sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

A posição de Celso Amorim é antissemita e anti-sionista, talvez ignorante na origem, porém criminosa no resultado. Antissemita por aplicar somente ao Estado Judeu de Israel um critério que não usa com nenhum outra nação a ser questionada no planeta e levando em conta que o Brasil tem embaixadores que representam políticas realmente desumanas intoleráveis para qualquer democracia. Anti-sionista e contra toda nação e povo de Israel, por querer determinar a natureza de políticas internas de uma nação/povo que não tem nenhuma obrigação de aceitar imposições globais contra sua existência e sobrevivência. O atual governo brasileiro está representado pelo Partido dos Tabalhadores, que já se revelou a maior máquina de extorsão nacional em pouco tempo e fez sru histórico se aliando a grupos marginais e terroristas. A causa palestina é de orientação complementamente fundamentalista, islamita, sirio-iraniana e terrorista em criação e evolução. Que o Brasil seja com Israel, e com o mundo livre da humanidade.


  • REGIONAIS: