quinta-feira, 16 de abril de 2015

O patriarca latino de Jerusalém Fouad Twal, que também estava presente na reunião, acrescentou que as comunidades cristãs do Oriente Médio estão sob grave ameaça e há pouco clamor internacional. “Há uma grande ameaça para as comunidades cristãs no Oriente Médio. No entanto, há um silêncio constrangedor sobre cristãos sendo crucificados, decapitados, apedrejados e baleados em um país após o outro”, lamentou. “Nós devemos lamentar o massacre de cristãos na presença da indiferença dos líderes mundiais. Esperamos e oramos para que Deus dê a paz aos nossos povos no Oriente Médio, e em todo o mundo”, disse o patriarca latino.


Voltar ao topo