terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Parabéns Brasil! Parabéns Militares Brasileiros! Parabéns Israel! Parabéns Sionistas!



Ver Menu
Ver Navegação

1ª página
últimas notícias
opinião
colunistas
poder
mundo
mercado
cotidiano
ciência
esporte
f5
ilustrada
ilustríssima
tec
equilíbrio e saúde
comida
turismo
folhinha
classificados
tv folha
fotografia
sãopaulo
serafina
new york times
bbc
vice
empreendedor social
praias
aeroportos
capa do impressoBuscar no sites da Folha



mundo

Militares brasileiros criticam impasse em relação a embaixador de Israel

Compartilhar via Facebook
Compartilhar via Whatsapp
Compartilhar via Twitter
Compartilhar via GooglePlus
Compartilhar via Email
Compartilhar Linkedin


DANIELA KRESCH
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM TEL AVIV
21/12/2015 17h00

A decisão de Brasília depostergar indefinidamente a aprovação do novo embaixador israelense no país, Dani Dayan, está sendo considerada um erro estratégico por militares brasileiros. Segundo um integrante de alto escalão das Forças Armadas, o impasse diplomático pode atrapalhar a transferência de tecnologia entre os dois países, fundamental em alguns dos contratos militares.

"É falta de visão geopolítica e de objetividade de ações. Para as Forças Armadas, ficou uma situação muito sensível, pois nossa parceria com empresas israelenses de alta tecnologia é muito grande. Israel é um dos poucos países com transferência total de 'know how' total, inclusive com os 'keys codes' [códigos-chave] dos armamentos", afirmou o militar à Folha.

Desde agosto, o governo brasileiro ignora a indicação do argentino naturalizado israelense Dayan, 60, como o embaixador designado por Israel. O motivo seria o fato de Dayan ter presidido, de 2007 e 2013, o Conselho Yesha, que representa 500 mil colonos israelenses na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental (o Brasil se opõe à existência desses assentamentos).Continuar lendo

Fale com a Redação -leitor@grupofolha.com.br

Problemas no aplicativo? -novasplataformas@grupofolha.com.br
PUBLICIDADE

Folha de S.Paulo 2015