quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Isso não é levar a paz a sério, espanhóis. A Espanha colonizou, matou e roubou à vontade. Em Israel, é a movimentação palestina que abertamente faz isso contra Israel, ainda tentando reescrever a história por meio de mentiras e massacres auxiliados por imundos antissemitas mundiais, pois odeiam acima de tudo a Iehouah Elohim. Almas de bem da Espanha, França, Suécia,Irlanda, Inglaterra e Américas; sejam contra os devastadores corrompedores mundiais, sejam por Iehouah e Israel.












ok

DIRECTOR: PEDRO CURVELO


quinta-feira, 20 de Novembro de 2014 | 12:10 | MOBILE


RSS | SIGA-NOS | SEJA FÃ




ONTEM às 15:51

0

Israel considera que apoio espanhol ao Estado palestiniano afasta paz




inShare

Israel criticou hoje a decisão do Congresso dos Deputados de Espanha, que aprovou terça-feira uma proposta de lei para que o governo reconheça o Estado da Palestina, e afirmou que a decisão afasta as oportunidades para a paz.

«A declaração do parlamento espanhol apenas afasta mais as possibilidades de se conseguir um acordo entre Israel e os palestinianos porque os encoraja a tomarem posições extremistas», afirmou hoje em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita.

Israel afirmou hoje, como fez antes da votação, que este tipo de acção, estimulada pela decisão sueca de reconhecer oficialmente a Palestina como Estado e a aprovação simbólica das câmaras britânica e irlandesa, não contribui para o regresso à mesa de negociação.

«Melhor teria sido se o parlamento espanhol considerasse oportuno denunciar o abominável massacre levado a cabo por palestinianos», lê-se no comunicado, em referência ao ataque praticado ontem por dois palestinianos numa sinagoga de Jerusalém e que causou a morte de cinco israelitas.

Praticamente todos os grupos parlamentares espanhóis aprovaram a emenda como salvaguarda da solução de dois Estados, e destacaram que o reconhecimento «deve ser consequência» de um processo de negociação entre as partes que garanta a paz, a segurança e o respeito aos direitos dos cidadãos e à estabilidade regional.

A Autoridade Nacional Palestiniana congratulou-se hoje a notícia e afirmou que se trata de «um importante passo», segundo o porta-voz da organização, Ihab Basaiso.

De acordo com o funcionário, a decisão «é um indicador de como a comunidade internacional leva a sério a busca de uma solução para o conflito palestiniano».

IMPRIMIR


Comentários
Todos os comentários estão sujeitos a moderação. O DD reserva-se o direito de apagar os comentários que não cumpram as regras de utilização. Os comentários publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.



Disqus seems to be taking longer than usual. Reload?

PUB


PUB



Últimas nesta secção












CONSULTE OS NOSSOS CANAIS| | | | |



© Copyright 1999/2013 Caneta Electrónica
Sede: Av. da Liberdade, nº13 - 3ºEsq. 1250-139 Lisboa
Telefone: 21.359.31.00 | Fax: 21.359.31.31
Propriedade: Caneta Electrónica - Edições Multimédia , SA
Empresa jornalística: 223 356 * Registo de título: 123 357
Membro da Associação Portuguesa de Imprensa