quinta-feira, 9 de junho de 2016

As redes socias também regurgitam satisfação islâmica, com imagens do foguetório, da distribuição de doces, da cultura do ódio e da morte que tanto apaixona a extrema-esquerda e a extrema-direita ocidentais:


Amigo de Israel

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! Isaías 5:20

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Muçulmanos (e jornalistas) festejam o massacre de Tel Aviv


Este é um dos vídeos já disponíveis, das celebrações islâmicas que ocorrem sempre que há matança de judeus.

As redes socias também regurgitam satisfação islâmica, com imagens do foguetório, da distribuição de doces, da cultura do ódio e da morte que tanto apaixona a extrema-esquerda e a extrema-direita ocidentais:


O líder do bando terrorista Hamas, que controla Gaza, exprimiu a sua homenagem aos "heróis" através doTwitter:
Alguém conseguiria imaginar o Bin Ladenimpune nas redes sociais?...
Mas os jornalistas, celebram de outro modo...

Le Point, por exemplo, cita a rectórica das fontes terroristas  e alguns "especialistas" sobre a "ausência de perspectivas de independência". A estratégia é conhecida. Eles apenas "citam"...
O que não dizem é que Israel não só cedeu aos invasores árabes todo o território que é hoje a Jordânia, como também Gaza, e o Sinai, e que todas as outras propostas de cedência de terras têm sido recusadas. Porque os terroristas apenas querem TUDO, todo o Estado de Israel. E a morte dos judeus. Todos. 
Culpa de Israel, que não tem nada que negociar nem que dar território a invasores.

Le Figaro diz que houve um "incidente", um "tiroteio". Se fosse noutro local qualquer do planeta seria um ataque terrorista.



E O VENCEDOR DA MAIOR MÁ-FÉ E ANTI-SEMITISMO É...
O prémio da má-fé vai inteirinho para aRT, da Rússia, que, aproveitando os terroristas estarem vestidos de judeus ortodoxos, fez o seguinte título:
2 PISTOLEIROS 'JUDEUS ULTRA-ORTODOXOS' MATAM 3 NO CENTRO DE TEL AVIV

Palmas para os artistas!!!

Muito champanhe deve jorrar por essas Redacções de jornais, de cada vez que judeus são assassinados...

Ontem, em

escrevemos:

"Nas próximas horas, em todo o Mundo, vamos assistir aos mais variados contorcionismos jornalísticos, de modo a fazer parecer que foram judeus que atacaram árabes, e não terroristas islâmicos que atacaram judeus."

Mas não é preciso ter uma bola de cristal para prever tal coisa.

POST-SCRIPTUM:  O Sydney Morning Herald e o The Ageficaram com inveja to título da RT e não estiveram com meias medidas. Segundo eles, quem cometeu o massacre, não foram terroristas, nem assassinos, nem bandidos, nem sequer militantes. Foram... "homens bem vestidos"!


E vá lá alguém explicar-lhes que um título destes é criminoso e anti-semita! Qual quê! Não existe anti-semitismo nenhum! Os atiradores estavam bem vestidos ou não? Estavam! Então, calem-se!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.