quarta-feira, 19 de novembro de 2014

CERTEZA ABSOLUTA


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Judeu agradece a árabe que o salvou.

 "Quem salva uma vida salva o mundo inteiro."
"A máxima sabedoria é a bondade."
"O maior herói é aquele que faz do inimigo um amigo."
Talmude *

* O Talmude é uma compilação, que data de 499 d.C., de leis e tradições judaicas, consistindo-se em 63 (sessenta e três) tratados de assuntos legais, éticos e históricos.
A Polícia de Fronteiras de Israel prende um atirador de pedras envolvido nos incidentes que aqui relatámos(Foto: Hadas Parush/Flash90):

    Judeu que quase foi linchado agradece ao árabe que o salvou.

    "Amigo, tu e eu somos iguais. Se eu estivesse em apuros, tu não me ajudarias?", disse o árabe que salvou um motorista israelita de uma multidão de linchadores, arriscando a sua própria vida.

    Moshe German, de 47 anos, escapou de um linchamento no domingo graças a um transeunte árabe que o resgatou e o pôs em segurança. No dia seguinte, German voltou a Taibe para agradecer pessoalmente aMajdi Baloum, o homem de 37 anos de idade, que o resgatou.

    "Você não imaginam como isto me comove", disse German em entrevista ao diário israelita Yediot Ahronot. "Eu vim pela mesma estrada onde quase foi morto ontem. Vi os restos do meu carro, agora só cinzas. As imagens do que aconteceu passam como flashes à minha frente constantemente."

    "Ele atiraram pedras contra mim, blocos de cimento e bombas incendiárias", continuou Majdi."Eu estava apavorado. Pensei na minha mulher Eina e nos meus filhos  Roey e Eitan. Eu pensei que minha família iria ficar sem mim". 

    German disse que tentou esconder-se no carro enquanto a multidão continuava o ataque violento. De repente, Baloum puxou-o para fora do carro e transferiu-o para o seu próprio veículo.

    Na verdade, Baloum, pai de cinco filhos, pôs-se em risco de vida, salvando German.

    "Mesmo enquanto eles atiravam blocos de cimento contra o teu jipe, foste rápido", disse German. "Compreendes que me salvaste a vida?".

    "Calma", respondeu, Baloum."Amigo, tu e eu somos iguais. Se eu estivesse em apuros, não me ajudarias?".

    "Quando os vi a atiraram grande quantidade de blocos de cimento contra o carro e ouvi as bombas incendiárias a explodir, percebi que não terias nenhuma chance de sobreviver e que precisavas ser resgatado - e rápido", explicou Baloum. "Eu vi-te preso no carro. E sabia que não havia tempo a perder. Estavas em perigo mortal .... Lembro-me do teu rosto e das tuas mãos cheias de sangue .... o teu carro começou a arder" ....

    "Estou feliz por ter salvo a tua vida", disse Baloum.

    O evento aconteceu no meio da actual onda de violência que ocorre em todo o país, incluindo os grandes tumultos no sábado, no Norte de Israel, onde há muitas aldeias árabes.

    "Vivemos no mesmo país", afirmou  Baloum ao Yediot."Vamos esperar que a violência pare."

AutorUnited With Israel


Os bombeiros extinguindo o fogo provocado pelo ataque


- Obrigado, Sr. Majdi!  Que Deus o abençoe! Não sabemos qual a sua religião, nem interessa. Interessa que é um bom homem.

Nenhum comentário: