terça-feira, 28 de abril de 2015

Infelizmente, a hipocrisia e dissimulação é característica dominante das lideranças internacionais. Ei; Bam Kimon: Você faria o quê no lugar de Israel?




Links de acessibilidade
Ir para o conteúdo
Accessibility Help
Entrar

Navegação na BBC
Menu



Portuguese navigation Seções




ONU responsabiliza Israel por ataques a abrigos em Gaza

27 abril 2015Compartilhar
Conflito mais recente entre israelenses e palestinos em Gaza durou 50 dias

Ao menos 44 palestinos foram mortos por "ações israelenses" em abrigos montados em sete escolas da ONU nos conflitos mais recentes na Faixa de Gaza, segundo uma investigação realizada pelas Nações Unidas.

O secretário-geral da organização, Ban Ki-moon, disse deplorar as mortes e destacou que as instalações da ONU deveriam ser "invioláveis".

O relatório também concluiu que três escolas foram usadas por militantes palestinos para armazenar armas e que, ao menos em duas ocasiões, elas foram usadas para realizar disparos.

Leia mais: Análise: Vitória de Netanyahu ofusca perspectiva de acordo de paz

Leia mais: Economia ofusca questão palestina em eleição israelense

O conflito durou 50 dias e deixou mais de 2.260 vítimas.

Ao menos 2.189 delas eram palestinas, incluindo 1.486 civis, de acordo com a ONU. Do lado israelense, 67 soldados e seis civis foram mortos.
Investigação independenteAtaques promovidos por Israel a escolas da ONU deixaram 44 vítimas

Em novembro, Ban Ki-moon havia anunciado que uma investigação independente analisaria os dez incidentes registrados em escolas administradas pela agência da ONU para refugiados palestinos, a UNRWA, entre 8 de julho e 26 de agosto de 2014.

Tanto Israel quanto o grupo militante Hamas, que domina Gaza, disseram que cooperariam com o levantamento, liderado pelo general alemão aposentado Patrick Cammaert.

O relatório completo da investigação, com 207 páginas, não será divulgado, mas a ONU publicou um resumo nesta segunda-feira.

Leia mais: Por que gera tanto conflito chamar de 'genocídio' o massacre de armênios?

Em um incidente, uma escola para meninas foi atingida por morteiros disparados pelo Exército de Israel. Outra instituição do mesmo tipo foi alvejada por munição usada contra tanques de guerra. Uma terceira escola foi atingida por um míssil.

Em uma quarta escola, diz o relatório, "nenhum alerta foi dado pelo governo israelense antes do disparo de projéteis de 155mm altamente explosivos contra a escola e área ao seu redor".

"É algo muito grave que as pessoas que buscavam proteção e abrigo nestes locais tenham tido suas esperanças e confiança violadas", disse Ban Ki-moon em uma carta que acompanha o resumo.
PerplexidadeSecretário-geral da ONU, Ban Ki-moon disse que fará tudo para incidentes não se repitam

Ele também manifestou perplexidade diante do fato de que grupos palestinos tenham colocado as escolas da ONU em risco ao usá-las para esconder armas.

O relatório concluiu que armas foram armazenadas em três escolas, apesar de elas não estarem sendo usadas como abrigos na ocasião. A investigação também indicou que militantes provavelmente realizaram disparos de duas delas, o que Ban Ki-moon considerou inaceitável.

"Instalações da ONU são invioláveis e deveriam ser locais seguros, especialmente em situações de conflito", ele alertou.

Leia mais: Soldado confirma participação da Rússia em conflito na Ucrânia

"Trabalharei com todos os envolvidos e não pouparei esforços para que isso não se repita."

Um porta-voz do ministério de Relações Exteriores israelense, Emmanuel Nahshon, alegou que "todos os incidentes atribuidos a Israel já foram alvo de análises aprofundadas, e investigações criminais foram iniciadas nos casos relevantes".

"Israel se esforça ao máximo para evitar danos a locais delicados, diante de grupos terroristas que estão comprometidos não só a ter civis israelenses como alvos, mas também a usar civis palestinos e instalações da ONU como escudos para suas atividades terroristas."

O Hamas e a Autoridade Palestina não comentaram o assunto.

Compartilhar Sobre compartilhar
Email
Facebook
Twitter
Google+
WhatsApp
LinkedinVoltar ao topo

Notícias relacionadas

Israel lança 1º ataque a Gaza desde cessar-fogo
19 dezembro 2014

Premiê de Israel busca força nas urnas com eleição antecipada
2 dezembro 2014

Quatro meses após fim da ofensiva de Israel, Gaza respira caos e desesperança
27 dezembro 2014

Lei de 'Estado-nação judaico' divide sociedade israelense
26 novembro 2014

10 perguntas para entender o conflito entre israelenses e palestinos
29 setembro 2014


Destaques e Análises

O primeiro condenado à morte no Brasil republicano


Câmeras em time-lapse revelam vida secreta dos pinguins


Moratória de execuções cria angústia e superlotação em corredor da morte na Califórnia


'Vi mulher dar à luz na rua', diz brasileiro no Nepal


Haiti aposta em ex-refúgios piratas para estimular turismo


Praia, massagem e ecstasy: por que mercado das drogas prospera na Indonésia?


E eles? Caso MC Melody ofusca 'erotização de meninos' no funk


A ciência da batata frita perfeita


Marta concorre a jogadora do ano em prêmio da BBC; vote


Mais lidas

1A ciência da batata frita perfeita
2Conheça história do primeiro condenado à morte no Brasil republicano
3Terremoto afetou 8 milhões, mais de um quarto da populaçao do Nepal, diz ONU
4E eles? Caso MC Melody ofusca erotização de meninos no funk
5Brasileiro 'não tem mais direito a recurso' na Indonésia
6Brasileiro no corredor da morte vê execução como 'mentira', dizem parentes
7Quem são os 9 presos a serem executados na Indonésia
8Praia, massagem e ecstasy: por que mercado das drogas prospera na Indonésia
9Terremoto no Nepal deixa patrimônio histórico destruído; veja antes e depois
10Moratória de execuções cria angústia e superlotação em corredor da morte na Califórnia

Ads by Google

Fique Rico com Dividendos

Saiba Já Como Selecionar Ações que Pagam Bons Dividendos na Bolsa

empiricus.com.br/Bons_Dividendos

Sem Parar - Adquira Já

Sem Parar com Adesão Zero, Frete Grátis e Ingresso para Cinema

semparar.com.br/AdesaoZero

Android ficando lento?

Atualizar imediatamente! 100% Gratuito.

APUS Launcher-Pequeno Impulsor

Portuguese navigationSeções


Navegação na BBC

News
Sport
Weather
Radio

Termos de uso
Sobre a BBC
Privacidade
Cookies
Accessibility Help
Parental Guidance
Contate a BBC
Further InformationCopyright © 2015 BBC. A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de outros sites. Leia mais sobre nossa política para links externos