quinta-feira, 26 de março de 2015

UM MILHÃO DE MÃOS PARA QUÊ? MUITO ERRADO MANIPULAR SENTIMENTO DE MULTIDÕES PRA TOCAR FOGO NO PODER VIGENTE. QUE PAZ ERA ESSA? RACHAR JERUSALÉM PELA METADE, ROUBANDO QUASE NOVE MILHÕES DE PESSOAS E EXPONDO ELAS A UM GRUPO GUERRILHEIRO OU MILITARIZADO DE QUASE TRÊS MILHÕES, TODOS OBRIGADOS A ESTAR DISPOSTOS A SEREM KAMIKAZES?


Protesto contra Netanyahu reúne milhares de pessoas em Israel
Ao menos 25 mil pessoas protestaram neste sábado (7) em Tel-Aviv. Movimento pede mudança nas próximas eleições gerais.
07/03/2015 19h41 - Atualizado em 07/03/2015 19h41
France Presse
Da France Presse
Israelenses protestam em Tel-Aviv por mudanças governamentais (Foto: REUTERS/Amir Cohen)
Israelenses protestam em Tel-Aviv por mudanças governamentais (Foto: REUTERS/Amir Cohen)
Ao menos 25 mil pessoas protestaram neste sábado (7) contra o primeiro-ministro deIsraelBenjamin Netanyahu, em Tel-Aviv, exigindo mudança nas próximas eleições gerais, previstas para 17 de março.
A manifestação - que reuniu 50 mil pessoas segundo seus organizadores e 25 mil de acordo com a polícia - foi a maior desde o início da campanha eleitoral, segundo a ONG "Um milhão de mãos", que trabalha por um acordo de paz com os palestinos com base na convivência de dois Estados e os dois povos.
O protesto ocorreu na Praça Yitzhak Rabin, no centro de Tel-Aviv, onde o ex-premier foi assassinado em 1995 durante uma manifestação de paz.
"É uma demonstração de força dos cidadãos israelenses que exigem uma mudança política, um acordo de paz. O governo atual falhou em seu plano econômico e social e não trouxe qualquer progresso na segurança. O país está em pane", disse Dror Ben Ami, um dos organizadores do protesto, à agência de notícias AFP.
"Nós esperamos a volta da direita, apesar de ela não ser a mesma coisa do passado", destacou Ben Ami.
Mundo
versão clássica
Globo © 2001-2014
princípios editoriais