quinta-feira, 27 de novembro de 2014

EI ZUMA: SE 2.2223 NAÇÕES TIVEREM QUE TER UM GOVERNANTE COM SEU PERFIL, ISRAEL TERÁ QUE RESISTIR A TODOS, ALIÁS; VOSSO COMPORTAMENTO CONTRA AS MULHERES OU MEDIOCRIZANDO AS MESMAS É DIGNO DA CAUSA TERRORISTA PALESTINA E ISLÂMICA



África do Sul critica política de colonização de Israel

 
  
 postado em 26/11/2014 14:07
O presidente sul-africano Jacob Zuma acusou nesta quarta-feira Israel de desafiar o mundo e apelou pelo fim completo da colonização israelense nos territórios palestinos e Jerusalém Oriental.
"Reiteramos o nosso apelo pelo fim completo de todas as atividades de colonização", declarou Zuma durante coletiva de imprensa conjunta em Pretória com o presidente palestino Mahmud Abbas.
"A colonização mina a esperança de uma solução com base no princípio de dois Estados, tal como previsto pela Organização das Nações Unidas e da comunidade internacional", ressaltou, considerando que "a única maneira de conquistar uma paz duradoura é por meio de negociações francas e sinceras entre os palestinos e Israel".
O presidente sul-africano também criticou o sistema de decisão da ONU, indicando que "a grande maioria das pessoas concorda com a solução de dois Estados, mas temos um problema com um país que desafia os demais (...) Não acredito que este sistema deva permitir que um país desafie o mundo inteiro. é inaceitável".
O presidente palestino expressou, por sua vez, gratidão pelo apoio da África do Sul. "Nós apreciamos muito a sua compreensão, seu apoio e sua presença contínua na nossa luta", disse a Zuma.
Os dois líderes recordaram os vínculos históricos que uniram o ANC, partido governante, e o movimento palestino, no período em que o ANC combatia o regime segregacionista do apartheid.
Na época, Israel e o regime do apartheid cooperavam militarmente.
 
  
 Comentários
Faça seu login para comentar

JN
Presidente sul-africano diz que mulheres solteiras são 'problema social'













Política
Sociedade
Segurança
Economia
País
Mundo
Desporto
Cultura
Gente
Opinião
Multimédia




PALOP|
MUNDO INSÓLITO





Dona de cão que matou bebé condenada a 20 meses com pena...

Primeira vacina contra o ébola testada com êxito
Minitornado atinge aldeia em Beja
A carta de Sócrates na íntegra

José Sócrates queixa-se de "humilhação gratuita" e promete...
Sapatos de vítimas do Holocausto roubados do campo de concentração
O que distingue a Google, Apple, Facebook e a Amazon

As primeiras imagens da 5ª temporada da Guerra dos Tronos
Tribunal confirma condenação de Diana Chaves
10 mil euros só para levar quadro ao Papa

"Call center" da PT fechado após nova intoxicação
Vulcão em Cabo Verde destrói casas
Zenit atira Benfica para fora da Champions

Dona de cão que matou bebé condenada a 20 meses com pena...

Primeira vacina contra o ébola testada com êxito
Minitornado atinge aldeia em Beja
A carta de Sócrates na íntegra




Presidente sul-africano diz que mulheres solteiras são "problema social"
23.08.2012 - 21:04 , atualizado 23.08.2012 - 21:20
O presidente sul-africano protagonizou mais um momento polémico quando afirmou que "é um problema para a sociedade" haver mulheres solteiras. Segundo o jornal "The Guardian", Jacob Zuma também defendeu que as mulheres devem ter filhos porque "isso lhes traz uma capacitação adicional".





IMPRIMIR(15)

ENVIAR(0)
21095

TAGS
MULHERES
ÁFRICA DO SUL
MUNDO



FOTO REUTERS



Já não é a primeira vez que o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, dá voz a comentários polémicos sobre as diferenças de géneros. Zuma, que é de etnia zulu, casado com três mulheres e tem 20 filhos, estava em casa a dar uma entrevista para um canal de televisão sul-africano quando proferiu algumas palavras sobre o noivado da sua filha Duduzile.


"Estou contente, porque não gostava de ficar [em casa] com filhas que não se vão casar", disse o presidente. A partir deste momento, o presidente fez os comentários que causaram a indignação. "É em si um problema para a sociedade [haver mulheres solteiras]. Sei que as pessoas, agora, pensam que é agradável estar solteiro. Mas não é assim. É uma distorção", garantiu Jacob Zuma.

O presidente prosseguiu e acabou por defender que "há que ter filhos. Os filhos são importantes para as mulheres porque ser mãe trás-lhes uma capacitação adicional".

A indignação não se fez esperar e Kubi Rama, presidente da organização não-governamental "Gender Links", considerou que os comentários do presidente "prendem a mulher ao papel tradicional do matrimónio e da maternidade". Para Kubi Rama, "todos sabemos que o mundo mudou" e que o casamento "é, agora, uma opção".

Outras organizações também manifestaram o seu desagrado e disseram que Jacob Zuma "como chefe de estado, deveria personificar os valores da Constituição do país onde se defende, entre outras coisas, a liberdade de escolha".

No "mês da mulher" na África do Sul, o presidente do país desencadeou a polémica em torno do seu papel na sociedade. Em 2006, Jacob Zuma foi absolvido de um crime de violação.




PUB







01:23 | Hoje

Primeira vacina contra o ébola testada com êxito
00:54 | Hoje

Minitornado atinge aldeia em Beja
00:35 | Hoje

A carta de Sócrates na íntegra
00:10 | Hoje
- atualizado hoje à 01.04
José Sócrates queixa-se de "humilhação gratuita" e promete "desmentir falsidades"
00:00 | Hoje

Sapatos de vítimas do Holocausto roubados do campo de concentração

SUBSCREVA JÁ
NEWSLETTER DIÁRIA JN
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora






VER VÍDEO
LIVE TRAILERS
Virados do Avesso

ATUALIDADEO anúncio das medidas de coação aplicadas a Sócrates
LIVE CLIPSMC dos Dealema lança o segundo disco a solo
Mais Mundo

26.11.14
Passageiros saíram do avião para o empurrar

22.11.14
Doze futebolistas indonésios suspensos após cinco autogolos no mesmo jogo
22.11.14
Gato reencontra-se com o dono 11 anos depois
Um britânico perdeu o gato de estimação em 2003, mas nunca deixou de o procurar. Onze anos depois, dono e gato voltaram a reunir-se.

11.11.14
Homem "comido vivo" por anaconda na televisão

03.11.14
Australiano surfa baleia morta rodeado de tubarões

Comentar
LOGIN JNNOME / EMAILREGISTAR-ME

Caracteres Disponíveis: 750
ENVIAR COMENTÁRIO


NOTA: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras.Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

19 Comentários
Anónimo
01.09.2012 - 01:16
rica cabeça para fazer de bola de futebol.... não vêm nem sabem nada. A população mundial, mesmo com tantas guerras tsunamis, tremores de terra, sida, pestes e mais pestes, duplicou em poucos anos. O solo arável, as árvores, a água e o oxigénio rareiam, os rios estão super poluidos....CABECINHAS POUCO PENSADORAS
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
Anónimo
31.08.2012 - 13:13
Bom dia! Eu ia comentar o facto de a última frase não fazer sentido porque nada tem a ver com a notícia. Acontece que li também os comentários! Haver um retardado neste mundo que ainda faz diferença entre géneros ainda se engole, agora haver tanta "gente" racista não se justifica. O que importa não é se a mulher é branca ou negra, somos todos iguais! Temos todos os mesmos direitos! Parem de se maltratarem uns aos outros. Vivam a vida, lutem para ser felizes e o resto não importa!
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR

Afonso mbeve
31.08.2012 - 14:59
Opah o presidente sul africano nw devia falar assim!porque nem todas as maes k estao solteiras querem,mas circustancias da vida ek as levaram a serem solteiras!mas bom fazer oque?oque foi dito por ele ja esta em todo canto do mundo,gostaria k ele das proximas vezes nw se deixar levar pela emoccao.abracos Zuma
DENUNCIARPARTILHAR

Anónimo
31.08.2012 - 14:09
Infelizmente sim ...por curiosidade fui pesquisar er existem imensos blogs racistas e mesmo nazis. Eu só posso fazer uma pergunta: como é que um povo que tem mais de 50 % da população emigrada, inclusivé para Brasil e Angola, e lá fora é tratado como branco de 2ª ou ciganos ainda tem este tipo de racismo? A resposta é: são profundamente ignorantes e desbecessáriamente burros além de covardes. E é o meu País
DENUNCIARPARTILHAR
tania
30.08.2012 - 10:48
Esse tal antipretalhada e mais macaco q todos os negros juntos...tamanha ignorancia.
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
Antipretalhada
28.08.2012 - 17:09
Mas ele refere-se concretamente a quem ?? às brancas ou às macacas ??
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
o outro
27.08.2012 - 16:19
É com grandes portugueses como estes, que fazem estes maravilhosos comentários, que este país vai pra frente!!! :)
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
o outro
27.08.2012 - 15:48
Que gentinha tão inteligente que viu logo o erro e aproveitou o mesmo, para massacrar as pessoas que perdem tempo a dar-lhes alguma informação. É realmente de louvar!!!E o burro sou eu que estava com atenção ao conteudo do texto e não vi erro nenhum.
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
enfim
27.08.2012 - 14:28
Que grande machista
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
Anónimo
27.08.2012 - 09:47
O Presidente Zuma, insiste com intervencoes que nao dignificam a posicao dele, eu sou solteira e nao me vou atrelar a um casamento problematico e nem me sinto um fardo para a sociedade, pois luto para me alimenatr a mim mesma.
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
Anónimo
25.08.2012 - 14:32
Sr(a) "Observação" tu deves ser um/a frustrad0/a com emprego.Os estagiários não são jornalistas? Gente burra, pá.
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR
Pois
24.08.2012 - 17:41
À parte o resto das atrocidades que ele proferiu, ele que venha a Portugal ver o quanto é fácil: 1º- casar e, ainda, 2º - ter filhos. NÃO HÁ DINHEIRO! Está visto que corre-lhe bem a vida, a ele.
DENUNCIARRESPONDERPARTILHAR

1
2


PUB
Mais Lidas
21.11.14
O cabecilha de um esquema de casamentos por conveniência de imigrantes paquistaneses no Reino Unido com mulheres portuguesas foi condenado a quatro...

Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  WebmasterThis website is ACAP-enabled