quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

PARABÉNS ISRAEL, ISRAELENSES E ISRAELITAS PELA UNIÃO E DEDICAÇÃO DE SEU POVO. MOÇAS HERÓICAS IMPEDEM ATOS ISLAMITAS TERRORISTAS MONSTRUOSOS A PONTO DE UMA DESTAS JÓIAS SACRIFICAR A PRÓPRIA VIDA!


Sputnik Brasil
versões regionais
EntrarCadastrar-se22:26 04 FEVEREIRO 2016


CAPA
BRASIL
MUNDO
SOCIEDADE
DEFESA
OPINIÃO
MULTIMÍDIA
CHARGES
AGORA NO AR

BUSCA


Israel quer privar jornalistas de credenciamento por manchetes ‘erradas’
© AFP 2016/ AHMAD GHARABLI
MUNDO
11:47 04.02.2016(atualizado 14:35 04.02.2016)URL curta
951015
O escritório de imprensa do governo de Israel ameaçou privar jornalistas de credenciamento por manchetes que “contradizem a realidade” depois de indignar-se com a maneira da mídia estrangeira de apresentar o tiroteio com militantes palestinos no centro histórico de Jerusalém.




© AFP 2016/ HAZEM BADER
ONU critica captura israelense de terras enquanto Israel destrói prédios humanitáriosOntem (3) uma funcionária da polícia fronteiriça de Israel foi morta a tiros, mas conseguiu junto com os seus colegas eliminar três palestinos armados com pistolas-metralhadoras, facas e engenhos explosivos. As moças que pararam os palestinos para verificação de documentos perto das muralhas da Cidade Velha e foram atacadas por eles provavelmente preveniram um ato terrorista de grande escala com muitas vítimas, opinam os serviços de segurança de Israel.



“‘Três palestinos foram mortos no meio de contínua violência diária’, diz a manchete escolhida por redes televisivas internacionais durante o acompanhamento do ataque terrorista mortífero perto do portão de Damasco em Jerusalém. Não podemos negligenciar isso. Iremos considerar a possibilidade de anular os credenciamentos de imprensa de jornalistas e redatores que escrevem manchetes que contradizem a realidade”, disse o diretor do escritório de imprensa governamental Nitzan Hen.



© REUTERS/ FRANCOIS GUILLOT
França reconhecerá Palestina, se a nova rodada de negociações de paz com Israel falharO tiroteio de ontem continuou uma série de ataques palestinos quase diários contra israelenses que levaram as vidas de 31 pessoas e feriram mais de 300, segundo os dados do serviço de ambulância. Do lado palestino, segundo as estimativas da mídia, morreram pelo menos 154 pessoas, entre quais 109 foram mortos a tiros quando tentavam atacar cidadãos israelenses com uso de armas ligeiras ou brancas e com uso de tática de atropelamento intencional.



Durante este incidente, que é um dos mais graves durante os cinco meses da última agudização do conflito palestino-israelense, estava em Jerusalém, com uma visita oficial, a presidente do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo) Valentina Matvienko. Os relatos do ataque chegaram no meio da sua conversa com o homologo israelense Yuli-Yoel Edelstein no edifício de Knesset (parlamento de Israel). Na coletiva de imprensa após o encontro Matvienko manifestou “indignação e condenação devido ao ato terrorista”.

Uma onda de violência sacudiu Jerusalém e Cisjordânia nos últimos meses após confrontos em setembro entre a polícia israelense e palestinos no Monte do Templo, um lugar sagrado tanto para os judeus como para os muçulmanos, no meio das preocupações de palestinos de que Israel possa mudar o status quo do território do Monte do Templo.


15


Tags:
jornalismo, censura, jornalistas, intifada, Jerusalém, Israel
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NO SPUTNIK


EM FOCO

Arábia Saudita declara que forças terrestres estão prontas para invadir a SíriaUm porta-voz militar saudita confirmou que Riad está preparada para se se juntar a quaisquer operações terrestres lideradas pelos EUA para combater o Daesh, também conhecido como Estado Islâmico, na Síria, se tais operações forem aprovadas pela coalizão internacional.
904362

Missão de deputados venezuelanos de oposição não deve alterar relações Brasil-VenezuelaA Assembleia Nacional da Venezuela, agora sob controle da oposição, prepara uma nova ofensiva diplomática contra o Governo de Nicolás Maduro, com o envio de uma comitiva de deputados da oposição ao Senado brasileiro, onde serão recebidos em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores, no próximo dia 25.
1187

Moscou: OTAN tenta justificar sua própria existência ao falar em 'agressividade' russaAs alegações da Organização do Tratado do Atlântico Norte sobre ataques nucleares simulados da Rússia durante exercícios militares fazem parte da agressiva propaganda utilizada pelo bloco para justificar sua própria existência, afirmou nesta quinta-feira o enviado do governo russo para a OTAN, Alexander Grushko.
15876

Embraer fornecerá jatos Phenom 100 às Forças Armadas britânicasA Embraer informou que o seu jato Phenom 100 foi selecionado pelo Ministério da Defesa do Reino Unido para a realização dos treinamentos dos seus pilotos. O contrato assinado prevê a aquisição de cinco aeronaves para o programa Military Flight Training System (MFTS), e inclui um pacote de serviços e opções para aeronaves adicionais.
21150

Adeus, Guerra Fria: O que significa a visita de Raúl Castro a ParisApós a visita de François Hollande a Cuba em maio de 2015 – a primeira de um líder europeu ao país caribenho em 50 anos – o presidente da ilha, Raúl Castro, completou ontem (3) uma histórica visita de Estado a Paris, onde foi recebido com grandes honras militares.
1728

Rússia envia mais de 600 toneladas de ajuda humanitária para SíriaA Rússia enviou à Síria e aos países fronteiriços mais de 600 toneladas de ajuda humanitária. A informação é do embaixador russo no Reino Unido, Alexander Yakovenko.
5666

NOTÍCIAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
MAIS LIDAS
MAIS DISCUTIDO

21:43Obama e Santos conversam sobre os 15 anos do malfadado Plano Colômbia
20:41Comandante das YPJ: mulheres respondem por 45% das forças militares curdas na Síria
19:40Missão de deputados venezuelanos de oposição não deve alterar relações Brasil-Venezuela
18:47Moscou: OTAN tenta justificar sua própria existência ao falar em 'agressividade' russa
18:06Embraer fornecerá jatos Phenom 100 às Forças Armadas britânicasTodas as notícias

MULTIMÍDIA
FOTOS
CHARGES
INFOGRÁFICOS

Blocos de pré-carnaval invadem ruas de Rio, Brasília e São Paulo


SIGA O SPUTNIK
FACEBOOK
TWITTER

NOTÍCIASBrasilMundoSociedade
Ciência e tecnologia
Cultura
Esportes
Mundo insólitoDefesaOPINIÃOMULTIMÍDIAFotosVídeosInfográficosChargesRÁDIOProgramasEntrevistasOnde nos ouvirSPUTNIKQuem somosAplicativo móvelTermos de UsoContato
© 2016 Sputnik. Todos os direitos reservados

×
Sputnik NewsSputnikFREE - In Google PlayVIEW

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20160204/3488850/Israel-quer-privar-jornalistas-de-credenciamento-por-manchetes-erradas.html#ixzz3zFUg0WgH







Sputnik Brasil
versões regionais
EntrarCadastrar-se22:26 04 FEVEREIRO 2016


CAPA
BRASIL
MUNDO
SOCIEDADE
DEFESA
OPINIÃO
MULTIMÍDIA
CHARGES
AGORA NO AR




BUSCA



Israel quer privar jornalistas de credenciamento por manchetes ‘erradas’
© AFP 2016/ AHMAD GHARABLI
MUNDO
11:47 04.02.2016(atualizado 14:35 04.02.2016)URL curta
951015
O escritório de imprensa do governo de Israel ameaçou privar jornalistas de credenciamento por manchetes que “contradizem a realidade” depois de indignar-se com a maneira da mídia estrangeira de apresentar o tiroteio com militantes palestinos no centro histórico de Jerusalém.




© AFP 2016/ HAZEM BADER
ONU critica captura israelense de terras enquanto Israel destrói prédios humanitáriosOntem (3) uma funcionária da polícia fronteiriça de Israel foi morta a tiros, mas conseguiu junto com os seus colegas eliminar três palestinos armados com pistolas-metralhadoras, facas e engenhos explosivos. As moças que pararam os palestinos para verificação de documentos perto das muralhas da Cidade Velha e foram atacadas por eles provavelmente preveniram um ato terrorista de grande escala com muitas vítimas, opinam os serviços de segurança de Israel.



“‘Três palestinos foram mortos no meio de contínua violência diária’, diz a manchete escolhida por redes televisivas internacionais durante o acompanhamento do ataque terrorista mortífero perto do portão de Damasco em Jerusalém. Não podemos negligenciar isso. Iremos considerar a possibilidade de anular os credenciamentos de imprensa de jornalistas e redatores que escrevem manchetes que contradizem a realidade”, disse o diretor do escritório de imprensa governamental Nitzan Hen.



© REUTERS/ FRANCOIS GUILLOT
França reconhecerá Palestina, se a nova rodada de negociações de paz com Israel falharO tiroteio de ontem continuou uma série de ataques palestinos quase diários contra israelenses que levaram as vidas de 31 pessoas e feriram mais de 300, segundo os dados do serviço de ambulância. Do lado palestino, segundo as estimativas da mídia, morreram pelo menos 154 pessoas, entre quais 109 foram mortos a tiros quando tentavam atacar cidadãos israelenses com uso de armas ligeiras ou brancas e com uso de tática de atropelamento intencional.



Durante este incidente, que é um dos mais graves durante os cinco meses da última agudização do conflito palestino-israelense, estava em Jerusalém, com uma visita oficial, a presidente do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo) Valentina Matvienko. Os relatos do ataque chegaram no meio da sua conversa com o homologo israelense Yuli-Yoel Edelstein no edifício de Knesset (parlamento de Israel). Na coletiva de imprensa após o encontro Matvienko manifestou “indignação e condenação devido ao ato terrorista”.

Uma onda de violência sacudiu Jerusalém e Cisjordânia nos últimos meses após confrontos em setembro entre a polícia israelense e palestinos no Monte do Templo, um lugar sagrado tanto para os judeus como para os muçulmanos, no meio das preocupações de palestinos de que Israel possa mudar o status quo do território do Monte do Templo.


15


Tags:
jornalismo, censura, jornalistas, intifada, Jerusalém, Israel
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NO SPUTNIK


EM FOCO

Arábia Saudita declara que forças terrestres estão prontas para invadir a SíriaUm porta-voz militar saudita confirmou que Riad está preparada para se se juntar a quaisquer operações terrestres lideradas pelos EUA para combater o Daesh, também conhecido como Estado Islâmico, na Síria, se tais operações forem aprovadas pela coalizão internacional.
904362

Missão de deputados venezuelanos de oposição não deve alterar relações Brasil-VenezuelaA Assembleia Nacional da Venezuela, agora sob controle da oposição, prepara uma nova ofensiva diplomática contra o Governo de Nicolás Maduro, com o envio de uma comitiva de deputados da oposição ao Senado brasileiro, onde serão recebidos em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores, no próximo dia 25.
1187

Moscou: OTAN tenta justificar sua própria existência ao falar em 'agressividade' russaAs alegações da Organização do Tratado do Atlântico Norte sobre ataques nucleares simulados da Rússia durante exercícios militares fazem parte da agressiva propaganda utilizada pelo bloco para justificar sua própria existência, afirmou nesta quinta-feira o enviado do governo russo para a OTAN, Alexander Grushko.
15876

Embraer fornecerá jatos Phenom 100 às Forças Armadas britânicasA Embraer informou que o seu jato Phenom 100 foi selecionado pelo Ministério da Defesa do Reino Unido para a realização dos treinamentos dos seus pilotos. O contrato assinado prevê a aquisição de cinco aeronaves para o programa Military Flight Training System (MFTS), e inclui um pacote de serviços e opções para aeronaves adicionais.
21150

Adeus, Guerra Fria: O que significa a visita de Raúl Castro a ParisApós a visita de François Hollande a Cuba em maio de 2015 – a primeira de um líder europeu ao país caribenho em 50 anos – o presidente da ilha, Raúl Castro, completou ontem (3) uma histórica visita de Estado a Paris, onde foi recebido com grandes honras militares.
1728

Rússia envia mais de 600 toneladas de ajuda humanitária para SíriaA Rússia enviou à Síria e aos países fronteiriços mais de 600 toneladas de ajuda humanitária. A informação é do embaixador russo no Reino Unido, Alexander Yakovenko.
5666

NOTÍCIAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
MAIS LIDAS
MAIS DISCUTIDO

21:43Obama e Santos conversam sobre os 15 anos do malfadado Plano Colômbia
20:41Comandante das YPJ: mulheres respondem por 45% das forças militares curdas na Síria
19:40Missão de deputados venezuelanos de oposição não deve alterar relações Brasil-Venezuela
18:47Moscou: OTAN tenta justificar sua própria existência ao falar em 'agressividade' russa
18:06Embraer fornecerá jatos Phenom 100 às Forças Armadas britânicasTodas as notícias

MULTIMÍDIA
FOTOS
CHARGES
INFOGRÁFICOS

Blocos de pré-carnaval invadem ruas de Rio, Brasília e São Paulo


SIGA O SPUTNIK
FACEBOOK
TWITTER



NOTÍCIASBrasilMundoSociedade
Ciência e tecnologia
Cultura
Esportes
Mundo insólitoDefesaOPINIÃOMULTIMÍDIAFotosVídeosInfográficosChargesRÁDIOProgramasEntrevistasOnde nos ouvirSPUTNIKQuem somosAplicativo móvelTermos de UsoContato
© 2016 Sputnik. Todos os direitos reservados

×
Sputnik NewsSputnikFREE - In Google PlayVIEW



Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20160204/3488850/Israel-quer-privar-jornalistas-de-credenciamento-por-manchetes-erradas.html#ixzz3zFUg0WgH