sábado, 8 de agosto de 2015

Brasil dominado por um governo criminoso, pró terroristas e incompetente, pratica antissemitismo e perseguição pública contra brasileiros e israelenses ao negar que a cidadania dos nascidos em Jerusalém seja de Israel. Pior governo do Brasil, sobre maior reprovação, mantido por máfias nacionais e esteangeiras, corrupto ao extremo, populista manipulador de multidões e agenciador de oportunistas descarados, este é o medíocre e prejudicial governo que os brasileiros estão permitindo no poder! Acorda Brasil! Desperta Nação! Age!


Sputnik Brasil
versões regionais
EntrarCadastrar-se03:47 08 AGOSTO 2015


CAPA
BRASIL
MUNDO
SOCIEDADE
DEFESA
OPINIÃO
MULTIMÍDIA
RÁDIO
AGORA NO AR




BUSCA



Questão dos passaportes separa Brasil e Israel
© AFP 2015/ THOMAS COEX
BRASIL
20:25 07.08.2015(atualizado 21:18 07.08.2015) URL curta
4552101
Milhares de brasileiros que vivem em Jerusalém ficaram surpresos com a decisão da Embaixada do Brasil em Tel-Aviv de suprimir na emissão de passaportes a denominação do país (Israel) junto à palavra Jerusalém. Seria, segundo eles, o não reconhecimento à soberania israelense sobre a cidade-santa.



Segundo relato da jornalista Daniela Kresch para o jornal Folha de São Paulo, a decisão do Brasil acompanha a mesma medida tomada por Estados Unidos, Canadá e França, que não reconhecem a soberania de Israel sobre Jerusalém. Para os naturais deste país, Jerusalém – a cidade sagrada para judeus, muçulmanos e cristãos – é a capital de Israel.



© AFP 2015/ NELSON ALMEIDA
Próximo embaixador de Israel no Brasil poderá fazer lembrar questão do “anão diplomático”Editor da publicação digital Rua Judaica e Cônsul Honorário de Israel no Rio de Janeiro, o jornalista Osias Wurman não concorda com a atitude da Embaixada brasileira:



“Eu considero uma iniciativa equivocada, tomada em 2014 no calor da guerra do Governo de Israel contra a organização terrorista Hamas na Palestina, em que houve até o chamamento do embaixador brasileiro a Brasília pela Presidenta Dilma Rousseff. Foi o período em que também aconteceu o episódio em que o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel chamou o Brasil de ‘anão diplomático’. Mas tudo isso está superado.”

Segundo a jornalista Daniela Kresch, “o setor consular da Embaixada brasileira emite uma média de 60 passaportes de brasileiros jerusalemitas, cerca de 5% dos passaportes emitidos em favor de 1.200 brasileiros que vivem em todo o Estado de Israel. Este volume e o histórico de relacionamento com o Brasil levam o Cônsul Honorário Osias Wurman a criticar a decisão das autoridades brasileiras:

“É uma decisão tão equivocada esta de suprimir o nome de Israel ao lado de Jerusalém que, nos 67 anos de existência de Israel, durante 66 anos a denominação “Jerusalém/Israel” foi rigorosamente observada e cumprida sem qualquer problema. Ou seja, o inverso do que está acontecendo atualmente. Mas a minha opinião é de que o sistema anterior deve continuar, para alegria e satisfação dos brasileiros que vivem em Jerusalém.”


101


Tags:
relações bilaterais, Daniela Kresch, Jerusalém, Israel, Brasil
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NO SPUTNIK


EM FOCO

OSCE não viu material blindado russo cruzando fronteira da UcrâniaNenhum material blindado, armamentos ou pessoas armadas cruzou a fronteira russo-ucraniana durante quase um ano de observações, disse Paul Picard, chefe da missão de monitoramento da OSCE instalada nos pontos fronteiriços de Donetsk (cidade homônima situada na Rússia) e Gukovo, citado por RT.
01298

Especialista: EUA protegem a Guiana contra direitos da Venezuela sobre EssequiboA União de Nações Sul-Americanas (Unasul) vai realizar este mês uma reunião extraordinária para tentar mediar um entendimento na crise entre a Venezuela e a Guiana pela disputa de fronteiras sobre o território de 160 mil km2 de Essequibo. O especialista Rafael Araújo comenta a contenda, com exclusividade para a Sputnik Brasil.
4574

Com Mistral sem sair do porto, França enfrenta maiores despesasO reequipamento de dois porta-helicópteros da classe Mistral que a França não conseguiu entregar à Rússia vai ser um processo muito caro, disse o jornal francês Les Echos.
71190

Novo canal de Suez completa a Rota da Seda chinesaO projeto do novo canal de Suez, inaugurado em 6 de agosto de 2015 na cidade egípcia de Ismailia, conjugado com iniciativas de novas Rotas da Seda chinesas, servirá como forte incentivo para a cooperação sino-egípcia e beneficiará toda a região e o mundo.
0846

Especialista chinês: Nova lei de cibersegurança é base para uma potência digitalUm novo projeto de lei tramitado na China não só cria a base jurídica de cibersegurança, senão também para uma potência digital.
2446

Irã tenta persuadir Turquia a unir esforços no combate ao terrorismoDepois de Ancara, o chanceler iraniano visitará Moscou.
0575

NOTÍCIAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
MAIS LIDAS
MAIS DISCUTIDO

01:36Estado Islâmico executou mais de 2 mil pessoas na cidade iraquiana de Mossul
23:59Eólicas já alcançam capacidade de 7 GW no Brasil
22:30Forças Armadas destacarão 38 mil militares para a segurança dos Jogos Olímpicos
21:26Eleições primárias na Argentina vão medir a força de Cristina Kirchner
20:25Questão dos passaportes separa Brasil e IsraelTodas as notícias

MULTIMÍDIA
FOTOS
VÍDEOS
INFOGRÁFICOS

Cerimônia de abertura da nova via do Canal de Suez na cidade egípcia de Ismailia


SIGA O SPUTNIK
FACEBOOK
TWITTER



NOTÍCIASBrasilMundoSociedade
Ciência e tecnologia
Cultura
Esportes
Mundo insólitoDefesaOPINIÃOMULTIMÍDIAFotosVídeosInfográficosRÁDIOProgramasEntrevistasOnde nos ouvirSPUTNIKQuem somosAplicativo móvelTermos de UsoContato
© 2015 Sputnik
A rede Sputnik foi registrada no Serviço Federal de Supervisão na área das Tecnologias de Informação e Meios de Comunicação Social (Roskomnadzor) em 17 de novembro de 2014. Certificado de registro EL № FC77-59867. O site pode incluir matérias com classificação 18+

×
Sputnik NewsSputnikFREE - In Google PlayVIEW



Leia mais: http://br.sputniknews.com/brasil/20150807/1799508.html#ixzz3iChsqsB0