quinta-feira, 13 de novembro de 2014

NÃO VAMOS RECUAR, KERRY. O SIONISMO NÃO SE ENCOLHERÁ INDEPENDENTE DE QUALQUER DECISÃO QUE SEJA TOMADA. SE ÁRABES MUÇULMANOS QUEREM DIREITOS QUE OS MEREÇAM. QUALQUER LUGAR SOBRE ISRAEL CABE A PRESENÇA E UM OU OUTRO, ORAÇÕES DE UM OU OUTRO DESDE QUE HAJA RESPEITO. CHEGA DE SER ESCRAVO DE FUNDAMENTALISTAS


Jordânia e de Israel discutem tensões em Jerusalém


Agência Estado

Publicação: 13/11/2014 14:37 Atualização:
Amã, Jordânia, 13 - O rei Abdullah II da Jordânia e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, reúnem-se nesta quinta-feira na capital jordaniana, Amã, para discutir as crescentes tensões em Jerusalém a respeito de um local sagrado tanto para muçulmanos quanto para os judeus.

O encontro, marcado para a noite de hoje (horário local) deveria também buscar a melhora das relações diplomáticas entre os dois países aliados, prejudicadas nas últimas semanas pelo que Amã descreve como táticas pesadas das autoridades israelenses contra muçulmanos que tentam rezar na mesquita de al-Aqsa, em Jerusalém. A mesquita está localizada na mesma colina que é o terceiro local mais sagrado para o Islã e o lugar mais sagrado para o judaísmo.

O secretário de Estado norte-americano John Kerry, que passou a maior parte do último ano tentando intermediar um acordo de paz entre Israel e os palestinos, também vai participar do encontro com o rei jordaniano e o premiê israelense.

A reunião vai "se concentrar em formas para restaurar a calma e reduzir as tensões em Jerusalém", afirmou a porta-voz adjunta do Departamento de Estado Marie Harf, em comunicado divulgado nesta quinta-feira em Amã.

A Jordânia é um dos únicos dois países árabes em paz com Israel. Como país encarregado de cuidar dos locais sagrados muçulmanos em Jerusalém e com significativa influência na Cisjordânia, a Jordânia tem um papel moderador e de mediação entre Israel e os palestinos. A Jordânia faz fronteira com a Cisjordânia e tem uma grande população palestina.

Mas na semana passada Amã chamou de volta seu embaixador em Tel-Aviv para protestar contra o que o reino chamou de uma repressão inaceitável da polícia israelense contra manifestantes palestinos em Al-Aqsa.

Antigas tensões se intensificaram ainda mais por causa de manifestações violentas e de ataques palestinos que mataram seis pessoas nas últimas semanas. O assassinato a tiros no último final de semana de um manifestante árabe israelense pela polícia no norte de Israel, quando ele parecia estar se afastando de um policial, piorou ainda mais a situação.

Netanyahu afirma que Israel não tem planos para alterar o acordo no local sagrado, mas suas promessas não trouxeram de volta a calma para a região.

Kerry já reuniu-se nesta quinta-feira com o rei Abdullah II e com o ministro de Relações Exteriores jordaniano, Nasser Judeh, assim como com o presidente palestino Mahmoud Abbas. Não era esperado que Abbas participasse da reunião desta noite. Fonte: Associated Press.

Acompanhe também o EM.com pelo Twitter





Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda
Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senhaE-mailSenha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.








Últimas notícias
Mais acessadas


De até 16:31 - Novo anticoncepcional será vendido a um dólar em 69 países pobres16:22 - Autor de relatório põe em xeque decisão da Fifa de manter sedes das Copas16:22 - FMI estuda reduzir dívida de países afetados pelo Ebola16:01 - Paquistão testa míssil capaz de carregar ogiva nuclear15:55 - Para chefe do Estado Islâmico, grupo se expandirá mesmo com ataques15:55 - Fotos inéditas de Che Guevara são divulgadas por família espanhola15:55 - Libéria suspende emergência por Ebola e aguarda testes de tratamentos15:46 - Índia e Estados Unidos avançam sobre acordo da OMC

Veja a lista completa »

Blogs

Walter Rodrigues
Impressões e experiências no setor do turismo


Rock' n' bola
O encontro do rock com os times mineiros de futebol


E-Music
Música eletrônica com o jornalista Vicente Ribeiro








Opinião

Você acredita que as informações divulgadas pelo WikiLeaks poderão afetar as relações entre os paises?

Vote na Enquete







EM Digital |
EM Digital Web |
EM Impresso |
Clube do Assinante |
Assine Já |
Anuncie |
Cadastro |
Fale com o EM
Facebook
Twitter
RSS


GERAIS
POLÍTICA
ECONOMIA
NACIONAL
INTERNACIONAL

SAÚDE PLENA
EDUCAÇÃO
TECNOLOGIA
SUPERESPORTES
DIVIRTA-SE

MAIS SEÇÕES
Admite-se
Lugar Certo
VRUM


JORNAIS
Estado de Minas
Aqui

TELEVISÃO
TV Alterosa

RÁDIO
Guarani FM

PORTAIS
Uai
Vrum
Lugar Certo

REVISTAS
Encontro
Clube A

OUTRAS EMPRESAS
Alterosa Cinevídeo
Teatro Alterosa
EMLogDiários Associados


© Copyright 2001-2014 S/A Estado de Minas. Todos direitos reservados.