sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Cinismo do governo Turco é gritante. Após promover e sustentar ações pró terroristas bem como ataque à soberania marítima israelense em prol de grupos asassinos similares aos recentes de Paris, ainda tenta retratar Israel como errado quando a própria Turquia é que sustenta marginais globais?

 
smaller_textlarger_text
A troca de mimos entre a Turquia e Israel acentuou-se desde a marcha contra o terrorismo, no domingo, em Paris.
Ancara ainda não digeriu a participação do primeiro-ministro israelita na marcha.
Esta quinta-feira, o chefe do governo turco comparou as ações de Israel em Gaza aos ataques terroristas de Paris.
“Netanyahu, enquanto chefe de um governo que matou crianças a brincar na praia com os bombardeamentos em Gaza, que destruiu milhares de casas e aproveita todas as oportunidades para matar palestinianos e fá-lo como se fosse uma coisa normal; que atacou um navio de ajuda humanitária em águas internacionais e massacrou os nossos cidadãos, cometeu crimes contra a humanidade, como no massacre de Paris, cometido pelos terroristas”, afirmou Ahmet Davutoglu.
As declarações do chefe do governo não foram a primeira acha para a fogueira. Na segunda-feira, o presidente Erdogan já tinha afirmado ão perceber como é que Netanyahu tinha ousado participar nesta marcha.
O primeiro-ministro israelita tinha respondido secamente, considerando estas “declarações vergonhosas”.
As relações entre a Turquia e Israel foram envenenadas pelo assalto israelita contra o navio fretado por uma ONG turca para levar ajuda humanitária a Gaza, em 2010. A operação saldou-se pela morte de 10 cidadãos turcos.
Copyright © 2015 euronews
Mais informação sobre