domingo, 30 de novembro de 2014

Iehouah te abomina França Antissemita com Quenele, Hamas, Islamitas Nazi Genocidas e todo seu pacote desprezível





Sapo:
Saltar para o conteúdo

Público





14
4




França reconhecerá Palestina daqui a dois anos, se negociações falharem


AGÊNCIAS

28/11/2014 - 16:29


Parlamento de Paris vai votar na terça-feira recomendação para que o Governo reconheça Estado 
Palestiniano.

Manifestante palestiniana enfrenta soldados israelitas ABBAS MOMANI/AFP




4


Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Partilhar no Google+



França reconhecerá o Estado palestiniano, se os esforços internacionais para ultrapassar o impasse nas negociações de paz com Israel não derem resultado dentro de dois anos, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros francês no Parlamento nesta sexta-feira.

As declarações de Laurent Fabius foram feitas no debate que precedeu a votação pelos deputados de uma recomendação para que o Governo de Paris reconheça a Palestina como um Estado, marcada para a próxima terça-feira, 2 de Dezembro – um gesto que o primeiro-ministro israelita avisou que consideraria “um grave erro”.

Esta resolução, apresentada a plenário pelo Partido Socialista – e que tem a oposição da UMP, o maior partido de direita – tem apenas um carácter simbólico e não implica uma mudança de política. Convida o Governo “a reconhecer o Estado da Palestina para obter uma solução definitiva do conflito”. É o reconhecimento do que pensa a opinião pública: 63% dos franceses apoiam o reconhecimento da Palestina. Outros países europeus, como o Reino Unido, Irlanda, Espanha eSuécia, adoptaram recentemente posições semelhantes.

Mas França, o país europeu com a maior comunidade judaica – entre 500 mil a 600 pessoas – e onde o anti-semitismo tem crescido nos últimos anos, é um país com especial peso diplomático nesta questão. “A França tem pesado imenso na equação europeia e pode funcionar aqui como uma locomotiva”, disse à AFP o embaixador da Autoridade Palestiniana em Paris, Hael Al Faoum. É que, nos últimos 30 anos, Paris esteve na origem das principais declarações políticas sobre os direitos dos palestinianos e pode mais uma vez marcar o terreno.

A Autoridade Palestiniana anunciou estar a preparar uma proposta de resolução para apresentar nas Nações Unidas, exigindo o fim da ocupação israelita em 2016 – o mesmo calendário proposto por Laurent Fabius. “Nas Nações Unidas, estamos a trabalhar com os nossos parceiros para que seja adoptada uma resolução no Conselho de Segurança para relançar e concluir as negociações, em que o prazo de dois anos é o que é evocado mais frequentemente”, justificou o ministro francês.














ÚLTIMAS NOTÍCIAS

14:46Papa propõe união com os ortodoxos para defender cristãos do Oriente
14:42Por que tem êxito o Podemos?
13:46Morte de jovem deixa Alemanha a debater a coragem no dia-a-dia
12:42Muhammad Yunus: “A ideia de procurar emprego está errada. É orientar para outro tipo de escravatura”
12:22Confrontos violentos antes de jogo Atlético-Deportivo fazem 11 feridos





MAIS POPULARES

1MUNDO:Morte de jovem deixa Alemanha a debater a coragem no dia-a-dia
2MUNDO:Rapaz desparecido há quatro anos nos EUA encontrado atrás de parede falsa
3SOCIEDADE:Advogado de Sócrates teme que pedido de habeas corpus prejudique ex-governante
4DESPORTO:Fazer um Mundial de sonho e continuar com uma carreira de pesadelo
5POLÍTICA:Assis afastado dos órgãos nacionais do PS







ÚLTIMAS



MUNDO
Papa propõe união com os ortodoxos para defender cristãos do Oriente



MUNDO
Por que tem êxito o Podemos?



MUNDO
Morte de jovem deixa Alemanha a debater a coragem no dia-a-dia



MUNDO
Muhammad Yunus: “A ideia de procurar emprego está errada. É orientar para outro tipo de escravatura”



COMENTÁRIOS

LOJA




Realidade:

  1. Onda antissemita faz milhares trocarem França por Israel ... - Bbc

    www.bbc.co.uk/.../140912_antisemitismo...
    14 de set de 2014 - Os atos antissemitasquase dobraram neste ano na França, segundo levantamento ...
  2. Cresce preocupação com gesto considerado antissemita na ...

    noticias.uol.com.br/.../cresce-preocupaca...
    4 de jan de 2014 - IAN KINGTON/AFP. 28.dez.2013 - O francês Nicolas Anelka (à dir.) comemorou seu ...
  3. Um gesto antissemita que sacode a França | Internacional ...

    brasil.elpais.com/.../1388342066_65727...
    30 de dez de 2013 - França quer atacar de frente o antissemitismo e para isso adotará uma medida  ...
  4. Antissemitismo, direita radical e crise levam judeus a emigrar ...

    m.oglobo.globo.com/.../antissemitismo-di...
    29 de jun de 2014 - Eles citam o aumento doantissemitismo na França, a ascensão da extrema- direita, ...
  5. Cresce número de judeus franceses emigrando para Israel ...

    zh.clicrbs.com.br/.../cresce-numero-de-ju...
    1 de jul de 2014 - Famílias se sentem ameaçadas pelo clima antisemita que se forma no ... Para Tiffany Taieb Nizard, a decisão de abandonar a França por Israel aconteceu em junho,  ...
  6. França: Marine Le Pen abafa discurso antissemita do pai ...

    m.terra.com.br/noticia?n...
    8 de jun de 2014 - A presidente do partido ultradireitista Frente Nacional (FN), Marine Le Pen, afirmou ...
  7. Comediante antissemita provoca ira do governo francês

    operamundi.uol.com.br/.../comediante+a...
    11 de jan de 2014 - Dieudonné é um dos humoristas mais populares do país, embora ligado à ...
  8. Ministro francês critica violência antissemita após distúrbios em ...

    www1.folha.uol.com.br/.../1488975-mini...
    21 de jul de 2014 - O ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, visitou nesta segunda-feira ( 21) ...
  9. Onda antissemita faz milhares trocarem França por Israel | O ...

    ofimdomundo.com.br/onda-antissemita-f...
    12 de set de 2014 - Segundo conselho de instituições judaicas fracesas, agressões e ameaças a judeus ...