quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Não é por aí


Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.
Saiba mais sobre cookies

Foto Abir Sultan/EPA
A Cisjordânia vive momentos de tensão desde junho
12.11.2014  09:22
Ataques a mesquita na Cisjordânia e a sinagoga em Israel
Violência alegadamente cometida por extremistas, no âmbito da onda de violência que abala a região.
Uma mesquita na Cisjordânia e uma antiga sinagoga em Israel foram na madrugada desta quarta-feira alvo de ataques distintos, alegadamente cometidos por extremistas no âmbito da onda de violência que abala a região desde junho.
O primeiro caso foi o incêndio de uma mesquita em Kufur Marir, perto de Ramala, por volta das 03h00 (01h00 em Lisboa), estando o incidente em investigação, informou a polícia israelita, citada pela agência noticiosa Efe.
A localidade está situada numa zona de grande tensão entre a população palestiniana e os colonos judeus, pelo que a polícia e os serviços secretos investigam se haverá ultranacionalistas judeus na origem deste ataque.
Fontes da polícia disseram à imprensa local que o incêndio causou graves danos no primeiro e segundo andar da mesquita.
Também esta madrugada, desconhecidos atiraram um 'cocktail molotov' contra a antiga sinagoga de Shfaram, na Galilea, onde atualmente reside uma população composta por árabes, beduínos e drusos.
A sinagoga, com cerca de 250 anos, tornou-se em maio um símbolo da convivência, quando jovens árabes da cidade a pintaram e limparam numa iniciativa conjunta contra o ódio e a intolerância.
O ataque de hoje causou danos ligeiros no exterior da sinagoga, segundo a população, refere a agência Efe.
MAIS NOTÍCIAS DE MUNDO