domingo, 2 de novembro de 2014

http://amigodeisrael.blogspot.com.br/2014/08/se-calhar-nao-tem-disso.html?m=1


quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Se calhar, não têm disso...


A bebé Adele Biton ficou amarrada a uma cama de hospital para toda a vida. Os jovens terroristas apedrejadores árabes, que cometem estes crimes, são celebrados como heróis pelos media, pela extrema-esquerda, e pelos antissemitas em geral. 

Onde anda a consciência desta gente?- perguntamo-nos muitas vezes. Se calhar, não têm disso...


Se houvesse israelitas a apedrejar árabes, seria primeira página em todo o Mundo. Mas os israelitas que são diariamente atingidos pelos intifadistas, não interessam à Imprensa. 


O excelente site GERARD DIRECT, que se dedica a desmontar as mentiras da fábrica de mentiras que é a Imprensa dos nossos dias, pergunta onde está a indignação com os bebés israelitas apedrejados.

Um pouco por todo o mundo, a extrema esquerda, os islamistas, os idiotas úteis e os antissemitas de todas as cores do arco íris, têm vindo para a rua e para a Internet vociferar «MORTE AOS JUDEUS!!!», como nos bons tempos deHitler e Stalin.


O motivo que alegam para tanto ódio é o "expansionismo"israelita. Estranha potência expansionista, que nem consegue ver-se no mapa, de tanto território que lhe roubaram e que DEU!

PROPAGANDA E SLOGANS X SERIEDADE

Pedir aos que pensam por meio de slogans que se dignem estudar História, Geografia, Direito Internacional, que se dêem ao trabalho de buscar informação séria sobre o objecto do seu ódio, é uma missão impossível.

Temos ficado boquiabertos com o uso, em manifestações de rua, de encenações grotescas como esta:


Esta foto é um 'must' entre os palestinianistas. É supostamente um soldado israelita a pisar uma criança "palestina". Nos tempos do Nazismo, a tecnologia era menos sofisticada que hoje, mas os produtos antissemitas eram bem melhores. Sob todos os pontos de vista, esta propaganda é fraquinha.

 

Os actores  estão ao nível dos esforçados amadores de uma colectividade de aldeia, que faz umas récitas pelo Natal. E os adereços são paupérrimos. O IDF não usa AK-47, o uniforme não é o do IDF, e a coisa está, no geral, grotescamente amadora.

Mas é o suficiente para entusiasmar os odiadores. E quanto mais se lhes mostra a farsa evidente, mais eles se obstinam. 

TERRORISTAS & JORNALISTAS E VICE-VERSA

A Imprensa palestinianista ainda não desceu tão baixo. Contenta-se em relatarataques encenados à tal «Escola da ONU», que serve de armazém de mísseis e onde se ensina terrorismo às crianças.MENTIRAS que tais, mas ainda com um assomo de credibilidade encenada.

Os ataques diários com mísseis ou tiro, contra as escolas e infantários israelitas, não interessam à Imprensa. Muitos dos que andam nas manifestações - reais ou virtuais - nem são más pessoas. 

São apenas vítimas da DESINFORMAÇÃO deliberada dos jornais, rádio e TV.





A eterna guerra dos radicais islamistas contra Israel alimenta-se do eco que encontra na Imprensa. E a Imprensa alimenta-se do eco que as suas notícias, falsas e manipuladas, têm na opinião pública.

A COLHEITA PROMETE...

Ainda agora, chegou-nos a notícia desta carrinha, que transportava turistas israelitas, e que foi vandalizada, em Espanha. Pintarem "ASSASSINOS ISRAEL"e furaram os pneus. Após semanas de noticiários e artigos de jornais a instigar o ódio a Israel, a Imprensa colhe os primeiros frutos da sua cruzada antissemita.


Um comentário:

  1. Há tanta montagem falsa de supostos soldados israelitas, tanta propaganda falsa do Hamas e companhia.

    É o que costumo dizer: ninguém pensa nas vítimas inocentes de Israel. Nas crianças judias que morrem ou são feridas com as pedras e os rockets, que têm medo de noite, que temem ir à escola ou passear nas ruas. Só vêem o lado palestiniano, como se o povo judaico não merecesse paz e sossego na sua terra. É o seu país. Por ali só há países árabes. São mais que muitos. Ocupam todo o Médio Oriente e norte de África. Ainda querem mais?

    Cumprimentos. :)
    Responder