terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Iehouah Elohim te abençoe Israel pelas 300 blindagens. Iehouah Tseva'ot te oriente e fortaleça para retirar de dentro de Israel e do caminho de Israel todo terrorista e anti-sionista a qualquer custo.


Maduro é único sem presença confirmada na Cúpula do Mercosul
ONU denuncia mais de 1.500 detenções arbitrárias em Cuba
Chefe da Defesa dos EUA busca mais ajuda turca contra EI
Papa critica indiferença de mundo saturado pela informação
Papa pede revisão de leis para ajudar refugiados
Israel blindará 300 pontos de ônibus em Jerusalém
Alemanha exagerou percentual de passaportes sírios falsos
Centenas se deslocam no norte do Iraque pelos bombardeios
Homem suspeito de atentados em Paris é detido na França
Situação geopolítica russa se reflete nos supermercados

PreviousNext

MUNDO15/12/2015 10:49

Israel blindará 300 pontos de ônibus em Jerusalém


32 views 
-

Ammar Awad / ReutersViolência:o agressor foi baleado por policiais, antes de sair do veículo, aparentemente, com um machado
da Efe



Jerusalém - O primeiro-ministroisraelense, Benjamin Netanyahu, determinou a blindagem de 300 pontos de ônibus em Jerusalémdepois que várias pessoas foram atropeladas ontem por um palestino enquanto esperavam o transporte público.

O jornal "Yedioth Ahronoth" publica nesta terça-feira que a decisão foi tomada em reunião entre o chanceler, o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, e os ministros de Transporte, Yisrael Katz, e Segurança Interior, Gilad Erdan.

A parada do bonde já recebeu medidas semelhantes com a colocação de blocos de concreto para proteger os passageiros, segundo a publicação.

Ao todo, dez pessoas, incluindo um bebê de 15 meses que ficou gravemente ferido, foram atingidas ontem quando um palestino de Jerusalém Oriental jogou seu carro contra um ponto de ônibus na entrada da cidade.

O agressor foi baleado por policiais, antes de sair do veículo, aparentemente, com um machado.


A polícia acredita que ele tentava reproduzir um ataque cometido em outubro em um dos bairros ortodoxos da cidade.

Por causa do ataque, Netanyahu convocou ontem à noite os três responsáveis para coordenar um novo plano de proteção do transporte público.

Na semana passada, o governo já tinha decidido reestabelecer uma unidade de segurança especial para os ônibus, como aconteceu durante a Segunda Intifada, entre 2000 e 2005.

Na atual onda de violência, que começou em outubro, 122 palestinos morreram. O total de feridos já ultrapassa os 4.500.




Comentários



Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados


::