domingo, 3 de abril de 2016

Não é a primeira vez, Netanyahu. E o resultado final não é bom. Carl Grimberg na História Universal escreveu belamente que Israel constituira um tampão entre o Egito e os Povos do Corredor "Sírio palestino". Resultou na derrota das Dez Tribos (Israel Setentrional) pelos Assírios e depois na derrota cruel que Babilônia impôs ao reino de Yehudah. Se Israel continuar nesta posição atual, a história vai se repetir. Mesmo porque é mais facil parte da Europa e do mundo muçulmano atacar Israel ao mesmo tempo do que alguém ajudar Israel. Não queira ser tampão pois esse papel mata. Mude o conceito. Mude a estratégia. Sobreviva.


NOTÍCIAS
Menu

Netanyahu lembra Europa que Israel está a fazer de tampão com os refugiados

Paulo Alexandre Amaral, RTP01 Abr, 2016, 17:38 | Mundo


| Ronen Zvulun, Reuters
O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu usou esta quinta-feira a sua conta Twitter para lembrar que sem Israel na região do Médio Oriente “o mundo seria muito diferente”. Referia-se à recente crise de refugiados, garantindo que “um Israel forte impede a passagem das massas de refugiados para a Europa”.



O tweet do primeiro-ministro Netanyahu foi colocado na rede esta quinta-feira, tendo recebido centenas de comentários.


As respostas andam muito à volta de um tema: como compreender a reação do executivo israelita quando este foi um país criado no pós-Segunda Guerra Mundial para acolher precisamente refugiados de todo o Mundo?


Outros argumentos vão no sentido de que os sucessivos governos israelitas, levando por diante uma política de ocupação e despejo [dos palestinianos, expulsos das próprias casas] cada vez mais agressiva, acabaram por criar uma das maiores massas de refugiados do mundo, na ordem de milhões de pessoas deslocadas.

Um activista judeu israelita do movimento BDS (anti-sionista e anti-ocupação) corrige Benjamin Netanyahu, explicando que os refugiados bloqueados por Israel não procuram chegar à Europa, mas às suas casas na Palestina precisamente ocupada por Israel.


As respostas de judeus israelitas censurando o primeiro-ministro são constantes nos comentários ao tweet de Benjamin Netanyahu.


A discussão acaba também por envolver muitas vozes que defendem o chefe do governo israelita. Mas deixa claro, por outro lado, que a questão israelo-palestiniana não é consensual na cena internacional.










A newsletter com as notícias que estão a marcar o país e o mundo.




Pub




ÚLTIMOS ARTIGOS
ÚLTIMAS
Últimas
+ Lidas
+ Coment.
1Primeiro-ministro da Islândia considera "desapropriadas" perguntas sobre Panama Papers
2Há um nome português envolvido na investigação Panama Papers
3PR da Argentina, rei saudita, Messi, Almodóvar e Platini na lista comprometedora
4Ajuda alimentar é necessária para 400 mil no Sudão devido a El Niño, alerta ONU
5Alto dirigente da Al-Qaida morto na Síria após bombardeamento



EM DESTAQUE


Fuga de informação sem precedentes revela esquemas de corrupção de líderes mundiais



Passos não prevê eleições em breve mas quer mudar sistema eleitoral



Acordo UE-Turquia é "ilegal, imoral e impraticável", afirma Ana Gomes




A INFORMAÇÃO MAIS VISTA


Carrinhas de transporte ilegal na origem do acidente mortífero em França



FC Barcelona-Real Madrid: o dérbi espanhol é este sábado




Funcionários denunciam prática fraudulenta em clínica dentária



Piloto da TAP com licença sem vencimento é dono da White e refuta qualquer favorecimento




+ EM FOCO


Piloto da TAP é dono da White e beneficiado por ponte aérea


José Miguel Costa é o único comandante da transportadora que se mantém em licença sem vencimento há 14 anos. Continua a trabalhar para a TAP fora da TAP.


Portugal na I Grande Guerra


Completam-se agora 100 anos sobre o início da beligerância portuguesa. Uma data assinalada pela RTP com a publicação online dos seus mais significativos materiais de arquivo sobre o tema.



Ativistas condenados: Cronologia do julgamento que agitou Angola


As penas do processo que envolve Luaty Beirão vão desde os dois anos e três meses a oito anos e seis meses de prisão. Angola regressa ao radar das organizações de Direitos Humanos.


Mais gordos do que magros no mundo


Cerca de 13 por cento da população mundial é agora obesa, revela um estudo coordenado pelo Imperial College de Londres em 186 países e publicado esta quinta-feira na revista Lancet.



+ OPINIÕES



Rio03 Apr, 2016

António Jorge



Razão e coração. Costa é fixe!02 Apr, 2016

Mário Rui Cardoso




A Televisão morreu na Islândia (parte II)01 Apr, 2016

Teresa Nicolau



A batalha Democrata de Nova Iorque01 Apr, 2016

Márcia Rodrigues




A ponte que divide31 Mar, 2016

João Fernando Ramos



Morrer na estrada e outras coincidências tristes...31 Mar, 2016

Daniela Santiago



© 2016 - Rádio e Televisão de Portugal.
Todos os direitos reservados