sexta-feira, 9 de outubro de 2015

YEHOWAH ALECHEM - Iehouah vos abençoe. - Shabat Shalom a todas as famílias. Lute e prevaleça Israel. Unifique-se, aja e supere-se, que Iehouah nosso Elohim, te abençoará


Foguete atinge Israel após dia de confrontos na fronteira com Gaza
Foguete foi disparado da Faixa de Gaza, diz Exército israelense. Seis palestinos foram mortos por israelenses na Faixa de Gaza.
09/10/2015 19h59 - Atualizado em 09/10/2015 20h11
France Presse
Do G1, em São Paulo
Palestinos carregam um manifestante ferido que foi baleado por soldados israelenses durante confrontos perto da fronteira israelense no nordeste de Gaza. Seis palestinos morreram  (Foto: Mohammed Salem/Reuters)Palestinos carregam um manifestante ferido que foi baleado por soldados israelenses durante confrontos perto da fronteira israelense no nordeste de Gaza. Seis palestinos morreram (Foto: Mohammed Salem/Reuters)
O Exército israelense anunciou, neste sábado (9), pelo horário local, a queda de um foguete em Israel, horas depois que soldados israelenses mataram seis palestinos em confrontos na fronteira. De acordo com o Exército de Israel, o foguete foi lançado da Faixa de Gaza.
Em um comunicado, as Forças Armadas israelenses disseram que o projetil, "lançado contra o sul de Israel", teria atingido "uma área aberta" na região de Eshkol. "Não há vítimas", completou a corporação. As informações são da agência de notícias France Presse.

Nos últimos 10 dias, uma escalada de violência entre israelenses e palestinos na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza tem deixado feridos.
Mais cedo nesta sexta, 6 palestinos foram mortos por disparos de soldados israelenses na fronteira, de acordo com os serviços de segurança.Os soldados dispararam na direção de Gaza através da fronteira depois que os palestinos chegaram perto demais dos limites israelenses, atirando pedras e empurrando pneus em chamas, disse uma porta-voz dos militares. Médicos de Gaza disseram além dos seis mortos há cerca de 50 pessoas feridas.
Os protestos eram em solidariedade com palestinos em Jerusalém e na Cisjordânia ocupada por Israel, onde as tensões têm aumentado nos últimos 10 dias de violência.
Além disso, um judeu esfaqueou quatro homens na cidade de Dimona, no sul de Israel, antes de ser detido, segundo a polícia. Não está claro se as vítimas são árabes israelenses ou palestinos, já que a terminologia utilizada pela polícia pode se referir a ambos. Enquanto isso em Gaza, seis palestinos foram mortos por soldados israelenses.
Nova Intifada
A agitação é em grande parte resultante da revolta de muçulmanos com o acesso de judeus a um local sagrado reivindicado por ambas as religiões em Jerusalém, segundo a agência Reuters.

Em plena escalada de violência na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, os árabes israelenses, 17,5% da população de Israel, começaram nos últimos dias a protestar em favor dos palestinos.
O líder do Hamas na Faixa de Gaza, Ismail Haniyeh, afirmou nesta sexta que a violência que atinge a Cisjordânia e Jerusalém Oriental é um anova Intifada, a exemplo da revolta palestina de 1987 e 2000.

"Pedimos para reforçar e intensificar a Intifada. É o único caminho que levará à libertação dos territórios ocupados", afirmou durante a oração muçulmana semana em Gaza.

2
 
COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
RECENTES
POPULARES
  • Marcio Nascimento
    HÁ UMA HORA
    Tomara que os Árabes que moram nesse estado terrorista se voltem contra esses assassinos malditos.
    • Solrac
      HÁ 25 MINUTOS
      iiiiiiiii....tava demorando. Márcio Morrimento chegou pra,,,desonestamente,,acusar Israel óh!!!
    Mundo