segunda-feira, 4 de maio de 2015

A comunidade etíope foi resgatada de um palco de horrores, porém uma vez em Israel devem contar com a mesma primazia de qualquer cidadão judeu israelense. Mas o governo não trabalha só, portanto; se manca "rabinatos"


MUNDO
Israel admite erros na relação com sua comunidade etíope

Presidente Reuven Rivlin afirma que protestos violentos em Tel Aviv "expõem ferida aberta no coração da sociedade isralense". Cerca de 135 mil judeus etíopes vivem no país e reclamam de racismo e falta de oportunidades.



O presidente de Israel, Reuven Rivlin, afirmou nesta segunda-feira (04/05) que o país cometeu erros ao lidar com a comunidade de judeus de origem etíope, que se envolveu em protestos violentos em Tel Aviv no dia anterior.

"Cometemos erros. Não olhamos, não ouvimos o suficiente", declarou Rivlin após milhares de judeus etíopes irem às ruas em protestos contra a disriminação e a violência policial. Os protestos "expuseram uma ferida aberta no coração da sociedade israelense", e o país precisa responder às reclamações, disse o presidente.

Neste domingo, os manifestantes bloquearam uma via importante, atiraram pedras e garrafas contra policiais e viraram uma viatura policial. A multidão foi dispersada com gás lacrimogêneo e canhões de água. Mais de 60 pessoas ficaram feridas, a maioria policiais, e 43 manifestantes foram presos, afirmou a polícia nesta segunda-feira.


Rivlin: "Não somos estranhos, somos irmãos"

A gota d'água para o protesto foram imagens reveladas na última semana, em que se via um etíope-israelense num uniforme do Exército sendo agredido por policiais. A manifestação de domingo foi a segunda em poucos dias, e os protestos devem continuar.

"Não somos estranhos, somos irmãos. E não precisamos regredir a um ponto do qual todos vamos nos arrepender", disse Rivlin. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pretende se reunir com representantes da comunidade etíope nesta segunda-feira, na tentativa de acalmar as tensões.

Os judeus etíopes começaram a migrar para Israel há três décadas. Cerca de 135 mil etíopes-israelenses vivem hoje no país, que tem 7 milhões de habitantes. A integração deles é problemática. Muitos têm um baixo nível de escolaridade e acabam desempregados e na pobreza. Eles reclamam de racismo, falta de oportunidades, pobreza endêmica e violência policial rotineira.

Os judeus de origem etíope afirmam ser descendentes da Tribo de Dã, uma das 12 tribos do antigo povo de Israel, segundo a tradição judaica. Eles permaneceram isolados por mais de mil anos e só tardiamente foram reconhecidos como membros da fé judaica pelas autoridades religiosas de Israel.

A decisão levou à organização de duas operações secretas de transporte aéreo, uma nos anos 1980 e a outra nos 1990, para salvar grandes grupos de judeus etíopes da fome e da guerra civil. Cerca de 80 mil migraram para Israel.

LPF/ap/afp/lusa



O MÊS DE MAIO EM IMAGENS
70 anos da libertação de Dachau

Presos e mortos em Dachau são homenageados em solenidade por líderes, sobreviventes e americanos que participaram da liberação do campo de concentração. Representantes da sociedade alertam sobre aumento da discriminação. (03/05)
1234


MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO


Israel lembra vítimas do Holocausto

Em todo o país são observados dois minutos de silêncio pelo Dia em Memória do Holocausto e pelos 70 anos da libertação dos judeus dos campos de concentração. Netanyahu compara Irã à Alemanha nazista. (16.04.2015)


Opinião: Antissemitismo é vergonha para a Europa

Universidade de Tel Aviv alerta sobre crescente ódio aos judeus, que se sentem cada vez mais ameaçados no continente. É preciso mais esclarecimento para cortar o mal pela raiz, opina o articulista Bernd Riegert. (16.04.2015)


Ataques antissemitas aumentam, afirmam pesquisadores israelenses

Estudo da Universidade de Tel Aviv registra aumento de 38% no número de ataques a judeus de 2013 para 2014. Situação é particularmente alarmante na Europa Ocidental. (16.04.2015)


HRW denuncia trabalho infantil na Cisjordânia

Human Rights Watch acusa agricultores israelenses de empregarem crianças palestinas. Organização de defesa dos direitos humanos aponta política de assentamentos israelenses como culpada pelo problema. (13.04.2015)


O mês de maio em imagens


Data 04.05.2015
Assuntos relacionados Israel, Palestina
Palavras-chave Israel, Tel Aviv, judeus etíopes, protesto
Compartilhar Facebook Twitter google+Mais
Feedback : Comentário
Imprimir Imprimir a página
Link permanente http://dw.de/p/1FJeu

CONTEÚDO RELACIONADO

Duas escritoras entre Berlim e Israel 30.04.2015

De um lado, a israelense Lizzie Doron, que viu na Alemanha o local ideal para o seu trabalho. Do outro, a alemã Sarah Stricker, que escolheu seguir carreira em Tel Aviv.


Ataques antissemitas aumentam, afirmam pesquisadores israelenses 16.04.2015

Estudo da Universidade de Tel Aviv registra aumento de 38% no número de ataques a judeus de 2013 para 2014. Situação é particularmente alarmante na Europa Ocidental.


Opinião: Antissemitismo é vergonha para a Europa 16.04.2015

Universidade de Tel Aviv alerta sobre crescente ódio aos judeus, que se sentem cada vez mais ameaçados no continente. É preciso mais esclarecimento para cortar o mal pela raiz, opina o articulista Bernd Riegert.


Data 04.05.2015
Assuntos relacionados Israel,Palestina
Palavras-chave Israel, Tel Aviv,judeus etíopes, protesto
Compartilhar FacebookTwitter google+ Mais
Envie seu comentário!
Imprimir Imprimir a página
Link permanentehttp://dw.de/p/1FJeu

PÁGINA INICIAL

Polícia do Texas mata atiradores em exposição de caricaturas de Maomé


Israel admite erros na relação com sua comunidade etíope


Reféns do Boko Haram relatam horrores do cativeiro


Alemanha trata paciente com suspeita de ebola


Nepal resgata quatro sobreviventes entre escombros


Cerimônia lembra 70 anos de libertação de Dachau


GALERIAS DE FOTOS

A arte e os horrores de Auschwitz

Exposição mostra a obra de artistas que sobreviveram aos campos de concentração nazistas.


Os mais belos parques nacionais da Alemanha

País tem vários parques nacionais espalhados pelo seu território.


Dez expressões curiosas em alemão

Algumas vezes até o mais rigoroso dos idiomas se desvia de suas raízes literais.


Dez motivos para visitar a Baviera

O estado no sul da Alemanha é o destino turístico favorito no país. A cada ano são cerca de 7,5 milhões de pessoas.


Castelos e palácios da Alemanha

No final da Idade Média, a nobreza deixou de erguer burgos e passou a construir castelos e palácios.


Os burgos mais charmosos da Alemanha

Construções são bem mais antigas e fortificadas que os palácios.


MAIS GALERIAS

Stonehenge "oculto"


A moda na Oktoberfest


Praias urbanas


Alemão divertido


Espiões da Stasi


Passeio pelo Mosela




NOTÍCIAS
Política
Economia
Cultura e Estilo
Meio Ambiente
Ciência e Tecnologia
Esporte

Destaques de A a Z
MEDIATECA
Ao vivo
Todo o conteúdo
PROGRAMAS
África
Emissões
Contraste
Learning by Ear
Especiais
Podcasting
Frequências
Quem somos
TV
APRENDER ALEMÃO
Cursos de alemão
Deutsch XXL
Community D
Deutsch unterrichten
EXPLORE A DW
DW no Celular
Newsletters
Podcasts
RSS

© 2015 Deutsche Welle | Proteção de dados | Expediente | Contato