quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Bom



Grupos de mídia da França oferecem ajuda para 'Charlie Hebdo' se manter
Revista satírica foi alvo de ataque que matou 12 pessoas em Paris. Le Monde, Radio France e France Televisións ofereceram equipe e material.
07/01/2015 16h43 - Atualizado em 07/01/2015 16h43
Do G1, em São Paulo
Os grupos franceses de mídia Radio France, Le Monde e France Télévisions anunciaram nesta quarta-feira (7) que podem fornecer os recursos humanos e materiais necessários para que a revista Charlie Hebdo continue operando.
Os três grupos convidaram todos os meios de comunicação franceses para se juntar a eles na missão de salvaguardar os princípios da independência e da liberdade de pensamento e expressão.
A sede da revista satírica Charlie Hebdo foi alvo de um atentado nesta quarta-feira, em Paris. A revista já havia sido alvo de uma ataque no passado após publicar uma caricatura do profeta Maomé.
Atiradores invadiram o escritório da Charlie Hebdo e mataram dez funcionários, entre eles quatro cartunistas, e mais dois policiais. Outras 11 pessoas ficaram feridas. A polícia procura por suspeitos do atentado.
Comunicado divulgado por três grupos de comunicação da França (Foto: Reprodução/Le Monde)Comunicado divulgado por três grupos de comunicação da França (Foto: Reprodução/Le Monde)

Mundo
versão clássica
Globo © 2001-2014
princípios editoriais