR O JUDAÍSMO E OS JUDEUS É O MESMO QUE TENTAR NEGAR A EXISTÊNCIA DA HUMANIDADE PASSADA E PRESENTE


http://palestinalivree.blogspot.com.br/2014/09/colunista-libanes-afirma-que-o-judaismo.html?m=1

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Colunista libanês afirma que o judaísmo é um conto de fadas e que os judeus não têm história

Jihad al-Khazen é um colunista do al-Hayat, um dos principais jornais de língua árabe. Em sua participação no canal CBC (Egito) ele afirma ter estudado história na universidade americana de Georgetown -- um fato que não o impediu de errar ao falar de praticamente todos os eventos históricos mencionados por ele na entrevista...
   
Ele começa se enganando ao falar da história de Ithzak Rabin na política israelense, depois nega a existência de abundantes descobertas arqueológicas -- tanto em Israel quanto nos países vizinhos -- que comprovam a presença judaica na região e partes da narrativa bíblica. Ele também mostra seu total desconhecimento da história e religião cristã, que têm a Bíblia Hebraica como parte integrante de sua revelação.



Em Jerusalém não há vestígios arqueológicos dos judeus ou de qualquer de seus profetas. Eles não têm história.

As pessoas esquecem que durante o primeiro mandato de Itzhak Rabin, no início dos anos 80 (o primeiro mandato de Rabin foi em 1974)... eu estava nos EUA na época, estudando história em Georgetown. Rabin escavou a Esplanada das Mesquitas (o Monte do Templo de Salomão) e descobriu resquícios de um palácio [do califado] Omíada.

Não há vestígio arqueológicos [judaicos]. Não há um Templo de Salomão ou qualquer outro templo.
Eles não entraram em nossos países e nem saíram deles. 

Eles nunca estiveram no Egito ou no Sinai. Pergunte ao dr. Zahi Hawwas se eele encontrou qualquer vestígio arqueológico judaico no Egito ou no Sinai.

Historiadores modernos -- alguns judeus incluídos -- chamam a história judaica de "conto de fadas bíblico."

A religião islâmica foi entregue a luz da história. Inspiração divina vinha ao profeta Maomé, e ele a registrava no próprio dia. A religião cristã foi registrada pelos discípulos de Jesus depois de 40 ou 50 anos, todos eles ainda estavam vivos. A religião judaica foi registrada depois de 1000 anos. É como se estivéssemos discutindo contos familiares sobre as Cruzadas. As Cruzadas aconteceram há 800 anos, não 1000 anos atrás...

Essa religião é um conto de fadas. Precisamos cortar os laços do islã [com o judaísmo]. Seus profetas não são os profetas muçulmanos.  

Os estudiosos muçulmanos precisam ter a coragem de mostrar que essas pessoas são fraudes. Aquela religião não pode ser verdadeira.


Descobertas arqueológicas em Israel:
http://www.mfa.gov.il/mfa/israelexperience/history/pages/cultic_shrines_time_king_david_8-may-2012.aspx
http://elderofziyon.blogspot.com.br/2012/03/those-ancient-palestinian-shekels.html#.UwvVwvldUuc
http://www.archaeologydaily.com/news/201108317160/More-on-2000-Year-Old-Burial-Box-Could-Reveal-Location-of-the-Family-of-Caiaphas.html

Descobertas fora de Israel que confirmam relatos bíblicos:
http://www.simchajtv.com/prophets-sex-archeology/
http://www.biblicalarchaeology.org/daily/biblical-artifacts/artifacts-and-the-bible/the-importance-of-bible-artifacts-found-outside-the-trench-the-moabite-stone/
http://en.wikipedia.org/wiki/Black_Obelisk_of_Shalmaneser_III

Nenhum comentário: