terça-feira, 14 de junho de 2016

Shalom. Bem-estar profundo aos bons amigos conhecidos e desconhecidos. A recente decisão da ONU é um raro e valioso triunfo da sociedade humana mundial. Um embaixador israelense em 71 anos da ONU é o primeiro à receber uma cadeira na entidade para tomada de assuntos legais e justamente na era do governo mais direitista e pró ortodoxo judeu sionista que Israel já teve. Em tempos que os amigos de Israel bradam por todo o mundo pela sobrevivência, paz e excelência de Israel com vozes lúcidas que reivindicam ao planeta e à humanidade que permita ao Israel Moderno seus direitos ancestrais do Israel Bíblico Davidico - Salomonico. Sabemos que atuais nomeados palestinos, muçulmanos e árabes identificados com esta região são humanos e almas estimadas pela Santidade Da Vida, ao que sempre houve e haverá o convite de que sejam amigos irmãos de Israel e das pessoas de bem sem insistir em violar o Moderno Israel que é indissociavel do Antigo Israel pois até os povos árabes sentem essa necessidade e conhecem o bem-estar vindo de sua satisfação. A ONU ainda mantém posturas criminosas globais pela desumanização de seus governos fundamentalistas e pela covardia dos outros que orbitam em função das riquezas mobilizadas por estes. É uma Organização que há muito fracassou em se lembrar do sofrimento de judeus e árabes israelenses, dos africanos de várias nações e etnias doentes, contagiados, esfomeados e massacrados por milícias muçulmanas que saqueiam, estupram, torturam, escravizam e recrutam as pessoas em seu caminho incapazes de se defender. A ONU se faz indiferente ao trabalho escravo e condições monstruosas de nações poderosas como China, Coréia do Norte, Índia e Potências Islâmicas. É uma Organização criada para o bem-estar humano geralmente usada contra este objetivo. Há muito suas nações tinham que ter liberado o Tibet da politica militar chinesa pois durante centenas de anos a aliança de reis regionais garantiu a proteção do Tibet e parte deles atualmente estão integrados e inutilizados na própria ONU. Esta tem assinado em baixo de crimes globais como requerer a existência de um estado fundamentalista islâmico (o dito palestino) às custas de judeus, árabes e mais de 60 grupos que compõem o atual Israel e milhões de pessoas no mundo inteiro cujas inclinações e vidas estão completamente interligados a Israel. Parabéns Humanidade, pois em algumas decisões desta ONU, Você prevalece. Parabéns Israel e Pessoas de Bem de todo o Mundo. E pra não dizer que não falei das Flores... Ou da Esperança... Fica a sugestão de que os atuais Órgãos Internacionais sejam julgados e executados pelas Povos da Terra. Depostos e substituídos pela Consciência Social voltada para a Fonte da Vida e que as maiores alianças de Sabedoria Sagrada como Israel e Tibet, a Torah e o Tao, Os Mundos Hebreu e Oriental possam receber a devida atenção de cada alma com ações proporcionais a cada potência.


EntradaVisualizações de página
Brasil
6507
Estados Unidos
1535
Alemanha
272
Portugal
132
Ucrânia
65
Itália
36
Israel
30
França
29
Polônia
22
Espanha
19

Orlando: Obama culpa "propaganda e perversões do Islão"


Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma hora





*Se Bill Clinton foi demitido do seu cargo por ter mentido, no quadro de um fait-divers de tipo sexual, com uma secretária, Obama há muito que deveria estar afastado do cargo, desde logo por ter mentido sobre a sua religião.* *Hoje já ninguém duvida de que ele é muçulmano e que está ao serviço do islamismo.* *Veja a nossa pequena secção OBAMA.* *Obama: assassino jihadista de Orlando foi inspirado por **"propaganda e perversões do Islão" * por *Robert Spencer* via *JIHAD WATCH*. Como foi exactamente o massacre jihadista Orlando uma perversão do Islão? *Obama *não explicou... mais »

"Alguém estava segurar as portas"


Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 3 horas





*Assim que a testemunha mencionou um possível cúmplice, a emissão foi cortada:* *Testemunha do massacre **islâmico de Orlando afirma que alguém dentro do clube Pulse estava a segurar as portas, impedindo as pessoas de saírem.* *Talvez esta pessoa esteja errada na sua percepção. Talvez na confusão e no pânico lhe tivesse parecido que alguém estava a segurar as portas. Ou talvez Omar Mateen tenha tido cúmplices no seu massacre jihadista.* Nunca tínhamos visto um grau de auto-censura como este por parte dos media *"infiéis"*. Simplesmente está a ser proibido na Imprensa (por imposiç... mais »

PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA ISRAEL VAI LIDERAR UMA COMISSÃO DA ONU


ShalomemSHALOM ISRAEL - Há 7 horas





Para grande ira e desgosto dos árabes e palestinianos, o embaixador de Israel para as Nações Unidas, Danny Danon, foi nomeado para dirigir uma comissão da ONU, o que acontece pela primeira com Israel depois da sua adesão às Nações Unidas em 1949. Após meses de intensas movimentações atrás dos bastidores, Danny Danon foi nomeado para encabeçar a Comissão para Assuntos Legais, designada oficialmente como a *"6ª Comissão."* Esta comissão tem a seu cargo questões sensíveis como a luta contra o terrorismo global. 109 países votaram a favor de Danon. O delegado palestiniano tudo fez para ... mais »

"As motivações para este ataque são desconhecidas".


Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 8 horas





*0. CHAMARAM-NOS DE TUDO* *Larossi Abballa, 25 anos. Outro muçulmano simpático. * *Ramadão em Paris: muçulmano aos gritos de "Allahu akbar" assassina polícia e Mulher* *O porta-voz do Estado Islâmico Abu Mohammad al-Adnani apelou aos muçulmanos: "Preparem-se, preparem-se ... vamos fazer deste Ramadão um mês de calamidade para os não crentes em todos os lugares ... preparem-se especialmente os combatentes e apoiantes do Califado na Europa e na América."* *Todos os que avisaram o Mundo para estar atento à ameaça, foram, como habitualmente, acusados de instigadores do ódio, islam... mais »

Trump: Obama deve renunciar, Hillary deve retirar-se


Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há um dia





*Um bocadinho de sanidade, para compensar a loucura generalizada em que vivemos:* *Trump: Obama deve renunciar, Hillary deve retirar-se, pela sua recusa em dizer "Islão radical".* *As matanças jihadistas não são Islão "radical", são a regra no Islão: todas as seitas tradicionais e escolas de jurisprudência ensinam que a comunidade muçulmana deve fazer a guerra e subjugar os incrédulos.* *Mas Trump está certo: num corpo político são, a negação e a ignorância intencional sobre a natureza e magnitude da ameaça jihadista, que não só é propagandeada, como imposta, por Barack Obama, ...mais »