quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Por odiar Iehouah é que pessoas odeiam os judeus.






quarta-feira, fevereiro 25, 2015


POR QUE TANTOS ODEIAM TANTO OS JUDEUS?

O ódio aos judeus é tão antigo quanto a sua própria existência. Mas por quê tanto ódio, em tantos países e em tantas ocasiões da História? 

Entre os anos 250 d.C. e 1948 - um período de 1.700 anos - os judeus experimentaram mais de 80 expulsões de vários países europeus, uma média de uma expulsão a cada 21 anos. 
Os judeus foram neste período expulsos da Inglaterra, França, Áustria, Alemanha, Lituânia, Espanha, Portugal, Boémia, Morávia e outros 71 países.

Os historiadores têm classificado 6 explicações principais para o ódio aos judeus:

1 - ECONÓMICAS - "Odiamos os judeus porque eles possuem demasiado dinheiro e poder."
2 - POVO ELEITO - "Odiamos os judeus porque eles alegam arrogantemente serem o povo eleito."
3 - BODE EXPIATÓRIO - "Os judeus são um grupo conveniente para culpar dos nossos problemas."
4 - DEICIDAS - "Odiamos os judeus porque eles mataram Jesus."
5 - FORASTEIROS - "Odiamos os judeus porque eles são diferentes de nós."
6 - TEORIA RACIAL - "Odiamos os judeus porque eles são uma raça inferior."

Ao examinarmos estas explicações, temos de nos interrogar: são elas as causas do anti-semitismo, ou, pelo contrário, as desculpas para o anti-semitismo? 

A diferença é que se removermos as causas, o anti-semitismo desapareceria. E é exactamente por essa contradição que a verdadeira razão do ódio não tem a ver com as causas, mas sim com as desculpas.Vejamos algumas delas:

1 - ECONÓMICAS - Os judeus da Polónia e da Rússia dos séculos 17 ao 20 eram extremamente pobres, não tinham influência, mas eram mesmo assim pobres. E muitos milhares de judeus expulsos da Espanha e de Portugal só levaram a roupa do corpo.

2 - POVO ELEITO - No final do século 19, os judeus da Alemanha recusaram a ideia de "eleição." Começaram a assimilar-se com o povo. Mesmo assim, foi lá que se iniciou o Holocausto...
Tanto os cristãos como os muçulmanos professam ser o "povo eleito", mas ninguém os persegue por isso.

3 - BODE EXPIATÓRIO - Para se ser um "bode expiatório", é preciso ser-se já odiado. O anti-semitismo faz dos judeus um alvo preferencial e de conveniência. 

4 - DEICIDAS - A Bíblia relata que quem matou Jesus na cruz foram os romanos, ainda que os judeus sejam acusados de cúmplices. É interessante que essa acusação feita aos judeus surgiu séculos depois. Como é que é possível pela lógica perseguirem-se os cúmplices e não os autores materiais do crime? O próprio Messias Jesus pediu ao Pai que perdoasse os Seus carrascos - judeus e romanos. Foi só em 1963, após o Segundo Concílio do Vaticano, que a Igreja Católica Romana decidiu exonerar os judeus desta "culpa."

5 - FORASTEIROS - Com o Iluminismo do final do século 18, muitos judeus tentaram assimilar-se. O anti-semitismo deveria então ter parado por aí. Só que, pelo contrário, com o surgimento dos nazis veio o clamor: "Nós vos odiamos, não por vocês serem diferentes, mas por tentarem ser como nós! Não podemos permitir que vocês infectem a raça ariana com os vossos genes inferiores."

6 - TEORIA RACIAL - O problema contraditório desta teoria é que os judeus não são verdadeiramente uma raça. Qualquer um pode tornar-se judeu. E muitos membros de todas as raças, credo e cor têm-no feito numa ou noutra ocasião. 

Todos os outros grupos que são odiados são-no por uma razão específica. Com os judeus, no entanto, dão-se as maiores contradições: são odiados por serem preguiçosos e raça inferior, mas ao mesmo tempo por dominarem a economia e quererem tomar conta do mundo. São odiados por tentarem manter uma certa separação cultural, familiar e religiosa, mas quando se tentam assimilar, são acusados de constituírem uma ameaça à pureza racial através dos casamentos mistos. Os judeus são simultaneamente vistos como pacíficos e conflituosos. Como capitalistas exploradores e como comunistas revolucionários. Imbuídos de uma mentalidade de "escolhidos", ao mesmo tempo que inferiorizados. 

Uma coisa é certa: não há razões válidas para se odiar os judeus. Talvez seja mais um problema de inveja e mesquinhez...
Um verdadeiro problema de raíz espiritual...

Shalom, Israel!



Sem comentários: