quinta-feira, 2 de abril de 2015

Seu interesse era mesmo roubar uma antiguidade e com qual finalidade?


LADRÃO DE ANTIGUIDADES TENTA ROUBAR A PITONISA DE ENDOR DEPOIS DE 3000 ANOS

Diretor do Cafetorah
Ontêm durante a noite, e bem próximo da Festa de Pessach, a Polícia de Israel e os Fiscais da Autoridade de Antiguidades de Israel puseram as mãos em um ladrão de antiguidades em série.
Ele estava escavando justamente na região junto a Montanha de Moré na Baixa Galiléia, no local há um sistema de aqueduto subterrâneo que leva a uma fonte, conhecida pelos arqueólogos como a Endor em português, em Hebraico Ein Dor - עין דור - ou seja, o local onde vivia a Pitonisa de Endor, a feiticera que o Rei Saul havia procurado quando o Espírito de Adonai o havia abandonado.
Ainda segundo os investigadores, o ladrão que têm por volta de 50 anos, estava bem equipado com ferramentas para escavar com facilidade e estava tentando chegar a um depósito subterrâneo que provavelmente continha uma grande quantidade de artefatos da antiguidade.
Endor é conhecida na Bíblica como o local da Pitonisa, uma feiticeira consultada pelo rei Saul, mas os arqueólogos e historiadores afirma que o local que era habitado desde a época dos cananeus, continuou a ser habitado em todo período israelita e até mesmo era habitado durante o período romano, sendo assim, os dados que o ladrão de antiguidades poderia causar no local poderiam ser totalmente irreparáveis, apagando milhares de anos da história do local.
Além deste roubo, o ladrão que foi preso já havia sido preso anteriormente e estava sendo processado pela justiça de Israel pela tentativa de roubar em Tel Arbel, um sítio arqueológico no Penhasco do Monte Arbel, junto as márgens do Mar da Galileia.

Facebook comments