sexta-feira, 17 de outubro de 2014

POR IEHOUAH QUE VIVE: EXCELENTE QUANDO UM MUÇULMANO DIZ A VERDADE NA ÓTICA DELE! APENAS QUE A MALDADE ATRIBUÍDA AOS JUDEUS FOI PARTE DE UMA CAMPANHA MILITARISTA GLOBAL DE MAOMÉ E QUE NO FRONT DAS DIVINDADES, ALÁ É DERROTADO PELA DETERMINAÇÃO DE QUALQUER SER HUMANO INSPIRADO NA ÁRVORE DA VIDA CRIADA E MANTIDA PELO ABSOLUTO IEHOUAH





quinta-feira, 16 de outubro de 2014


Clérigo egípcio explica o conflito árabe-israelense

O clérigo egípcio Muhammad Hussein Ya'qub, usando textos sagrados islâmicos -- Corão e Hadith (relatos dos ditos e atos de Maomé) --, afirma que os muçulmanos não lutam contra os judeus por terra, mas sim porque Alá os ordena a fazer isso. 

Declarações como essa são comuns na TV egípcia mesmo décadas depois da assinatura do acordo de paz entre Israel e Egito (e da entrega da Península do Sinai, apesar da vitória de Israel).

Exibido no canal al-Rahma (Egito), em 17 de janeiro de 2009




Se os judeus deixassem a Palestina para nós, será que começaríamos a gostar deles? Claro que não!
Nós nunca gostaremos deles. De forma nenhuma.

Os judeus são infiéis – e não porque eu assim digo, e não porque eles estão matando muçulmanos, mas porque Deus (Alá) diz: “os judeus dizem que Uzair [Esdras] é filho de Deus e os cristãos dizem que Cristo é filho de Deus. Estas são palavras de suas bocas. Eles imitam as palavras dos descrentes do passado. Que Alá os combata! Como eles são iludidos.” Corão, surata 9:30

Se é Alá quem diz que eles são infiéis, sua crença a respeito dos judeus deve ser, primeiro: que eles são infiéis; e segundo: que eles são inimigos.
Eles não são inimigos porque ocuparam a Palestina. Eles seriam inimigos mesmo que não tivessem ocupado coisa nenhuma. Alá disse: “Encontrarás os maiores inimigos dos descrentes (sic), que são os judeus e os politeístas”.  Corão, surata 5:82

Terceiro: você deve acreditar que os judeus nunca vão parar de lutar e de nos matar. Eles não lutam por segurança e por terras, como afirmam, mas em nome de sua religião: “Enquanto puderem, eles não cessarão de te combater até que você vire as costas para sua religião”. Corão, surata 2:217 
É isso.

Nós devemos acreditar que nossa luta contra os judeus é eterna, e que não terminará até a batalha final, e esse é o quarto ponto: Nós devemos acreditar que vamos lutar contra eles, que vamos derrota-los e aniquila-los, até que não sobre um único judeu na face da Terra. E isso não sou eu que digo, é o profeta [Maomé] quem diz: “O dia do julgamento não virá até que você lute contra os judeus e os mate. Os judeus irão se esconder atrás de árvores e pedras, e as árvores e pedras dirão: Ó muçulmano! Ó servo de Alá, há um judeu atrás de mim, venha e mate-o – exceto pela árvore Gharqad, que é a árvore dos judeus”. Sahih Muslim livro 41, 6985 
Eu ouvi que eles estão plantando muitas dessas árvores...

E quanto a vocês, judeus, que a maldição de Alá recaia sobre vocês. A maldição dos que tinham como ancestrais os porcos e macacos.
Vocês, judeus, semearam o ódio no nosso coração e nós passamos isso como legado aos nossos filhos e netos. Vocês não sobreviverão mesmo que um único de nós ainda exista.

Ó, judeus, que a maldição de Alá recaia sobre vocês, ó judeus...
Ó Alá, traga sua fúria, seu castigo e tormento sobre eles. Alá, nós rezamos para que você os transforme novamente e faça os muçulmanos rejubilarem ao vê-los como macacos e porcos. Corão, suratas 7:166, 2:65 e 5:60


Seus porcos da terra! Seus porcos da terra! Seus porcos da terra! Seus porcos da terra!
Vocês matam muçulmanos com esse sangue frio de porcos de você



Nenhum comentário: