quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Você pode defender o terrorismo palestino como for Europa, que isso não muda a cara dele, a sua e não os livra de consequências amargas: Internacional Parlamento Europeu aprova resolução pedindo negociações entre Israel e Palestina 17/12/2014 - 12h00 Giselle Garcia - Correspondente Agência Brasil/EBC Edição Valéria Aguiar O Parlamento Europeu aprovou hoje (17), por 498 votos a 88, com 111 abstenções, uma resolução pedindo avanço nas negociações de paz entre Israel e Palestina. O texto da resolução, acordado entre os cinco maiores grupos políticos no fim da tarde de ontem (16), reafirma o apoio do Parlamento ao reconhecimento da Palestina como Estado, mas enfatiza que isso deve ocorrer lado a lado com o desenvolvimento das negociações de paz. A resolução é considerada um recuo em relação à proposta inicial, abandonada por falta de consenso, de uma moção pedindo aos 28 países-membros da União Europeia que reconhecessem o Estado da Palestina. Para apoiar os esforços diplomáticos pela paz no Oriente Médio, também foi lançada a iniciativa Parlamentares pela Paz, que pretende reunir representantes do Legislativo de Israel e da Palestina para conversas. As negociações entre Israel e Palestina, mediadas pelos Estados Unidos, fracassaram em abril. Desde então, palestinos têm feito esforços unilaterais nas Nações Unidas para garantir a formação de seu próprio Estado na área ocupada por Israel na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, tendo Jerusalém Oriental como capital. Na Europa, um movimento crescente pelo reconhecimento do Estado Palestino levou à recente aprovação de moções nos parlamentos do Reino Unido, da Espanha, França, Irlanda e de Portugal. A Suécia foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a Palestina como um Estado. (EM) .