Sou judia. Já morei em Israel. Já morei a 15 minutos da Faixa de Gaza. Mas cresci boa parte da vida no Brasil, distante do conflito. Tive uma educação judaica até os 15 anos. Sou filha de professora e obviamente, como jornalista, não sou alienada. Não consigo entender essa guerra, que é tão próxima e tão irreal. O que exatamente os não-judeus nos fizeram para termos tanto ódio? Chamo assim, pois o estado de Israel é um estado JUDEU e não aceita outras religiões, salvo em Jerusalém, que pasmem, é uma cidade laica. Não são só muçulmanos que estão morrendo. Aliás, os árabes não são um única religião, existem árabes católicos, ateus e até mesmo judeus. O que o estado de Israel está fazendo é desumano. Mais desumano que o holocausto, mais duradouro que o holocausto, mais pertinente que o holocausto, pois hoje em dia todo o mundo pode ver com os próprios olhos e MESMO assim, poucos reagem. Óbvio que a guerra tem dois lados e muitos judeus morrem também. Mas a proporção é absurda. A cada bomba lançada sobre Israel, 30 são devolvidas para Gaza. Dizem que três adolescentes judeus morreram... E as 14 CRIANÇAS que perderam a chance de ter uma vida longa em Gaza? O que é Gaza, você deve estar se perguntando... Eu vi com meus próprios olhos. Não, não é uma favela, mas se você, brasileiro, já viu um conjunto habitacional (moradia popular), é isso. Imagina você ser tirado do conforto da sua casa, do seu emprego, dos seus pertences e ser jogado num quarto com mais oito pessoas e viver no medo iminente de um ataque, sem poder sair deste lugar, pois o seu passaporte está para sempre condenado. Isso é o que os judeus fizeram em 1948. Isso é o que eu aprendi porque eu abri meus olhos. Nas aulas de cultura judaica na escola eu só ouvia como somos, nós judeus, vítimas do mundo, vítimas do nazismo, do terrorismo e, por isso, temos o direito de fazer pior. Tenho muitos amigos judeus, mas cada vez tenho menos. Cada vez que um deles posta um heil Israel no Facebook ou qualquer coisa dizendo "matem os árabes", eu tenho um amigo a menos. Se vocês já assistiram o filme A Onda, é EXATAMENTE isso que o governo israelense faz com seus jovens. Já tive treinamento militar israelense, sei como funciona toda a lavagem cerebral e até entendo porque funciona, afinal, somos pobres vítimas. Tenho vergonha de dizer que sou judia em locais públicos. Tenho vergonha do meu passaporte israelense e tenho vergonha dessa cidadania. Fugi desse país, apesar de amar aquela terra. Prefiro dizer que sou brasileira e, neste momento em que todo mundo está com vergonha do Brasil por causa de futebol, eu nunca me senti tão bem em ser brasileira. Enquanto os outros velam a Copa do Mundo, eu levanto a minha bandeira de "eu não pertenço a Israel". Eu espero que a mídia faça um trabalho melhor deste dia em diante. Chega de apoiar um estado que não é nosso e sim de TODOS. Estamos no século XXI e não na idade média, aprendemos a dividir, logo, chega de conquistar. A maior conquista é a boa coexistência.

Daniel Kulisz
Os tais "500 cadáveres" não estão na conta de Istael, mas do Hamas, que obriga que civis permaneçam nas suas casas. Não falei e nem acho que criar sinagogas em Gaza solucionem o problema. Tu desvias o assunto pois não tem argumentos nem fatos. O que comentei foi que a moça que originou o post alega que há intolerância religiosa por parte do estado de Israel. E é mentira. Ponto. E além disto, ela acusa Israel exatamente do que o Hamas (que tem maior domínio sobre Gaza) é: intolerante. O dia em que os palestinos souberem rejeitar o terrorismo e o fanatismo e lutarem por ter um país, e não lutar apenas para tentar destruir Israel, neste dia haveria paz. Ademais, não penso que exista aquele ou este deus e que um deus possa prestar contas à outro deus. Não me parece que o Islam pense assim também. Não sei a que crença pertences.
Curtir1021 de julho

Shady Baja
"Devemos usar o terror, assassinato, intimidação, confisco de terras, e o corte de todos os serviços sociais para livrar a Palestina de sua população árabe." David Ben-Gurion (o pai de "Israel"), maio de 1948, para o Estado-Maior Geral. De Ben-Gurion, A Biography, de Michael Ben-Zohar, Delacorte, New York 1978.
Curtir721 de julho

Sami Zahra
Daniel, essa sua tática sionista de querer se prevalecer em comentários que vc entende o que te agrada não cola comigo.
O que eu te disse é que a população em GAZA é quase totalmente muçulmana.
E aparentemente existe sim igrejas, tanto que uma freira brasileira fugiu do convento após a casa ao lado do convento ter sido bombardeada pelas forças sionistas.
Portanto Daniel, antes de se glorificar e acreditar que és o "entendido", busque se informar antes de postar.
Pq aparentemente VOCÊ esta nos 87% que postam noticias infundadas não é mesmo?????
Leia e pesquise antes de publicar.
Ah, obrigado por esclarecer uma duvida que eu tinha.
Sionistas adoram descredibilizarseus interlocutores, não conseguindo partem para a ofensa e por final apelam para o anti-semitismo.
Curtir2121 de julho

Curtir21 de julho

Bárbara Duarte
Esse Daniel deve ser judeu ultra direitista  
Curtir821 de julho

Armando Pinho
Corajoso depoimento! O governo de Israel eh anti-semita!
Curtir121 de julho

Armando Pinho
O governo de Israel não eh o honrado povo judeu! Netanyahu eh anti-judeu! Eh um criminoso de guerra!
Curtir421 de julho

Armando Pinho
E depois: a etnia não se sobrepõe a existência de classes sociais, ao imperialismo norte-americano, a quem a direita israelense, no poder, presta contas!
Curtir221 de julho

Joao Xon Panosso
Religiao...chega a ser engraçado falar essa palavra.
Curtir422 de julho

Daniel Kulisz
Shady Baja, quando li esta frase, logo vi que não me parecia pertencer a David Bengurion. Mas fui pesquisar a respeito, pois não vivi na época em que ele viveu e muito menos passava todos os dias grudados nele para saber exatamente tudo o que ele disse. E realmente não há um site sequer de história que afirme que esta frase era dele. Estas frases fazem parte de uma propaganda anti-israel. E na verdade não é uma frase que teria sido dita em 1948, mas (segundo quem inventou a mentira) um grupo de frases que tem inicio em 1937 até 1948. Mas foi importante que tenhas trazido o nome de David Bengurion. Primeiramente, David Bengurion não foi " pai de Israel" como mencionastes. O pai da nação de Israel chama-se Abraão. E o pai do homem que originou o nome Israel é Isaac. Ambos viveram neste mundo ha mais de 4 mil anos atrás. Segundo, David Bengurion foi um lider para Israel que infelizmente não tem par no povo que habita em Gaza ou na Cisjordânia. Na guerra que Israel teve que travar com TODOS os países vizinhos que NÃO ACEITAVAM A EXISTÊNCIA DE UM ESTADO JUDEU, chamada de Guerra de Independência", existia em Israel duas milícias. Uma era o Haganá (defesa em hebraico) e outra era o Irgun (um grupo terrorista judeu que fazia atentados contra alvos militares e não militares ingleses). David Bengurion não concordava com os metodos deste grupo terrorista e mandou afundar um navio deste grupo. Mesmo precisando de sua ajuda em uma guerra onde Israel era inferior em número, organização e em armamaneto. David Bengurion, na qualidade de líder, recusou o terrorismo como forma de combate e fez com que até hoje inexistam grupos terroristas judeus. Uma pena que não sirja nenhum líder palestino capaz de acabar com os grupos terroristas. Também é uma pena que não se possa debater fatos e ideias com o tipo de pessoas que apoiam tudo o que seja contra Israel. Até o momento não ofendi ninguém, não taxei disto ou daquilo, mas tudo o que leio aqui, contra mim, é "velha tática sionista", "só pode ser um judeu de ultra direita", "vão ter que prestar contas com Alá", etc. Uma pena mesmo, pois o estado de Israel é um fato. Não vai deixar de existir. E é um estado forte e sempre será. E está disposto a negociar pela paz. Mas certamente não está disposto a deixar de existir.
Curtir722 de julho

Daniel Kulisz
PS.: a despeito do desespero que possa causar na Bárbara Duarte, nenhum destes jornalistas é judeu... Desculpa por isso...
Curtir122 de julho

Daniel Kulisz
Aceita que dói menos. 
EditadoCurtir222 de julho

Bárbara Duarte
Tu acha que eu leio veja meu querido? Pega umas fontes mais imparciais e acadêmicas pra querer discutir . Eu tenho pos em relações internacionais e sou graduada no curso também, sendo que eu estudo terrorismo há três anos. Não leio esse tipo de notícia de leigo. Tu te informa mais que dói menos nos olhos dos outros .
Curtir2822 de julho

Bárbara Duarte
Nem percam o tempo discutindo com esse fanático, que provavelmente sofreu uma lavagem cerebral lá em Israel e usa a veja como fonte.
Curtir1922 de julho

Bárbara Duarte
E agora não sabe que os palestinos Não são somente muçulmanos, existem milhares de cristãos palestinos. "Santa" ignorância !
Curtir2222 de julho

Shady Baja
Sobre historinhas bonitas do velho testamento, eu deixo pra aulas de cultura judaica ...agora sobre os fatos, se Israel realmente quisesse PAZ não continuaria invadindo terras palestinas DIARIAMENTE por colonos judeus escoltados pelo exército, se Israel realmente quisesse PAZ cumpria o acordo de Oslo imposta pela ONU que determinava a criação de um estado palestino em até 5 anos, e la se vai 20 anos e nada! Vemos cada dia mais pessoas inocentes morrendo,na sua maioria CRIANÇAS que tao sendo tirado o seu direito de viver,simplesmente por uma tática sionista pra aniquilação de gerações palestinas,me desculpe mas é inadmissível que um ser humano sensato apoie um genocídio desses, judeu de ultra direita ficou barato pra ti.Me retiro do debate,PAZ acima de tudo.
Curtir1822 de julho

Bárbara Duarte
Sim shady sem comentários , como é que se discute com alguém que é fanático e parcial. Não somos palestinos, não temos interesses próprios na causa, apenas somos humanos e estamos chocados com que está acontecendo . Nem vale a discussão !
Curtir2322 de julho

Daniel Kulisz
Hehe. Gaza foi entregue à Autoridade Palestina já faz mais de dez anos... Ta desatualizado filho.
Curtir122 de julho

Daniel Kulisz
Barbara, desculpa, mas tu não te preocupas com "crianças assassinadas". Prova disso é o teu silêncio diante das crianças mortas na síria. E mesmo que digas que não das a mínima para crianças sírias, apenas pelas palestinas, também não das a mínima para crianças palestinas. Se desse, repudiarias o que o Hamas faz, que é colocar crianças para morrerem como escudos humanos em nome de publicidade. Tu não és humanitária. És somente anti-Israel. E antes disso, anti-semita e ainda antes disso, rejeitas o que é a RAZÃO.
Curtir1022 de julho

Shady Baja
Quem ta desatualizado é tu,as vezes se informar faz bem, e tu não corre o risco de ser taxado como um idiota! Entregaram Gaza pra Autoridade Nacional Palestina mesmo,mas houve eleição popular no qual o Hamas ganhou e teve total controle somente de Gaza,Israel magoadinho por que o seus fantoches do Fatah e Mahmoud Abaas não ganharam,decidiram fechar todas as fronteiras de Gaza,e tentar enfraquecer a o governo do Hammas cortando água,energia, comida e trancando qualquer tipo de ajuda humanitária pra aquela região,tem gente que acha que a palestina é só Gaza,..esquecem que existe Cisjordânia onde milhares de palestinos vivem em uma legítima prisão ao céu aberto.
Curtir2022 de julho

Daniel Kulisz
Shady, que pena que tenhas que me ofender tanto por não teres argumentos. Desculpe, mas não admito ser chamado de idiota e não acho que ninguém deve ser chamado publicamente de idiota. Por este motivo, é meu último post e nem mais vou ler o que for escrito depois para me poupar de ver mais chingamentos baixos como estes. Me chateia ainda mais pelo fato de pertenceres a uma família que tem muitas pessoas de quem gosto muito. Sobre o "me informar", sim, sempre é bom se informar. Procuro sempre fazer isto. E por isto que afirmei que teu argumento "de que Israel não obedecia a existência de estado palestino" é que te informei que Israel já havia desocupado Gaza faz mais de uma década. Trazes incansavelmente argumento falso atrás de argumento falso (Fatha fantoche de Israel, colonos escoltados pelo exército de Israel, Israel não aceita um estado pelestino e por aí vai...) toda vez que eu te trago um argumento verdadeiro, um fato. É uma pena mesmo tudo isto. É difícil ver aqueles homens velhos do Hamás extremistas com sede de sangue e sem condições de dialogar. Mas é mais frustrante ver um jovem como tu incapaz de entrar em um diálogo racional e ponderado. Espero do fundo do meu coração que um dia consigas te ver livre deste ódio no coração. A existência de Israel não depende disso, mas a tua sim. Abraço.
Curtir422 de julho

Bárbara Duarte
Primeiramente, quem é tu pra me chamar de anti-semita? Tenho amigos judeus, que são contra esse lixo de governo homicida, tu não sabe nem o que fala.
Em segundo lugar, quem é tu pra julgar que não me preocupo com as baixas civis na Síria , da onde tu tirou essa informação? Do teu mundinho paralelo? Sou contra qualquer tipo de massacre de civis , inclusive os que o paitrocinio de Israel fez no Iraque e no Afeganistão , sob falsas alegações . Vai te informar, tu ta passando vergonha. Ou se muda pra Israel e vai lá paga pau pro governo assassino.
Curtir2522 de julho

Mogli Veiga
Tô chegando agora, mas quero dizer que considero o Estado de Israel um Estado Criminoso. Repete o holocausto com os palestinos. Enquanto os judeus ortodoxos mandar lá eu defendo o HAMAS.
Curtir1622 de julho

Rodrigo Romeiro
vc é grande, menina! "A maior das conquistas é a coexistência!"
Curtir312 de agosto

Curtir19 de outubro