segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Que o Povo e a Nação de Israel impeçam o poder de ir parar nas mãos daqueles dispostos a fragilizar e erosionar o Estado Judeu





Internacional


Inicio
Internacional
Parlamento de Israel aprova própria dissolução





Parlamento de Israel aprova própria dissolução











postado em 08/12/2014 19:07

Agência Estado
Jerusalém, 08 - O Parlamento de Israel aprovou sua própria dissolução, iniciando oficialmente a campanha eleitoral no país. Na sessão do Knesset desta segunda-feira, 120 representantes votaram a favor e 93 contra a dissolução, encerrando o mandato de dois anos antes do tempo previsto.

No dia 3 de dezembro, o Parlamento realizou uma votação preliminar, que teve 84 votos a favor e nenhum contra. Com eleições antecipadas marcada para 17 de março, o parlamento atual terá servido por um dos períodos mais curtos da história de Israel.

O governo de Israel, que tomou posse no início de 2013, foi marcado por divisões desde o início sobre diversas questões. O orçamento, um imposto de habitação e um projeto de lei que determina Israel como um Estado judeu estão em discussão há semanas.

Netanyahu tenta garantir um quarto mandato como primeiro-ministro aumentando o apoio a seu partido Likud. Ele espera garantir uma maioria forte para um "bloco nacional", que inclui seus aliados tradicionais de partidos judaicos ultraortodoxos, a facção nacionalista do ministro das Relações Exteriores Avigdor Lieberman e o partido Jewish Home, fortemente ligado ao movimento dos colonos da Cisjordânia. Este bloco tende a assumir uma linha dura em negociações de paz com os palestinos.

Na última eleição, os partidos ganharam 61 dos 120 assentos no Parlamento. A maioria revelou-se muito fraca para Netanyahu governar de forma eficaz e ele foi forçado a se aproximar de dois partidos centristas, Yesh Atid e Hatnuah. Esse movimento levou o primeiro-ministro a convocar novas eleições.

O líder do Hatnuah, Tzipi Livni, parece estar prestes a selar uma aliança com Isaac Herzog e seu partido Trabalhista, de centro-esquerda. Uma pesquisa publicada recentemente revelou que a potencial lista conjunta de legendas pode ultrapassar o Likud e se tornar maioria na Knesset nas próximas eleições. Fonte: Associated Press.






Comentários




Faça seu login para comentar


Logar
Login Esqueci minha senha Quero me cadastrar



Notícias
+ lidas
+ comentadas

19:52 - 08/12/2014Poços abandonados de petróleo e gás nos EUA emitem volume importante de metano
19:52 - 08/12/2014Pelé sai do hospital na terça-feira
19:31 - 08/12/2014Petróleo fecha no menor patamar em cinco anos
19:31 - 08/12/2014Deputados israelenses dissolvem Parlamento




Vídeos
Fotos
Infográficos

São João Del Rei adota medidas para prevenção de enchentes
Poste cai e interdita trânsito no Anel Rodoviário

Mulheres garis chamam a atenção nas ruas de BH
Decoração de Natal é inaugurada na ALMG

Blogs


































© Copyright 2001-2014 S/A Estado de Minas. Todos direitos reservados.