terça-feira, 15 de setembro de 2015

Jeremias, 34:16 - mudastes, porém, e profanastes o meu nome ( I E H O U A H ), e fizestes voltar cada um o seu escravo, e cada um a sua escrava, que havíeis deixado ir livres à vontade deles; e os sujeitastes de novo à servidão. 17 - Portanto assim diz o Iehouah: Vós não me ouvistes a mim, para proclamardes a liberdade, cada um ao seu irmão, e cada um ao seu próximo. Eis, pois, que eu vos proclamo a liberdade, diz Iehouah, para a espada, para a peste e para a fome; e farei que sejais um espetáculo de terror a todos os reinos da terra.

Obcecada pelo Estado Islâmico, menina mata mãe após ver vídeos de decapitação

Ao lado do namorado, Lisa Borch, 15 anos, esfaqueou a mãe por mais de 15 vezes na casa onde moravam, na Dinamarca

iG São Paulo |  - Atualizada às
       
  •  
  •  
  •  
Lisa Borch, de 15 anos: ela planejava viajar para a Síria para se juntar ao grupo terrorista
Foto: Reprodução
Lisa Borch, de 15 anos: ela planejava viajar para a Síria para se juntar ao grupo terrorista
Com a ajuda do namorado, uma menina de 15 anos assassinou brutalmente a própria mãe em sua casa, na cidade rural de Kvisse, na Dinamarca. De acordo com a investigação, a garota estava obcecada pelo Estado Islâmico e praticou o crime após passar horas assistindo a vídeos de decapitação produzidos pelo grupo terrorista.
De acordo com a imprensa internacional, Lisa Borch assassinou a mãe, Tina Römer Holtegaard, com ao menos 20 facadas em outubro, em um período em que vinha assistindo aos vídeos das decapitações dos reféns David Haines e Alan Henning no You Tube. 
Integrante do Estado Islâmico se prepara para assassinar refém no Oriente: prática recorrente
Foto: Reprodução/Internet
Integrante do Estado Islâmico se prepara para assassinar refém no Oriente: prática recorrente
Lisa alegou inocência na época do assassinato. Logo depois do crime, ela chamou a polícia em tom de voz desesperado, dizendo haver sangue em toda parte, e garantindo ter ouvido "a mãe gritar e, quando olhei pela janela, vi um homem branco correndo para longe". 
A investigação, no entanto, começou a derrubar sua versão tão logo a apuração do caso foi iniciada, quando os policiais foram à casa da vítima e encontraram a adolescente brincando tranquilamente ao telefone celular. 
Reféns são amarrados e pendurados em área deserta antes de serem queimados vivos
Foto: Reprodução
Reféns são amarrados e pendurados em área deserta antes de serem queimados vivos
"Ela assistiu [aos vídeos de decapitação]
por toda a noite", disseram os promotores do caso. Segundo eles, a jovem planejava viajar à Síria com o namorado, o iraquiano Bakhtiar Mohammed Abdulla, por quem se apaixonou em um centro de refugiados em sua cidade, para se juntar ao Estado Islâmico. 
Ela foi condenada a nove anos de prisão – sendo os dois primeiros a serem cumpridos em instituições voltadas para menores de idade. O namorado, a 13 anos – seguidos de deportação automática da Dinamarca.
A jovem Lisa Borch, de 15 anos: brigas com a mãe eram frequentes, segundo conhecidos
Foto: Reprodução
A jovem Lisa Borch, de 15 anos: brigas com a mãe eram frequentes, segundo conhecidos
"Foi um assassinato cometido a sangue-frio, de forma bestial", disse a promotora Karina Skou. Ela ressaltou que, antes de cometer o crime, Lisa chegou a mostrar a faca com que mataria a mãe à irmã, que não teria acreditado no comentário. 
A investigação não soube dizer quem esfaqueou a mulher, mas chegou à conclusão de que Lisa e o namorado foram ambos responsáveis pelo assassinato. 
Terrorista do Estado Islâmico se prepara para decapitar refém neste mês no Oriente Médio
Foto: Reprodução
Terrorista do Estado Islâmico se prepara para decapitar refém neste mês no Oriente Médio

         
    •  
    •  
    •