quinta-feira, 14 de abril de 2016

"Obrigado ao povo de Israel e ao povo judeu em todo o Mundo, por mostrar bondade e caridade para com os sírios, seja através dasequipas médicas do IDF, dos trabalhadores humanitários na Grécia e nos Balcãs, ou das suas congregações na América do Norte, arrecadando dinheiro para ajudar e patrocinar os refugiados sírios".


Amigo de Israel

Tolerar a intolerância é COBARDIA - Ayaan Hirsi Ali

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Israelitas em missões secretas na Síria para salvar vidas


Um caso dentre muitos, que os media ignoram, ocupados que estão na sua missão de desinformação e intoxicação mental:



A identidade desta menina está sob protecção, para evitar represálias. Ter a vida salva pelos "malandros dos Sionistas", é crime...


Israel salva menina síria com cancro

A vida de uma menina síria de cinco anos de idade foi salva duas vezes nas últimas semanas por médicos israelitas: uma vez, quando lhe trataram as feridas resultantes de um tiroteio entre milícias rivais, e novamente quando lhe foi diagnosticado cancro.
O Canal 10 de Israel informou que a menina foi diagnosticada pelo Hospital Rambam, de Haifa, duas semanas depois de ter chegado, e quando estava quase totalmente recuperada dos ferimentos. Os médicos recusaram-se a dar-lhe alta até que ela recebesse o tratamento necessário. As autoridades de segurança aprovaram os novos tratamentos requeridos.





Interior do Hospital Rambam, em Haifa.

As buscas por um potencial doador de medula óssea levaram as equipas médicas a um parente da menina, residente num Estado inimigo, e, como tal, legalmente impedido de entrar em Israel. Os serviços de segurança israelitas programaram por isso uma operação para introduzir clandestinamente o parente em Israel.

Nos últimos cinco anos, mais de 2.000 sírios foram tratados em hospitais israelitas. Ojornalista israelita Ron Ben-Yishai documentou uma das arriscadas missões do IDF(Forças de Defesa de Israel) que se comprometeram a resgatar um combatente sírio ferido, em Maio passado. AISRAEL21c deu recentemente a conhecer a Il4Syrians, uma organização israelita sem fins lucrativos que leva a cabo missões humanitárias secretas na Síria.






De rosto oculto pelo "crime" de fazer o Bem - a Il4Syrianstem como lema "O Silêncio Mata" e no seu site consta a declaração:"Ninguém pede autorização para matar. Nós não pedimos autorização para salvar vidas".


Os esforços israelitas para ajudar os sírios não passaram despercebidos. Aboud Dandachi, um refugiado sírio, criou um website, Thank You Am Israel, para dizer:


"Obrigado ao povo de Israel e ao povo judeu em todo o Mundo, por mostrar bondade e caridade para com os sírios, seja através dasequipas médicas do IDF, dos trabalhadores humanitários na Grécia e nos Balcãs, ou das suas congregações na América do Norte, arrecadando dinheiro para ajudar e patrocinar os refugiados sírios".

Via THE TOWER

ESTES JUDEUS SÃO DOIDOS!

Vídeo e artigo detalhado do Jewish Business News: "Voluntários da organização 'Israelitas pelos Sírios'entram na Síria sob disfarce para salvar vidas sírias":





Vale a pena ler o artigo, ver as fotos e o vídeo. Se se descobrir que estes voluntários são judeus, espera-os o mesmo destino que teriam no regime nazi. São doidos!


PEQUENO COMENTÁRIO




Do siteThank You Am Israel:"Se o mundoÁrabe em geral não estivesse já num estado avançado de decomposição moral e ética, este acto de compaixão milagrosa por parte das equipas médicas e de segurança de Israel deveria ter mudado dramaticamente percepções e atitudes, e não apenassobre a atitude dos árabespara com os judeus, mastambémde uns árabes para com os outros".


Temos falado episodicamente dos feridos na guerra civil Síria tratados em Israel. Não temos insistido, porque o Bem faz-se, não se apregoa. Israel assim procede.
Como temos amplamente demonstrado, é regra os muçulmanos serem tratados gratuitamente nos hospitais de Israel e voltarem para se fazerem explodir. Veja por exemplo o nosso post "Assim se Paga o Bem".
Esta mulher de Gaza leva o filho para ser tratado gratuitamente num hospital de Israel e deseja que este venha a ser um bombista suicida e mate muitos judeus:







A alegria com que a senhora saboreia antecipadamente a morte do filho e dos inocentes que este levar, merece ser vista! Isto é regra, não é excepção.

Este pessoal médico e estes voluntários sabem que as pessoas que hoje salvam, amanhã podem regressar para os matar.
Aqui reside, em nossa opinião, a razão do ódio atávico dos muçulmanos contra os judeus, reproduzido em ideologias como o Nazismo, que deploravam a Consciência(uma "invenção judaica", segundo Hitler) o Humanismo, o Bem.

Pessoas destituídas de compaixão, de amor ao próximo, ficam profundamente vexadas com quem demonstra essas qualidades.

Oliveira da Figueira às 23:22
Compartilhar


Nenhum comentário:




Postar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.




Página inicial
Visualizar versão para a web











Colaboradores

Extremista Moderado
Oliveira da Figueira
EJSantos
Fernando


Tecnologia do Blogger.