segunda-feira, 20 de abril de 2015

Super Hospital Subterrâneo Israelense. Sionismo e Sionistas Significam Isso e Aquilo


smaller_textlarger_text
Um hospital de emergência com duas mil camas, foi concebido na cidade de Haifa, uma estrutura sem paralelo no mundo inteiro.
A necessidade de conceber um complexo fortificado tornou-se evidente durante a guerra de 2006, quando milhares de mísseis foram disparados contra o norte de Israel pelas milícias do Hezbollah.
Um grande número de mísseis atingiu as imediações do Hospital Rambam de Haifa, enquanto as equipas médicas continuavam a tratar dos feridos.
Preparado para resistir a ataques convencionais e não convencionais, projetado num parque subterrâneo, este hospital de emergência pode, em tempo de paz, pode servir de parque de estacionamento, com mil e quinhentos lugares.
A opção conversível é uma contingência inevitável, numa cidade onde todo o espaço é pouco, explicou Michael Halberthal, diretor do Campus Hospitalar de Rambam:
“Instalar um hospital subterrâneo é um desperdício de área utilizável e de recursos, por isso decidimos construir algo também muito necessário num hospital – um parque de estacionamento subterrâneo. Neste caso, trata-se de um espaço que pode ser convertido, em caso de emergência, no maior hospital subterrâneo do mundo.”
Segundo os responsáveis deste hospital, em 72 horas o parque de estacionamento pode ser convertido num hospital inteiramente operacional, com todos os serviços, inclusivé os de oncologia, diálises e maternidade.
No simulacro que fez a inauguraçâo do espaço e testou uma situaçâo de emergência, participaram também falsos feridos.
O coronel na reserva Amal Maadi, responsável pela unidade militar do hospital, sublinhou a importância de garantir aos pacientes um lugar seguro:
“Este lugar é muito importante, pois os pacientes podem ser atendidos sem receio dos bombardeamentos. A população pode assim sentir-se mais segura, sabendo que pode ser atendida por profissionais num lugar protegido”.
Anunciada em 2012, a construção deste parque de estacionamento conversível foi um grande desafio técnico, sobretudo porque foi necessário retirar milhões de litros de água.
O novo parque de estacionamento do hospital de Haifa será aberto ao público em maio próximo.
Mais informação sobre