segunda-feira, 10 de novembro de 2014

"Os terroristas têm de ser mortos. Ponto final. Abu Mazen(Mahmoud Abbas) e o resto dos seus amigos do seu governo terrorista estão incitando a população árabe a assassinar judeus inocentes, e as forças de segurança estão a debater-se para tentar conter a fúria. Exijo que o primeiro-ministro desate as mãos das forças de segurança para que possam esmagar a cabeça da serpente." '- Sem opinião mundial, sem u.s.a, sem fraternidade muçulmana e sem onu: Amém


segunda-feira, Novembro 10, 2014

PALESTINIANOS ATACAM E MATAM JUDEUS INOCENTES NO DIA DE HOJE

O ódio hediondo e a febre anti-semita não conhecem medidas na mente de muitos palestinianos, tornando-os carrascos e homicidas de inocentes, revelando o verdadeiro carácter daquela gente que não tem outra intenção imbuída que não a pura e simples aniquilação do povo judeu, desta vez na sua própria Terra. Aquilo que Hitler não conseguiu completar, querem estes facínoras realizar, perante o ensurdecedor silêncio mundial. 

SOLDADO ESFAQUEADO ESTA MANHÃ EM TEL AVIV
Logo pela manhã, quando um soldado israelita se encontrava na estação ferroviária de Tel Aviv, um palestiniano dirigiu-se a ele para tentar sacar a sua arma, ao que o israelita prontamente reagiu, tendo sido esfaqueado pelo bandido palestiniano e conduzido de imediato para o hospital israelita"Sheva hospital", onde se encontra ainda em estado crítico. 

Testemunhas no local confirmaram que o israelita foi esfaqueado no estômago e que teve imensa perda de sangue. O criminoso fugiu, mas pouco depois oficiais da polícia conseguiram apanhá-lo alguma ruas abaixo do local do crime.
O assassino chama-se Nur al-Din Abu Khashiyeh, de 18 anos, e é um residente de Nablus, encontrando-se ilegalmente em Israel.

MULHER MORTALMENTE ESFAQUEADA NA JUDEIA
Apenas 4 horas após o primeiro crime, um outro palestiniano esfaqueou 3 pessoas israelitas à entrada do aldeamento de Alon Shvut, em Gush Etzion, deixando uma jovem mulher morta e duas outras pessoas feridas. A jovem de 24 anos foi esfaqueada no pescoço e apesar de todos os esforços não resistiu aos ferimentos, acabando por falecer. 
Um jovem de 20 anos foi também esfaqueado e conduzido ao hospital de Jerusalém, não apresentando risco de vida.
Um homem de 50 anos que entretanto passava de carro e viu a cena, parou para os ajudar e acabou esfaqueado e conduzido para o hospital, apresentando um quadro médico estável.
O terrorista palestiniano chama-se Maher al-Hashlamun e aparentava querer cometer um atentado com um carro, tal como tem acontecido nestes últimos dias em Jerusalém. Foi ao não ter conseguido ter êxito em atropelar alguém que este bandido parou o carro e decidiu avançar para esfaquear qualquer judeu que lhe aparecesse pelo caminho.
O bandalho foi entretanto abatido por um segurança israelita, tendo sido levado para um hospital em condições graves. 
TERRORISTA 
O indivíduo tem 30 anos, é residente em Hebron e é membro da Jihad Islâmica. Esteve preso em Israel entre 2000 e 2005, acusado de ter atirado cocktails Molotov contra uma patrulha das FDI.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu convocou entretanto uma reunião de emergência do seu gabinete ministerial para debater a situação de violência recente em Israel, agravada pelos assassinatos de hoje.
Violência gera violência, e o ministro israelita para a habitação Uri Ariel, já se pronunciou de forma clara e simples: "Os terroristas têm de ser mortos. Ponto final. Abu Mazen(Mahmoud Abbas) e o resto dos seus amigos do seu governo terrorista estão incitando a população árabe a assassinar judeus inocentes, e as forças de segurança estão a debater-se para tentar conter a fúria. Exijo que o primeiro-ministro desate as mãos das forças de segurança para que possam esmagar a cabeça da serpente."

Shalom, Israel!




Sem comentários: