sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Sim Prosor, temos o Estado de Israel. E o que a ONU quer fazer com ele?


quinta-feira, janeiro 22, 2015

ONU REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO DEDICADA AO ANTI-SEMITISMO

O dia de hoje é histórico nos arraiais das Nações Unidas, em Nova Iorque: pela primeira vez na História desta organização está a realizar-se uma sessão especial dedicada exclusivamente à questão do anti-semitismo.
Esta reunião foi organizada em função do crescente anti-semitismo visível por todo o mundo, e já estava programada antes dos recentes ataques a um supermercado judaico em Paris.

"PRIORIDADE DE TODAS AS NAÇÕES" 
- AFIRMOU PROSOR
Na sua intervenção, o embaixador israelita para as Nações Unidas Ron Prosor, apelou aos líderes europeus para que tomem uma posição contra o anti-semitismo.
"Que a mensagem ecoe desde os salões da ONU para as ruas da Europa e até à capital de cada nação - levantem-se pelos direitos humanos e pela dignidade humana, tomando uma posição contra o anti-semitismo" - afirmou Prosor.
Prosor afirmou ainda que "A luta contra o anti-semitismo deve ser uma prioridade de todas as nações porque o ódio que começa com os judeus nunca termina com os judeus. A História tem-nos mostrado vez após vez que quando os judeus de uma nação não estão seguros nela, toda a sociedade corre riscos."
"A Europa está sendo testada. Não precisamos de mais monumentos comemorando os judeus que foram assassinados na Europa: precisamos é de um compromisso forte e duradouro com os judeus vivos na Europa. Se os governos da Europa forem bem sucedidos na defesa das suas comunidades judaicas, terão também sucesso na defesa da liberdade e da democracia."
"Os dias em que os judeus eram as vítimas do mundo já se foram. Nunca mais ficaremos indefesos nem calados. Temos hoje a protecção do estado de Israel."
"Já vimos os males de que o homem é capaz, e por isso temos de estar vigilantes. Temos de ver os sinais de alerta e agir rapidamente para condenar o anti-semitismo. Apelo a cada nação para que se levante e fique do nosso lado. Recusar permitir que o mal ganhe raízes. Recusar ficar em silêncio. E recusar submeter-se à indiferença."

A reunião informal da ONU vai decorrer durante todo o dia de hoje e incluirá pela manhã discursos de personalidades ilustres, tais como o escritor e filósofo francês Bernard-Henri Levy, ministros do Canadá, Alemanha, França e EUA. Durante a tarde haverá um painel e debate em que participarão legisladores dos EUA e do Canadá, vários peritos em direitos humanos e um professor israelita.
O porta voz da assembleia John Victor Nkolo disse que esta organização, que compreende 193 nações, já discutiu muitas vezes a questão do anti-semitismo em sessões abordando a intolerância, a xenofobia, a violência, o racismo e as violações dos direitos humanos, acrescentando contudo que "tendo como base os registos disponíveis que conseguimos investigar, esta é na verdade a primeira vez em que o anti-semitismo como tal é o assunto específico de uma reunião informal no conselho geral da ONU."
Esta reunião foi requisitada por 37 países que enviaram uma carta ao presidente da assembleia Sam Kutesa em 1 de Outubro passado pedindo uma reunião em resposta ao "alarmante despertar do anti-semitismo no mundo inteiro."Afirmaram também querer uma reunião porque "uma mensagem clara da parte da assembleia geral é um componente crítico para o combate ao súbito crescimento da violência e do ódio direccionado aos judeus."
A verdade é que hoje em dia já se ouvem em comícios palavras de ordem como "Judeus para as câmaras de gás" e "Morte aos judeus."Para além disso, têm-se visto bombas atiradas contra sinagogas e negócios pertencentes a judeus têm sido constantemente vandalizados.

Shalom, Israel!

QUER CONTRIBUIR PARA ESTE MINISTÉRIO?
Se desejar contribuir com alguma oferta para encorajar o nosso ministério, ficaremos imensamente reconhecidos!

Para fazer qualquer contribuição, pode usar o sistema mundial de transferências "paypal", completamente seguro, bastando para tal clicar no pequeno rectângulo na coluna à direita onde diz "Doar", logo abaixo do anúncio dos DVDs. Obrigado!

Sem comentários: