sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Abençoados e benditos sejam o povo dos Estados Unidos Da América pelas riquezas eternas da Bíblia e da legítima humanidade.



EUA negarão proposta palestina na ONU para exigir retirada de Israel

Washington, 18 dez (EFE). - Os Estados Unidos não apoiarão a proposta palestina para exigir a retirada de Israel de territórios palestinos antes do fim de 2017 e que foi apresentada ontem na ONU, informou nesta quinta-feira a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki.
"Vimos a minuta e não a apoiamos", afirmou Jen em entrevista coletiva, evitando entrar nos detalhes do texto, apresentado pelos embaixadores árabes.
"Não podemos apoiar uma proposta que ponha um limite de tempo à presença das forças de segurança", declarou a porta-voz, acrescentando que os Estados Unidos são "conscientes" dos temas da minuta elaborada pelos embaixadores árabes na ONU.
Este texto prévio, divulgado por fontes árabes, estabelece, entre outros pontos, a necessidade de fixar um calendário que termine com a ocupação israelense dos territórios palestinos e que a retirada "não ultrapasse o fim de 2017".
Também defende que, em um prazo de um ano, desde que se aprove a resolução, se alcance uma solução pacífica "justa, duradoura e completa" para o conflito palestino-israelense.
Essa solução se baseia no princípio de dois Estados, o israelense e o palestino, "independentes, democráticos e prósperos", a partir de vários parâmetros, entre eles a definição de limites a partir das fronteiras anteriores ao conflito armado de 1967, mas existe a possibilidade de que, para definir esses limites, sejam acertados "intercâmbios de território equivalentes" mutuamente aceitos pelas partes.
O texto propõe também definir uma solução para os refugiados e que Jerusalém seja a "capital compartilhada" dos dois Estados.
Sobre isso, o secretário de Estado americano, John Kerry, entrou em contato hoje com representantes de ambas as partes e, concretamente, com o ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry, detalhou Jen.
Em 28 de novembro, o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, se reuniu no Cairo com Shoukry, para tratar dos esforços da Palestina para que o Conselho de Segurança da ONU fixe uma data para pôr fim à ocupação israelense de Gaza e Cisjordânia.
A possibilidade de que a Palestina exigisse na ONU um prazo para uma retirada de Israel de seus territórios já foi proposta em setembro por Abbas, durante seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.
Desde então, foi negociado um texto que seja aceitável para todas as partes e que não possa ser vetado pelos Estados Unidos, que tem assento permanente no Conselho de Segurança e é o principal aliado de Israel. EFE

1 comentário

your avatar
Baruch Iehouah. Thank you Estados Unidos.
  • Elisabete
    0AprovarDesaprovar0
    Elisabete • um segundo atrásRemover
    Baruch Iehouah. Thank you Estados Unidos.