sábado, 15 de agosto de 2015

“Deus” do grego “Zeus” cujas declinações:ό Zεύ – Ó Zeuώ Ζεσς- Pronúncia “ZEUS”, será que os mestres evangélicos não vão alerta o seu povo sobre o nome Deus, que é o mesmo que Zeus. o nome próprio do Todo-Poderoso em hebraico e que não se traduz, é somente IEHOUAH também escrito YEHOWAH.


14/08/2015 Pastor Jubiratan Rosh Eliiah
“Deus” do grego “Zeus” cujas declinações:ό Zεύ – Ó Zeuώ Ζεσς- Pronúncia “ZEUS”, será que os mestres evangélicos não vão alerta o seu povo sobre o nome Deus, que é o mesmo que Zeus. o nome próprio do Todo-Poderoso em hebraico e que não se traduz, é somente IEHOUAH também escrito YEHOWAH.
Iehouah יהוה Elohim Adonai em Defesas Hebraístas Primevas - Um dos Recomeços Endereçados ao Grande Despertar
YHWH Expressão como Lê-se Iehouah deve Ler como direita para esquerda:- יהוה – YHWH ' (iud) ה (H(r)ê) ו (Vau) ה (H(r)ê).O Nome do Eterno nas Escrituras Hebraicas, o Tetragrama, lê-se pelos judeus como “Há’Shem(i)”. Este é o som que recomendamos para as leituras públicas e diálogos verbais. Pronunciando o “Há” como o fonema da palavra “Razão” e o “Shem” do verbo chegar e uma menção tão leve da vogal “I” a ponto do fonema dela confundir-se com a vogal “E” Há’Shem(i)(Rachem(i), que traduzido para português quer dizer “O Nome” é atribuída a יהוה Iehouah daquele que no universo ilimitado do puro hebraísmo é o Absoluto, o Criador e de Eternidade a Eternidade a Causa Causadora, O Ser Eternissímo, bem como o Único Princípio Eternizante, nosso Pai Celestial, o Eterno.Entre Judeus e Hebraístas é comum mencionar e registrar “Há’Shem” diante da ocorrência do Tetragrama, ainda que muitos prefiram mencioná-lo como Eterno ou outro título de grandeza. Nisto, elogiamos e concordamos com nossos conterrâneos mestres, estudantes e apreciadores. Entretanto, Há’Shem é mencionado há mais de cinco mil anos.Já no que diz respeito ao uso dos Nomes: Javé, Jeová ou outros iniciados com a consoante “J”, advertimos que são deturpações abusivas dos sons originais. Cabe-nos recordar aos interessados que “Je” e “Ja” não eram fonemas no hebraico original, inclusive em todos os nomes citados na bíblia ou outras fontes. “Javé”, pelas respectivas razões literárias, fonéticas e morfo - lingüísticas é estranho ao mundo Hebraico.Adjetivos usados nos respectivos idiomas como, por exemplo: Senhor, Eterno, Absoluto, é permitido usar, desde que não se choquem com a cultura hebraica e não se torne uma substituição definitiva para o Tetragrama.Em relação ao termo “Deus”, convidamos ao estudante das Escrituras a exercer o Máximo da sua atenção espiritual, e mesmo a orar para ampliar a pureza de suas motivações e intenções. Eis o que é digno de tão séria meditação e dedicação:“Deus” do grego “Zeus” cujas declinações:ό Zεύ – Ó Zeuώ Ζεσς- Pronúncia “ZEUS” o mesmo que “Iupiter” para os Romanos.Δίος- DíosΔιί-DiíΔία – Dia- 4 -Da palavra “Zeus” surgiu Théos em grego θέος, que em latim é o mesmo que Júpiter. A palavra “Teologia” surgiu desta raiz pagã, que significa o “Estudo de Deus”, ou seja, “Estudo de Zeus”.A partir destas declinações anteriormente descritas surgiram palavras latinas como “Deus” dentre muitas outras da mesma natureza. É óbvio que houve uma evolução da língua grega, e alguém o denominou foneticamente por esse nome a partir do egípcio antigo “Zeuth”. Vemos claramente que as formas do sincretismo são muito antigas. Querer justificar que “Zeus” ou “Deus” é o mesmo que Pai dos Céus, e que por isso, não é errado usar esta palavra, é o mesmo que dizer, que na índia, usar o termo na Bíblia Sagrada “Shiva” Salvação dos céus está correto; ou referente a “Buda” considerar a utilização desse termo na “Bíblia” como “Deus” ou ser Poderoso; bem assim, Confúcio em outro País, e assim sucessivamente. Todos esses termos têm origem pagã representando os deuses ligados à adoração ao “Sol”.No Dicionário: “Deuses e Heróis da Antiguidade Clássica”, de Tassilo Orpheu Spalding (Cultrix Mec) do Ministério da Educação e Cultura, primeira Edição de 1974 pág., 169 a171 podemos observar que:“Júpiter ou Ζεσς (genitivo Δίος) πατήρ, em grego, que corresponde ao Sânscrito Diaus pitar e ao Latim Ju-ppter (Ju ou Iu-ppiter)”. Diaus significa céu ou luz do céu, (Igual ao sol) que, por sua vez, já indica o caráter desta antiga divindade indo-européia. Para os gregos e Romanos, Júpiter era filho de Saturno e Réia.O Nome indo-europeu deus ou Deus, que se encontra em Sânscrito, Lituano, antigo prussiano, velho Islandês, galês, Latim e Grego, significa brilhante, inseparável do vocábulo dia, Ζεσς em grego, dies em Latim”.Isso Transcreve claramente o que diz Isaias 14:12 a 14 “Como caíste dos céus, tu, o resplandecente, filho da alva! Como fostes cortado por terra tu que debilitava as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei aos céus, acima das estrelas de Elorrim e exaltarei o meu trono. E serei semelhante ao Altíssimo.”Como vemos a estrela da manhã “Brilhante” ou “Dia” se refere a Ζεσς ou Deus. O culto de Iúpiter ou Zeus graças ao helenismo, estendeu-se à vários povos e a varias línguas.O Hebraísmo do primeiro século combatia arduamente a maneira Helênica, pois se afastava completamente da “Torah”!... Os helênicos, nunca deixaram de adorar a “Zeus” ou “Deus” enquanto os que amam as Escrituras Hebraicas reconhecem somente Há’Shem. Por esse motivo, não usamos e não recomendamos esse termo fonético grego “Zeus” ou “Deus”.Por conseguinte, O “Hebraico” é o idioma primordial de toda esfera da vida. Neste idioma está codificada toda a “Criação” do Eterno. Seu nome está inserido no nome de YESHU"A, onde Ele se manifesta como Yeh; Eu Sou, Shua; Salvação. “Ehie Asher Ehie” ou O Grande “Eu Sou”; Aquele Que Causa Que Venha A Ser. Quanto à pronúncia, foi amplamente conhecida, enquanto existiu o Templo de Yeruschalayim. Sendo a tradição passada de pai para filho e de mestre para discípulo, com respeito e reverência aos nomes sagrados. Por este motivo, recomenda-se a expressão Há’Shem como melhor forma de preservar a Santidade de Seu Eterno “Nome”.n1-GLOSSÁRIO: Esta seção destina-se a propiciar uma rápida compreensão dos recursos utilizados na Tradução Peschita.1. Da transliteração:Dos fonemas iniciados com H, o som é de um H aspirado, como na palavra Há’Shem ou no artigo definido Há. Em ambos os casos, trata-se de um fonema similar ao do inicial da palavra razão. Já no término exprime um timbre acentuado como se fosse uma leve menção de “r“. No meio das palavras ocorre o som de “rr”- 7 -como na palavra carro. Haverá palavras em que o leitor notará o “r” ou “rr” sinalizado entre parênteses, colchetes, ou diretamente escrito no texto.Quanto ao “sh”, este é o som do “ch” como em “Shem” que pode ser pronunciado “Chem”. Tanto este ocorre nos textos como é substituído por “ch” ou ainda por “sch”. Por que “Sch”?- “Sch” pode ser simplesmente “ch” como também pode denotar um “s” que precede o “ch” exemplo é o caso de “Rêsch” que fica clara quando transcrita “Rêschi”No caso do “k”, “Hókmah”, kahal (Karral), Kohem ou T’seduk são palavras que contém o som do “k” como (Qui) Rôquima(r), (Ka) Karral, (C ) Corrém, e (K(i)) Tiseduk(i). Aplicamos diversas sinalizações para facilitar o entendimento da transliteração.O “w” geralmente exprime som de “v”, mas também pode ser da vogal “u”. O “y” tem função da vogal “i” e muitos outros casos são no próprio texto elucidados por sinalizações entre colchetes ou parênteses.Exemplos:A) T’sevaóh – Tisevaó(r); “ti” em portuguêsB) Li’shuóhth’k’ráh- Lischuó(r)ti’kirráC) “Ts” ou “Tz”- S, z ou tise, tizeConsiderando ser esta obra uma oportunidade de pesquisa e descobertas, que busca acima de tudo esclarecimento e elucidações básicas, recomendamos aos leitores interessados num amplo estudo para domínio do idioma hebraico a procura de instituições israelitas ou reconhecidas pelo Judaísmo. Os benefícios serão amplos e duradouros2. Do idioma Hebraico:Nesta tradução, o Hebraico é a única autoridade lingüística desde o Livro Bereschit(i) – Gênesis até Apocalipse – Revelação. O Aramaico é reconhecido e honrosamente apontado como dialeto do próprio do Hebraico, intimamente familiarizado com a estrutura deste. Aperfeiçoamentos futuros desta obra serão profundamente consolidados pelo aumento da compreensão do Universo Hebraísta.Argumentamos com estudiosos dedicados à uma aberta compreensão de todos os aspectos da vida humana que o Idioma Hebraico contém em sua estrutura fonética todos os idiomas falados pela raça humana, bem como todos os sons presentes nos reinos: Mineral, Vegetal, Animal e Espiritual.3. Das palavras:Alef- Primeira letra do Alfabeto HebraicoAvadon-Pai do cativeiro; alusão a Há’SatanAdam- Homem feitodeBarroAv = PaiAvinu = Pai Nosso/ Nosso PaiAba = Pai (aramaico)Ahaváh = AmorBen = FilhoBar= Filho ( Aramaico)Bináh= EntendimentoBaal’Zibul- Senhor dos impuros ou Senhor dos demôniosBiney = FilhosBeihth = CasaBeith Hamikdash- Casa SagradaB´rachá- BençãosChanuká-Festas das LuzesChomerim- Plural de Chomer quer dizer: “Pesado”Cohen- SacerdoteEts chain- Árvore daVidaIschi = HomemIschi schar = MulherRuach = Vento/Espírito/soproDaymon = Demônio(grego)Neféschi = Alma- 8 -Ketuvim = EscriturasKohém = SacerdoteGadol = Sumo/Mor/grão(superior)Navy = ProfetaNavyim = ProfetasNatziri=NazaréMele(r)h = Rei/ Melek/ Malak/MalkMalkuti = ReinoMykeveh= Mergulho, Batismo, Imergir.Kete(r)h = Coroa de reinadoH(R)ésedhi = MisericórdiaGuevuráh = RigorGa’bra- Em Genealogia Pai, Varão etc...Yarden-JordãoLehem ou lechem - PãoBináh = EntendimentoEmunah = Fé (somente no contexto judaico)Êmeth = Verdade ( somente no contexto judaico)Há/Ham = Artigo definido o/a ;preposição do(a) e ou ainda preposição “de”Lipekach- SupervisorKohanim-SacerdotesRuarh Ha’Kodesch= Espírito, “o Santo”Melarríms- AnjosMakulim- lugar para designar açougue cujo dono era gentio, mas cujo açougueiro era Judeu.(Alimento era puro de acordo com a Torah)Menra- Verbo, segundo os Hebreus é a expressão máxima da manifestação de Elohim, também é o mesmo que consolador e intercessor.Mikeveh-Imersão; BatismoMishpatim – JulgamentoMtisvá- MandamentoYiesha’eyáhu= IsaiasTalmidim- DiscípulosGuehinom= Termo utilizado para se referir tanto ao local de destruição final dos inimigos de Elohim, como também ao Reino de Há’Satan.Paruschs-FariseusGoyim ou Goim = Transliteração da palavra gentio, nações.Semichá- Autoridade rabínica dada por imposição de mãosSeder – Serviço do Jantar de PessachSanhedrim-SinédrioSuká- BarracaShofar- Corneta do chifre do carneiro (Trombeta)Talit- manto, Judeu se veste (Yeshua Usava o Talit)Taw- Última letra do alfabeto Hebraico.t’zeduks= SaduceusToráh = Lei/ PentateucoTeshuvah- RetornoTach’ti- Tido como nível mais baixo do Sheol, cujo lugar habita os anjos caídos. (Destruição final dos melarrim) Segunda Morte.Tsitsi- Parte do Talit, tem ligação espiritual com os mandamentos.Yteser Hará-Inclinação ao mal4. Da Bibliografia:As obras abaixo relacionadas, além de constarem na relação bibliográfica deste trabalho de pesquisa, são também um acervo de estudo que recomendamos para os que desejam aprofundar suas pesquisas bíblicas.PERSPICÁCIA PARA COMPRENDER LAS ESCRITURAS,1991, Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania. Vols. 1,2.- 9 -TRADUCCIÓN DEL NUEVO MUNDO DE LAS SANTAS ESCRITURAS, 1987, Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania.Papiro Ossirrinco Numero 1– (Mat 5:.49-52).Gramática Grega, S.J .FreireDicionário Das Mitologias Européias e Orientais, de Tassilo Orfpheu Spalding(Cultrix /Mec).Biblia Grega, Trinitarian Bible Society (Printed in the Netherlands).The Greek, New Testament (Third Edition, by the United Bible Societies) 1985.Peshita Inglesa, Dr. James S Trimm ( Firist Edition, Israel).Bíblia Sagrada, Novo Velho Testamento (Traduzida em Português pelo PadreJoão Ferreira de Almeida) Sociedade Bíblica do Brasil, 1955.Os Homens de Qumran, Florentino Garcia Martis e Julio Trebolle Barrera (Editora Vozes)Os Manuscritos do Mar Morto, G.Vermes (Editora Mercúrio, São Paulo)Dicionário: “ Deuses e Heróis da Antiguidade Clássica”, de Tassilo Orpheu Spalding(Cultrix Mec) do mnistério de Educação
POSTADO POR BENAIAH CABRAL BEN AVRAHAM LEIEHOUAH יהוה THE LIGER E PASTOR JUBIRATAN ROSH ELIIAH ÀS 23:39