Artista israelense é presa por defecar em bandeira nacional



Uma artista israelense que publicou na internet um vídeo de si mesma defecando na bandeira do Estado judaico foi posta em prisão domiciliar, informou a polícia nesta segunda-feira.
Natali Cohen Vaxberg, que ganhou notoriedade depois de façanhas similares, foi detida para interrogatório no domingo e mantida presa em sua casa em Tel Aviv até quarta-feira por desmoralizar o símbolo nacional, contou um porta-voz da polícia à AFP.
A polícia ainda está decidindo se irá apresentar denúncia.
O vídeo de Cohen Vaxberg, intitulado "Shit instead of blood" ("Merda ao invés de sangue", em tradução livre), mostra a artista de cócoras em um banheiro defecando em diversas bandeiras de países do Oriente Médio, da Europa, Ásia e América, incluindo as de Israel e da Palestina.
Postado em meados de julho, as imagens são acompanhadas de música do compositor Frederic Chopin.
Descrita pela mídia local como alguém de visão de extrema-esquerda, no começo de 2014 ela causou polêmica em outro vídeo gravado no Museu do Holocausto, em Jerusalém.
Na gravação, ela fez um discurso falando como se fosse o próprio Holocausto e dizendo que foi "a melhor coisa" que poderia ter acontecido aos judeus, pois permitiu a criação de Israel e a perseguição aos palestinos.