quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

EU APOIO CEM POR CENTO ISRAEL



Bombardeios israelenses atingem exército sírio perto de Damasco
ONG fala em três bombardeios, mas fontes israelenses não confirmam. Morador dos arredores de Jabal al-Mané diz ter presenciado ataque.
17/02/2016 22h12 - Atualizado em 17/02/2016 22h12
France Presse
Da France Presse
Três bombardeios israelenses atingiram uma posição do exército sírio no sul da capital, Damasco, nesta quarta-feira (17) - informou a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).
Uma fonte ligada ao setor de segurança no local desmentiu a informação.
"Uma posição das forças do governo na zona de Jabal al-Mané, no sul de Damasco, foi atingida por três bombardeios israelenses, provocando danos", relatou a OSDH.
Um morador dos arredores de Jabal al-Mané afirmou à AFP ter presenciado um bombardeio e disse ter visto uma fumaça espessa.
Desde o início do conflito entre governo e rebeldes na Síria, várias informações dão conta de ataques israelenses a posições do exército ou de seu aliado, o Hezbollah xiita, mas foram raramente confirmados pelo estado hebreu.
Em 20 de dezembro um ataque israelense perto de Damasco matou Samir Kantar, uma personalidade do Hezbollah libanês preso durante quase 30 anos em Israel.
16
 
COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
RECENTES
POPULARES
  • Israel
    HÁ 3 HORAS
    Notícia muito vaga, baseada em que?! Cheia de suposições. Qual a intenção deixar no "ar"?!,
    • Carlos Neto
      HÁ 36 MINUTOS
      A intenção é culpar a Russia/Assad e fazer de IsraEUA vitima.
    • Carlos Neto
      HÁ 17 MINUTOS
      Enquanto o Rodrigo Alvares passar informações Israel vai ser santa. Aonde estão os S-400?
      • Carlos Neto
        HÁ 35 MINUTOS
        Foram misseis e não aviões, quem apoia IsraEUA tem os dos pés do ynfern0.
      • George
        HÁ 3 HORAS
        Kkkkkkkkkkkkkkkk
        Mundo